PF abrirá 600 vagas

Autorizado pelo Ministério do Planejamento no último dia 25, o concurso que abrirá 600 oportunidades para a Polícia Federal (PF) será organizado pelo Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (UnB). As vagas serão reservadas para os Estados que fazem parte da Amazônia Legal – Amazonas, Acre, Amapá, Roraima, Rondônia, Maranhão, Pará, Mato Grosso e Tocantins. De acordo com a assessoria da PF, o edital deve ser publicado até agosto.

Para participar da seleção, é preciso ter formação superior em qualquer área. Das vagas, 400 serão para escrivão, e 200, para agente de polícia. O salário inicial é de R$ 7.514,33, podendo chegar a R$ 11.879,08.

A primeira etapa do concurso da Polícia Federal é composta de provas de conhecimentos (objetivas e discursiva), avaliação psicológica, prova de capacidade física, exames médicos e de prova prática. No caso do cargo de escrivão, haverá ainda prova de digitação. A segunda etapa do do processo seletivo prevê o curso de formação, ministrado pela Academia Nacional de Polícia, em Brasília. Os candidatos serão submetidos a uma avaliação de vida pregressa. Em alguns casos, a Polícia Federal também realiza exame antidrogas.

Os aprovados no concurso escolhem os locais de trabalho de acordo com sua ordem de classificação e devem ficar no local por um período mínimo de três anos. Todo ano, porém, são oferecidos os chamados concursos internos de remoção. São levados em conta o tempo de trabalho e o local de lotação – cidades mais distantes e com menor infraestrutura dão mais pontos aos funcionários. Quem ingressa na PF também pode tentar trocar o local de trabalho com um colega que esteja no mesmo cargo.

A PF aguarda autorização do Ministério do Planejamento para outro concurso, que preencherá 2 mil vagas – 500 para delegado, 300 para perito criminal, 750 para agente, 400 para escrivão e 50 para papiloscopista.

Original em: http://zerohora.clicrbs.com.br

GD Star Rating
loading...