Polícia Federal vai ouvir acusados de assalto à Caixa

Já a Civil, conclui inquérito e indicia 15 pessoas; documento foi entregue à 17ª Vara Criminal

Delegada concluiu inquérito e indicia 15 pessoas pelo latrocínio na CEF

A Polícia Civil de Alagoas já concluiu o inquérito que investigou o assalto à Caixa Econômica Federal e que resultou nas mortes do gerente do Tigre Anderson de Lima Silva e do vigilante da Nordeste Segurança Aldersandro Ferreira. A delegada Ana Luiza Nogueira indiciou 15 pessoas pelos crimes de latrocínio, roubo de veículo, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. E, numa investigação paralela, a Polícia Federal trabalha para dar andamento a outro inquérito, de nº 686, instaurado para apurar o mesmo crime.

No inquérito da Polícia Civil, foram indiciados Lílian Kelle Alves de Lima, Cícero Alves de Lima Júnior, José Adriano de Freitas Oliveira, Alexandre dos Santos Leandro, Flávio Gomes dos Santos, Wilson Ribeiro dos Santos, Flávio Henrique Rodrigues da Rocha e Tiago Francisco da Silva, todos presos na noite do dia 12 de novembro último, data da ocorrência policial. Márcio Andrei Vieira Freire, proprietário de um veículo Corsa, que teria sido usado na fuga de parte da quadrilha minutos após o latrocínio, foi detido um dia depois e também está indiciado.

Além deles, também apontados como envolvidos na orquestração do crime estão Gilson Martins da Silva, o ‘Neguinho’; Diogo Manoel dos Santos, Elias Vaz de Almeida, Alane Cristina Santos Rodrigues, Luciano Carlos de Oliveira e Salomão da Silva Morais. Esse 2º grupo está preso desde o dia 17 do mês passado. Ele foi cercado pelas equipes da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic) e do Tático Integrado de Grupamentos de Resgates Especiais (Tigre) no bairro de Cruz das Almas.

Grupo que foi preso no mesmo dia do crime

“Todos tiveram participação direta ou indireta no latrocínio. Eles confessaram que se reuniam semanalmente ou a cada 15 dias para orquestrar novas ações criminosas e contaram como planejaram o assalto à Caixa. Concluímos o inquérito e o encaminhamos para a 17ª Vara Criminal da Capital”, explicou a Ana Luiza Nogueira.

PF no caso

Por se tratar de um crime ocorrido dentro de uma instituição federal, o latrocínio também está sendo investigado pelo Departamento da Polícia Federal de Alagoas. O delegado de Combate aos Crimes Contra o Patrimônio, Gustavo Gatto, informou que já ouviu seis testemunhas do caso e dois funcionários da agência localizada na Rua João Pessoa, antiga Rua do Sol.

Por se tratar de um crime ocorrido dentro de uma instituição federal, o latrocínio também está sendo investigado pelo Departamento da Polícia Federal de Alagoas. O delegado de Combate aos Crimes Contra o Patrimônio, Gustavo Gatto, informou que já ouviu seis testemunhas do caso e dois funcionários da agência localizada na Rua João Pessoa, antiga Rua do Sol.

Delegado Gustavo Gatto espera ouvir acusados até a próxima semana

“Temos novas diligências a serem realizadas e também vamos ouvir os acusados de participação no crime que foram presos pela Polícia Civil. Requisitei cópia das investigações à delegada Ana Luiza e estamos aguardando essa documentação chegar para sabermos o que já foi apurado. Entretanto, não significa dizer que nosso inquérito terá o mesmo resultado e os mesmos indiciados. São trabalhos que visam o mesmo objetivo, que é a elucidação do crime, porém, independentes”, esclareceu a autoridade policial.

Gustavo Gatto afirmou que pretende ouvir os acusados até a próxima semana. Além das pessoas já ouvidas por ele, a PF também já realizou o laudo de exame de local de crime, o laudo das imagens do circuito interno de TV e o laudo de confronto balístico, já que está de posse das cápsulas das balas que foram deflagradas pelos supostos criminosos.

Após a conclusão das investigações, o inquérito da PF será encaminhado à Justiça Federal. “Eu já comuniquei à Justiça Federal sobre a instauração do inquérito nº 686 e imagino que a Polícia Civil também deverá o seu para lá, que a competência para o julgamento desse caso é da esfera federal”, explicou Gatto.

Dois homens mortos e um foragido

Wallacy Marques de Albuquerque Cunha, que está foragido, é mais um dos acusados de participação na quadrilha. Ele é apontado como o motociclista que deu cobertura aos assaltantes da Caixa.

Wallace Marques está foragido e é mais um dos acusados de integrar a quadrilha

As informações da polícia são de que Wallacy – que também é conhecido como ‘Thundercat’ ou ‘Chitara’ – tem envolvimento direto com todo o grupo. Na hora do assalto, ele estaria próximo à agência vendo a movimentação para alertar os ‘companheiros’ que tentavam colocar em prática o plano da ação criminosa.

“Além dele, pelo menos mais quatro pessoas também estão procuradas. Não podemos divulgar seus nomes para não atrapalhar as buscas, mas todas já estão com as prisões decretadas pela 17ª Vara Criminal”, acrescentou Ana Luiza Nogueira.

E durante os cercos aos integrantes da suposta quadrilha, dois homens foram mortos em confrontos com a polícia. No final da noite do dia 15 de novembro, Sérgio Correia de Lima Júnior, foi baleado durante uma troca de tiros com agentes da Deic e do Tigre.

Livânio morreu numa troca de tiros com a polícia, no último dia 17

O tiroteio aconteceu em Guaxuma e a operação da Polícia Civil foi comandada pelos delegados Paulo Cerqueira e Amorim Terceiro. Segundo eles, Sérgio Júnior residia no bairro do Vergel do Lago e era filho do cabo Sérgio, da Polícia Militar. Após ter sido baleado, ele ainda foi conduzido para o Hospital Geral do Estado – HGE onde acabou morrendo.

O suposto assaltante apareceu nas imagens do circuito interno de TV da agência da Caixa e usava um boné branco. Ele passou pela porta giratória diversas vezes no dia do assalto e é acusado de ter sido o autor dos disparos contra o vigilante da empresa de transporte de valores Nordeste Segurança, Alderssandro Pereira.

Livânio da Silva, o ‘Paulista’, também morreu em confronto com a polícia. Nas primeiras horas da manhã do último dia 17, durante um cerco a uma casa na Rua Capela, no bairro de Cruz das Almas, onde o acusado estava escondido, policiais da Deic e do Tigre deram voz de prisão ao acusado, que reagiu e tentou fugir.

Livânio chegou a atirar várias vezes contra as equipes policiais e um dos agentes foi atingido, mas o projétil bateu apenas no seu colete e ele não ficou ferido.

O gerente do Tigre Anderson de Lima Silva e o vigilante da Nordeste Segurança Aldersandro Ferreira foram mortos depois de uma tentativa de assalto frustrada na agência da Caixa Econômica Federal da Rua João Pessoa, na manhã do dia 12 de novembro passado. O vigilante foi a primeira vítima da quadrilha e morreu ainda dentro da instituição bancária. Já o policial civil, após perceber a ação dos supostos bandidos, pediu cobertura a um homem que vestia a farda da PM, mas que, na verdade, não era policial militar e sim um dos acusados de integrar o bando. Quando ele, armado, tentou entrar na agência, também baleado e morreu horas depois no Hospital Geral do Estado.

Filho do policial Anderson de Lima chora a morte do pai

Original em: http://gazetaweb.globo.com

1 comment to Polícia Federal vai ouvir acusados de assalto à Caixa

  • Harrytuh

    sql interview questions
    sql interview questions and answers
    sql interview questions pdf
    sql interview questions for qa
    sql interview questions amazon
    sql interview questions 2019
    sql interview questions advanced
    sql interview questions facebook
    sql interview questions reddit
    sql interview questions data engineer
    sql interview questions difficult
    sql interview questions data analyst
    sql interview questions developer
    sql interview questions deloitte
    sql interview questions ddl dml
    sql interview questions download
    https://mikewhellans.com/sql-interview-questions-and-answers/
    sql interview questions dataflair
    sql interview questions experienced
    sql interview questions examples
    sql interview questions employee table
    sql interview questions ey
    sql interview questions experienced pdf
    sql interview questions etl
    sql interview questions expedia
    sql interview questions for experienced professionals
    sql interview questions in amazon

    GD Star Rating
    loading...

Leave a Reply