Policiais militares são acusados de execução

Carro furtado era ocupado por cinco suspeitos. Todos morreram.

Os cinco jovens mortos no Alto da Glória por policiais militares, na noite de 10 de setembro, não participaram de confronto. Não deram nenhum tiro. Eles foram executados.

A constatação vem das provas reunidas no inquérito policial-militar que investiga o caso. Segundo divulgou, ontem, a Secretaria da Segurança Pública, os aparelhos de rastreamento implantados nas viaturas detectaram o trajeto dos policiais antes de chegar ao hospital.

Por conta das conclusões, a própria PM solicitou as prisões dos 13 investigados. A decisão foi acatada e os mandados expedidos no início da tarde de ontem, pelo juiz da auditoria militar Davi Pinto de Almeida. Até o início da noite, 12, dos 13 envolvidos, já estavam recolhidos. Os locais das prisões não foram divulgados.

Divergências

Até determinada parte, a versão dos policiais e das investigações concordam. Uma equipe do 20.º Batalhão se deparou com um veículo furtado, ocupado por cinco indivíduos.

A perseguição começou no Atuba foi até a Rua Nicolau Maeder, no Alto da Glória, onde os rapazes bateram o automóvel. Neste ponto começam as divergências.

Na versão dos policiais, os jovens desceram do veículo atirando. Teriam sido baleados no revide e levados ao Hospital Cajuru, onde chegaram mortos.

Já as investigações apontam que, depois do acidente, como os jovens estavam feridos, se renderam e foram algemados.

Monitoramento

Os aparelhos rastreadores das viaturas denunciam que, depois das prisões, os rapazes foram levados primeiro a um matagal no bairro Santa Cândida, onde foram executados, e só depois levados mortos ao hospital. A Sesp explica que, além destas, existem outras provas que robustecem a hipótese de execução.

Para o comandante da PM, coronel Luiz Rodrigo Larson Carstens, os policiais agiram descumprindo as leis vigentes, com desvio de conduta, falta de ética e ferindo as garantias de direitos humanos, estabelecidas pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Foi por conta deste episódio que o governo determinou que, em confrontos, os policiais não podem retirar feridos do local. As vítimas têm que ser atendidas pelo Siate.

MP nas investigações

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), braço do Ministério Público, acompanha paralelamente as investigações sobre o caso dos cinco jovens mortos no Alto da Glória. Segundo o coordenador do Gaeco, Leonir Batisti, o processo analisa individualmente a conduta dos 13 policiais.

Para serem concluídas, as investigações só dependem de provas técnicas, a cargo do Instituto de Criminalística. Caso constate-se que o caso não se tratou de legítima defesa dos policiais, durante confronto, os militares vão responder por homicídio na Justiça comum.

Original em: http://www.parana-online.com.brPoliciais militares são acusados de execução, 5.0 out of 5 based on 1 rating

9 comments to Policiais militares são acusados de execução

  • I have learn some excellent stuff here. Certainly worth bookmarking for revisiting.
    I surprise how much effort you place to make the sort of magnificent informative website.

    GD Star Rating
    loading...
  • Heya i am for the primary time here. I found this board and
    I in finding It truly useful & it helped me out much. I am hoping to offer something again and aid others such as you helped me.

    GD Star Rating
    loading...
  • Hi there, the whole thing is going fine here and ofcourse every one
    is sharing information, that’s really excellent, keep up writing.

    GD Star Rating
    loading...
  • Harrytuh

    sql interview questions
    sql interview questions and answers
    sql interview questions pdf
    sql interview questions for qa
    sql interview questions amazon
    sql interview questions 2019
    sql interview questions advanced
    sql interview questions facebook
    sql interview questions reddit
    https://mikewhellans.com/sql-interview-questions/
    sql interview questions data engineer
    sql interview questions difficult
    sql interview questions data analyst
    sql interview questions developer
    sql interview questions deloitte
    sql interview questions ddl dml
    sql interview questions download
    sql interview questions examples
    sql interview questions employee table
    sql interview questions ey
    sql interview questions experienced pdf
    sql interview questions etl
    sql interview questions expedia
    sql interview questions for experienced professionals
    sql interview questions in amazon

    GD Star Rating
    loading...
  • Tassia

    eu moro muito perto do local onde aconteceu a batida e estava em casa neste momento. de fato, não houve tiroteio. de casa, só ouvi um tiro apenas. e depois as viaturas da polícia começaram a se retirar. com certeza, houve execução dos jovens pelos policiais. um absurdo!!!

    GD Star Rating
    loading...
  • paty

    O carro era roubado sim!
    Santinhos eles nçao eram….porem nao justifica a atitude desses policiais imbecis

    GD Star Rating
    loading...
  • os policiais estao sendo acusados injustamente>pois eles estavam cumprindo seu dever se os cinco morreram è porque estavam roubando e a policia foi chamado e eles sairam atirando na policia e a :::policia teve que agir em legitima defesa nao houve nehuma execuçao estao todos enganados as policia estao nas ruas pra dar segurança para os cidadaos de bem espero que tenham o bom senso de julgar a policia neste caso inocente porque os bandidos continua nas ruas a gente nao pode sair de casa mais com segurança a policia è inocente neste caso

    GD Star Rating
    loading...
  • “Já as investigações apontam que, depois do acidente, como os jovens estavam feridos, se renderam e foram algemados.”

    É bom que se esclareça sobre o caso:
    1)Jóvens não andam em carro roubado ou furtado, então seria mais correto referir-se a eles como criminosos ou no mínimo como suspeitos, não jóvens como se fosse completos inocentes.
    2)Bateram o carro porque partiram em fuga para evadir-se, inclusive desrespeitando outras leis de trânsito o que reforça ainda mais a condição de criminosos.
    3)O fato de terem batido o carro e estarem feridos parcialmente não exclui que tenham atirado nos policiais.

    Não podemos aceitar assassinatos feitos por policiais assim como não podemos aceitar que se tratem criminosos como pessoas de bem, mesmo que tenham sido estes nesse caso também vítimas, mesmo que nada inocentes, da mesma forma como não podemos aceitar que se chame estes mesmos criminosos de jovéns como se fossem eles inocentes e vítimas absolutas de uma polícia corrupta!

    Isso tudo acaba acontecendo, não raramente, como resposta natural do policial que prende o fulano com motivos mais que razoáveis e na semana seguinte o vê nas ruas ou tem que prende-lo novamente porque ou o delegado ou o Juiz não tem razoabilidade nem com este agente público nem com a sociedade, muitas vezes o agente policial prendendo o sujeito depois que este descarregou seu armamento em cima do policial e aí então e só então rendeu-se para prisão e na semana seguinte encontra-se solto e normalmente envolvido em outra ocorrência policial.

    Esse país tem que ser revisto por completo!

    Há que se acabar com a hipocrisia ou então seremos obrigados a conviver sempre com esse tipo de situação catastrófica.

    GD Star Rating
    loading...

Leave a Reply