Polícia Civil local recebe 18 agentes

O quadro da Polícia Civil de Três Lagoas recebeu novos agentes na sexta-feira (16). O reforço investigativo local foi de quatro investigadores, sete escrivães, quatro peritos criminais e três médicos legistas.

Em todo o Estado o quadro da Polícia Civil será foi reforçado por 135 escrivães, 69 investigadores, 24 peritos papiloscopistas, 41 peritos criminais e 22 médicos legistas. Os formandos passaram seis meses na Academia de Polícia Civil (Acadepol) e foram lotados em seus respectivos municípios.

A Polícia Científica desafogará o número de laudos parados pela defasagem de profissionais. Em Três Lagoas o quadro da Perícia Técnica duplicou. Antes a delegacia contava com apenas dois peritos, atualmente são seis. O Instituto de Medicina e Odontologia Legal (IMOL) recebeu três médicos legistas, antes havia apenas um. Devido ao contingente insuficiente o atendimento ao público acontecia três vezes por semana, agora a população deve receber atendimento no local diariamente.

PERITOS CRIMINAIS

Após um longo período de seis anos com apenas dois peritos, Três Lagoas finalmente ganha mais quatro. Vão atuar no município a engenheira ambiental Sônia Cristina Tiviroli, 26 anos; a bióloga Adriana Gazoli Resende, 38 anos; o farmacêutico bioquímico Raphael Cotrelli, 25 anos e o engenheiro civil Francisco Orlando Franco, 44 anos.

O quarteto que já integra a Polícia Científica está capacitado para atuar nas perícias e soluções de crimes.

Para o perito que atua no município há 9 anos, Milton César Fúrio, a integração dos novos componentes trará soluções rápidas para a população com relação aos laudos que devem ser feitos pela instituição. “A população terá uma resposta mais rápida no atendimento e na entrega de laudos, ficamos seis anos com apenas dois peritos, um excelente salto em recursos humanos”, destacou Fúrio.

O que é Perito Criminal?

Perito Criminal é o policial a serviço da justiça, especializado em encontrar ou proporcionar a chamada prova técnica ou prova pericial, mediante a análise científica de vestígios produzidos e deixados na prática de delitos. As atividades periciais são classificadas como de grande complexidade, em razão da responsabilidade e formação especializada revestidas no cargo. O Perito Criminal estuda o corpo (ou objeto envolvido no delito), refaz o mecanismo do crime (para saber o que ocorreu), examina o local onde ocorreu o delito e efetua exames laboratoriais, entre outras coisas.

Original em: http://www.jptl.com.br

Leave a Reply