Laudo comprova que estudante ‘cheirou’ buzina antes de morrer em festa junina

O exame também comprovou a presença de álcool no sangue da vítima

Um laudo do Instituto de Criminalística de São Paulo comprovou a presença de substâncias presentes no spray conhecido como “buzina do barulho” no sangue da estudante de medicina Mariana Finazzi. Ela morreu em junho após passar mal em uma festa junina promovida por estudantes em uma chácara na zona rural de Fernandópolis.

O exame também comprovou a presença de álcool no sangue da vítima. O laudo foi entregue nesta semana ao delegado José Flávio Guimarães, responsável pela investigação das causas da morte da estudante. O inquérito será remetido à Justiça.

Quatro estudantes que estavam na festa e socorreram a universitária foram ouvidos pela polícia e negaram ter visto a universitária inalando o produto.

Mariana Finazzi tinha 19 anos e cursava o segundo semestre de medicina na Unicastelo (Universidade Camilo Castelo Branco). Ela foi enterrada em São João da Boa Vista, sua cidade natal.

Ninguém da família foi encontrado para comentar o resultado da investigação.

Original em: http://www.redebomdia.com.br

1 comment to Laudo comprova que estudante ‘cheirou’ buzina antes de morrer em festa junina

Leave a Reply