Empresa de SP reembalava alimentos com prazo de validade vencido

SÃO PAULO – Policiais da 2ª Delegacia de Saúde Pública de São Paulo prenderam nesta quarta-feira a gerente da empresa Celene Distribuidora de Alimentos, identificada como Sandra Suguiura Cardoso, de 52 anos. De acordo com os policiais, foram encontradas na empresa toneladas de alimentos que necessitam de refrigeração e carne com prazo de validade vencido. Ainda segundo a polícia, os produtos vinham sendo reembalados com novos prazos de validade.

A empresa está localizada na Rua João Graeber, 164, em Vila Ema, na zona leste de São Paulo. Segundo a polícia, outras três empresas usavam o depósito da distribuidora para armazenar alimentos e carne no local. Após a constatação, a polícia acionou a Vigilância Sanitária, o Instituto de Criminalística e a secretaria de Agricultura.

Original em: http://oglobo.globo.com

GD Star Rating
loading...

Comediante detido por porte de droga é liberado pela polícia

Laudo apontou que Zina estava com 10 decigramas de cocaína.
Segundo delegado, punição deverá ser serviço comunitário.

Foto: Paulo Toledo Piza/G1

Humorista cobriu o rosto ao sair da delegacia

O comediante Marcos da Silva Herédia, de 28 anos, o Zina do programa Pânico, da RedeTV!, foi liberado de delegacia na Zona Norte de São Paulo, na tarde desta quarta-feira (28), após assinar um termo circunstanciado (documento usado em ocorrências de menor potencial ofensivo). Zina estava detido desde o início da manhã, quando policiais militares encontraram uma pequena quantidade de cocaína com ele.

A confirmação de que o pó era mesmo cocaína foi dada pelo Instituto de Criminalística (IC), que enviou o laudo ao 74º Distrito Policial, em Parada de Taipas, na tarde desta quarta-feira. Segundo laudo, havia 10 decigramas de droga com o humorista.

Zina vai responder em liberdade por porte droga. Segundo o delegado responsável pelo caso, Renato Climas, a pena deverá ser prestação de serviços comunitários.

À polícia, Zina declarou que só falaria em juízo por orientação dos advogados. O humorista cobriu o rosto ao sair da delegacia e não quis falar com a reportagem do G1, assim como seus defensores. A RedeTV! divulgou comunicado em que lamentou o ocorrido.

Original em: http://g1.globo.com

GD Star Rating
loading...

Comediante de TV é preso por suspeita de porte de droga na Zona Norte de SP

Segundo a PM, homem foi pego com com cocaína em frasco nesta quarta.
IC analisará amostra para confirmar se artista portava mesmo droga.

Foto: Paulo Toledo Piza/G1

Humorista foi levado para delegacia na Zona Norte de SP

O comediante Marcos da Silva Herédia, de 28 anos, o Zina do programa Pânico, da Rede TV, foi preso na manhã desta quarta-feira (27) por suspeita de porte de droga na Zona Norte de São Paulo. De acordo com a Polícia Militar, Zina estava com um invólucro de plástico contendo pó branco semelhante a cocaína. Ainda segundo a PM, o artista resistiu à prisão e foi levado para prestar esclarecimentos no 74º Distrito Policial, em Parada de Taipas. Os advogados de Zina não quiseram falar sobre o caso com a reportagem do G1 no começo desta tarde.

Policiais militares prenderam o humorista por volta das 7h após uma denúncia anônima sobre dois homens supostamente armados na Rua Capela da Lagoa. Ao chegar ao local, os policiais dizem que não encontraram arma, mas sim uma pequena porção de material que seria droga. O pó branco foi apreendido e será analisado pelo Instituto de Criminalística.

Segundo o delegado Renato Climas, do 74º DP, só depois de exame no Instituto de Criminalística poderá ser confirmado se o pó branco é mesmo cocaína. O resultado do teste do IC deve sair ainda nesta tarde.

Caso o pó seja mesmo droga, Zina irá assinar um termo circunstanciado (espécie do ocorrência de menor potencial ofensivo) e vai responder em liberdade por porte ilegal de droga como usuário, e não traficante. Depois disso, será liberado, independentemente do resultado do exame.

De acordo com o delegado, o humorista afirmou informalmente que o frasco continha cocaína. Ainda segundo Climas, se houver alguma condenação, ela pode ser revertida para tratamento de dependentes químicos.

Outro lado
A polícia não permitiu que o suspeito falasse com a reportagem do G1. Os advogados do comediante não quiseram se pronunciar sobre a prisão de Herédia. Disseram que qualquer informação sobre o caso deveria ser obtida com a assessoria de imprensa da Rede TV. A reportagem procurou a assessoria de imprensa da Rede TV, que informou que só irá se pronunciar sobre o assunto após o resultado do exame do IC.

Original em: http://g1.globo.com

GD Star Rating
loading...

Quantidade de crack apreendida pela polícia no estado cresceu 542% em um ano

Pedras apreendidas em Manguinhos ontem: a polícia recolheu na favela dez quilos de crack / Foto: Fernando Quevedo - O Globo
RIO – Um levantamento do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), feito para o Instituto de Segurança Pública (ISP), constatou o grande crescimento do crack no mercado das drogas no Rio. Este ano, de janeiro a setembro, a polícia já apreendeu no estado 68,55 quilos da droga, o que representa um aumento de 542% em relação ao mesmo período de 2008, quando o total foi de 10,68kg. Em todo o ano passado, policiais recolheram 13,36kg, o que já tinha representado um crescimento de 38% em comparação com 2007, quando o volume recolhido somou 9,7 quilos. Especialistas estimam que cerca de 90% dos moradores de rua são dependentes de crack.

O delegado Marcus Vinícius Braga, da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod), disse que, nos últimos meses, o número de apreensões de pedras triplicou. Nesta terça-feira, sua delegacia recolheu dez quilos da droga durante uma operação na Favela de Manguinhos. De acordo com o delegado, que comandou a operação, os dez quilos representam 50 mil pedras.

Um levantamento da Dcod mostra que, hoje, os principais pontos de venda de crack no Rio são, além de Manguinhos, a Favela de Jacarezinho. Mas a droga é traficada também em outras grandes favelas, como Maré (Bonsucesso), Alemão (Ramos), Macacos (Vila Isabel), Mangueira, Rocinha, Santo Amaro (Catete) e São Carlos (Estácio). O crack não vem de fora: é produzido em laboratórios clandestinos em algumas favelas. Na Rocinha e em Manguinhos, por exemplo, já foram encontradas unidades que produziam a droga.

Também nesta terça-feira, o secretário municipal de Assistência Social, Fernando William, informou que os primeiros centros de atendimento específicos para jovens viciados em crack serão abertos ainda esta semana. As unidades terão capacidade para atender 40 rapazes e 20 moças de até 18 anos. Até o fim deste mês, será aberto um centro para mulheres adultas. Já nas três unidades do estado, atualmente estão internados 191 dependentes.

Original em: http://oglobo.globo.com

GD Star Rating
loading...

Polícia Civil de Rondônia abre concurso para 641 vagas

Cargos são de nível médio e superior.
Salários são, respectivamente, de R$ 1.717,72 e R$ 6.726,72.

A Polícia Civil de Rondônia abriu concurso para 641 vagas em cargos de nível médio e superior. Os salários são, respectivamente, de R$ 1.717,72 e R$ 6.726,72 (veja aqui o edital).

As inscrições devem ser feitas pelo site www.funcab.org até o dia 15 de novembro. A taxa é de R$ 80 para nível médio e de R$ 115 para nível superior.

Para nível superior são 65 vagas para delegado de polícia, 27 para perito criminal, 19 para médico legista e 4 para odontólogo legal.

Para nível médio são 79 vagas para escrivão de polícia, 30 para datiloscopista policial, 370 para agente de polícia, 6 para técnico em necropsia, 34 para agente de criminalística e 7 para técnico em laboratório.

As provas objetivas, discursivas e de redação serão aplicadas no dia 13 de dezembro.

Haverá um posto de atendimento aos candidatos no Shopping Cidadão, na Avenida Sete de Setembro, 830, Centro de Porto Velho, de segunda a sexta (exceto feriados), das 8h às 12h e das 14h às 18h (horário de Rondônia).

Será facultado ao candidato inscrever-se para mais de um cargo, desde que não haja coincidência nos turnos de aplicação das provas objetivas e discursivas/redação.

Original em: http://g1.globo.com

GD Star Rating
loading...

Apreensão de crack cresce 542% este ano no estado do Rio de Janeiro


Um levantamento feito pelo Instituto de Criminalística Carlos Éboli, a pedido do Instituto de Segurança Pública, aponta que a polícia do Rio de Janeiro apreendeu de janeiro a setembro deste ano pouco mais de 68 quilos de crack em todo o estado.

O número mostra um aumento de 542% em relação ao mesmo período do ano passado. Em 2008, foi registrado aumento de 38% em relação ao ano anterior.

A Secretaria municipal de Assistência Social anunciou que centros de atendimento destinado a jovens viciados em crack serão abertos na próxima semana na Zona Oeste da capital fluminense, com capacidade para atender 60 jovens de até 18 anos.

Original em: http://www.sidneyrezende.com

GD Star Rating
loading...