Garota atropelada pelo belga sai da UTI

A garota Kaliandra da Silva, 7 anos, uma das pessoas atropeladas pelo belga Olivier Xavier Albert Shoonjans, saiu da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Restauração e já está na pediatria.

A Assessoria de Imprensa do HR informou que o estado de saúde da menina ainda é delicado. Apesar de não estar mais em coma, ela ainda se alimenta por meio de sonda. A garota é filha da diarista Rosângela de Cássia da Silva, 24 anos, que morreu no atropelamento.

O belga foi preso no dia 1º deste mês no Aeroporto do Recife. O mandado de prisão temporária foi decretado pela Justiça após entender que as atitudes dele estavam prejudicando a investigação dos fatos. A polícia também recebeu uma informação de que Olivier tentaria fugir do País. Ele está no Centro de Triagem (Cotel) em Abreu e Lima.

O inquérito do caso foi enviado nessa terça-feira (10) à Justiça. A polícia está esperando o laudo das vítimas e do carro serem enviados pelo Instituto de Criminalística (IC).

ACIDENTE – O atropelamento aconteceu no dia 22 do mês passado. O belga perdeu o controle do veículo, um Buggy, e subiu a calçada, matando a diarista Rosângela e ferindo gravemente Kaliandra.

Também ficaram feridos no acidente Rafael Marques do Nascimento, 10, que quebrou uma perna e perdeu boa parte dos dentes da frente, a tia dele, Eliane Marques de Freitas, e a outra filha da diarista, de 3 anos.

Original em: http://jc.uol.com.br

GD Star Rating
loading...

Falsa bomba tinha só frases de amor

Que o artefato encontrado na segunda-feira (9) pela manhã, no posto de atendimento da Celpe, no Centro do Recife, não era uma bomba, a polícia já sabia. Agora, que o material fazia parte de uma obra de arte, disso, ninguém desconfiou. A suspeita de bomba que parou a cidade entre a Avenida Conde da Boa Vista e a Rua da Soledade, em plena hora do almoço, continha apenas declarações de amor.

O que o capitão da Companhia Independente de Operações Especiais (Cioe) Flávio Bantim classificou como “frases desconexas” é, na verdade, “Eu te amo” escrito em inúmeras línguas, como português, francês, inglês, alemão, italiano, entre outras, que fazem parte da obra Bauer 05, do artista plástico Flávio Emanuel.

O projeto integra uma série de ações de artes plásticas criadas para levar o público a refletir sobre o poder exercido por grandes empresas sobre os cidadãos (ver matéria no Caderno C). Segundo Flávio, a obra é uma forma de se posicionar em relação à onipresença dessas instituições, que pautam a vida das pessoas.

“O trabalho como um todo é uma ficção, uma declaração de amor para essas empresas colocada de forma irônica”, comenta o artista.

O caso deve ser investigado pela Delegacia da Boa Vista. Mas, até o fim da tarde de ontem, o material coletado no local não havia chegado às mãos do delegado João Dantas, titular da unidade policial.

Com a suspeita de que os tubos de PVC pintados de vermelho com um relógio digital grudado poderia ser uma bomba, a Companhia Independente de Operações Especiais (Cioe) da Polícia Militar terminou tendo que explodir a obra de arte.

O que sobrou do artefato foi levado para o Instituto de Criminalística (IC). A explosão intencional, no entanto, já havia revelado que o material não era uma bomba. Os papéis que haviam no interior dos tubos de PVC se espalharam pela calçada. Recolhidos pela polícia, os vestígios do que achava-se ser um explosivo estão sendo considerados provas essenciais do caso.

No local onde o suposto explosivo foi encontrado pela manhã – um funcionário da Celpe localizou o material –, a polícia comentava que câmeras da Secretaria de Defesa Social (SDS) poderiam ajudar na identificação do responsável pelo objeto.

Um dos equipamentos fica no suporte do semáforo localizado na Conde da Boa Vista. O outro, em um poste próprio na esquina da avenida com a Rua da Soledade.

Quando as imagens forem analisadas, os policiais poderão perceber que Flávio Emanuel deixou a obra de arte em frente ao posto de atendimento no dia anterior, domingo, por volta das 16h.

Para realizar a explosão intencional do que até então era uma bomba, foi necessário uma verdadeira operação de guerra. Com equipes da PM, Corpo de Bombeiros e Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), a Conde da Boa Vista precisou ser interditada nos dois sentidos.

A área teve que ser isolada, o posto de atendimento da Celpe e uma loja de colchões desocupados. A polícia chegou a considerar a hipótese do artefato ter sido colocado por alguém que queria causar pânico ou protestar contra algum serviço prestado pela Celpe.

Original em: http://jc.uol.com.br

GD Star Rating
loading...

Semana é de depoimentos

Até ontem, quatro pessoas que estavam no ônibus que bateu em uma carreta na sexta-feira, em Jaraguá do Sul, e provocou a morte de uma pessoa na rua Júlio Tissi, no bairro Nereu Ramos, já foram ouvidas pela escrivã de polícia, Bianca Mello de Liz. Segundo ela, hoje mais pessoas devem prestar depoimento.

O delegado Adriano Spolaor, responsável pelo caso, diz que não há novidades nas investigações. “Até agora todos falaram que estavam dormindo e não viram nada”, diz Spolaor. O motorista do ônibus Alcindo Zamberlan, deve ser ouvido nesta semana. Os depoimentos começaram a ser prestados na segunda-feira. A previsão era de que as vítimas seriam chamadas a partir de terça-feira. “Resolvemos adiantar para apurar o caso”, explica.

A vistoria no veículo será feita por um perito criminal nesta semana. O inquérito policial que vai apontar se houve falha mecânica deve ser concluído até o dia 6 de dezembro. “O inquérito foi instaurado no dia do acidente e depois de ouvir todas as testemunhas e de ter a perícia em mãos vamos concluí-lo”, afirma.

O ônibus da empresa Rainha fazia o transporte de 20 funcionários da empresa Seara. Ralf Carlos Tilmann, 32 anos, continua internado na UTI do Hospital São José em estado grave. Ralf era marido de Maristela Barnabé Tilmann, 28 anos, que morreu no local do acidente.

Os dois estavam sentados nas primeiras poltronas do ônibus. Dos 20 funcionários, 14 foram encaminhados para o Hospital São José e uma gestante para o Hospital e Maternidade Jaraguá. Três passageiros continuam internados. Ralf na UTI, Luiz Carlos Feller se recupera em um quarto e Terezinha Ferreira aguarda cirurgia na face.

Original em: http://www.clicrbs.com.br

GD Star Rating
loading...