DIA DO PERITO CRIMINAL: Trabalhadores fazem protesto por não terem o que comemorar

Hoje, 04/12, Dia Nacional do Perito Criminal, os servidores estaduais da Pericia Forense do Estado do Ceará (PEFOCE), com o apoio do MOVA-SE, farão um protesto em frente ao prédio onde trabalham, na Avenida Heráclito Graça, 500. Segundo a perita Luciana Canito não há o que comemorar, pois os direitos da categoria foram postergados pelo governo do estado, dando vazão a um clima de insatisfação e desânimo em toda a classe pericial. “Depois de anos de serviços prestados nos sentimos totalmente abandonados”, diz a servidora se referindo ao aumento de 116% dado somente aos peritos médicos legistas, discriminando os demais profissionais.
Segundo Luciana, o Governo do Estado criou a Pefoce (Lei 14.055/08) para ser vinculada à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e transformá-la numa das mais avançadas do País. “A criação do novo órgão, deu aos peritos esperança de terem seus trabalhos reconhecidos e sua profissão valorizada, porém a decepção veio a galope”, conta.
Quando em 2007, fomos elogiados pelo governador por não aderirem ao movimento grevista da Polícia Civil, diz a servidora, o sentimento entre os peritos era de certeza do reconhecimento por terem continuado suas atividades normalmente. No entanto, a lei do subsídio foi criada em 2008 e os peritos foram esquecidos, ficando a promessa para o ano seguinte.
Em 2009, novas negociações e os Peritos Criminais, Peritos Criminais Auxiliares e Peritos Legistas foram novamente ignorados. O Governo deu aumento diferenciado para os médicos legistas. “Não por serem peritos, mas por serem ‘médicos’, como em nenhum outro governo aconteceu, para nossa vergonha e descrédito. Somos o único estado no Brasil, onde há tratamento desigual de categorias. Aqui somos discriminados e desvalorizados pela formação acadêmica”, questiona. Agindo assim,diz, o governo mostra seu desconhecimento da importância das várias ciências para a criminalística, fato que repercutiu negativamente até na Associação Brasileira de Criminalística (ABC).
Perito Criminal é o policial a serviço da justiça, especializado em encontrar ou proporcionar a chamada prova técnica ou prova pericial, mediante a análise científica de vestígios produzidos e deixados na prática de delitos. As atividades periciais são classificadas como de grande complexidade, em razão da responsabilidade e formação especializada revestidas no cargo. São peritos criminais: legistas médicos, odontólogos e farmacoquímicos, engenheiros, contadores, profissionais de informática, entre outras áreas do conhecimento.

Original em: http://www.antonioviana.com.br

GD Star Rating
loading...

Instituto de Criminalística do Piauí terá laboratório de DNA

Nova sede será inaugurada em março, com labotarórios inclusive para trabalhar material genético.

A nova sede do Instituto de Criminalística, que será inaugurada em março, terá o primeiro laboratório de DNA do Estado. Lá poderão ser solucionados crimes em que a polícia necessita fazer a identificação do criminoso a partir de material genético.

Na nova sede vão ser investidos R$ 15 milhões inicialmente na compra de equipamentos. Serão utilizados recursos do Pronaci.

Segundo o perito da Polícia Federal José Artur de Vasconcelos, serão construídos laboratórios de informática, balística, engenharia legal, crimes ambientais, fonética, toxologia forense, crimes contra a vida, acidentes de trânsito e metalografia.
O anúncio foi feito durante o seminário “A perícia oficial no Piauí”, no auditório da Novafapi.

Original em: http://www.cidadeverde.com

GD Star Rating
loading...

Hoje é Dia do Perito Criminal

Hoje é comemorado o Dia Nacional do Perito Criminal. Esse profissional tem formação de nível superior e, em Goiás, pertence ao quadro de servidores da Superintendência de Polícia Técnico-Científica da Secretaria de Segurança Pública. São várias as atividades desenvolvidas pelos cientistas forenses, notadamente nos levantamentos de locais de crime ou de sinistro. Para este ano, a Associação dos Peritos em  Criminalística não programou comemoração.
Mais informações: (62) 3201-9545

Original em: http://www.noticiasdegoias.go.gov.br

GD Star Rating
loading...

Polícia Civil do DF entra em greve

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) iniciou greve na manhã desta sexta-feira (4/12). De acordo com o Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol), somente flagrantes de crimes e ocorrências graves serão registrados enquanto os agentes permanecerem em paralisação. A principal reivindicação é o encaminhamento do pedido de reestruturação da carreira dos policiais civis ao Poder Executivo federal.
Entre os pedidos, está a mudança no prazo de ascensão da carreira. Atualmente, a ascensão funcional ocorre quando o agente tem dez anos de serviço na corporação. Atingido esse tempo, se não houver punições administrativas, os policiais da base da carreira passam à classe especial.
Os agentes propõem uma ascensão anual, com distribuição de gratificações e reajustes salariais de acordo com o tempo de serviço. A classe especial, segundo a proposta, seria atingida apenas aos 13 anos de carreira. “O prazo é um pouco maior, mas, em contrapartida, haveria uma distribuição mais justa”, diz Luciano Marinho, diretor de Comunicação do Sinpol.
Segundo Marinho, o pedido de reestruturação da carreira já poderia ter sido enviado no primeiro semestre deste ano. “Estamos tentando isso já há algum tempo. A única solução foi mesmo a paralisação”, diz. A greve deve continuar pelo menos até a próxima semana.
Os policiais também pedem reajuste salarial. “Quando se fala em reestruturação, não se pode deixar de falar em valorização”, argumenta Marinho. O salário inicial dos policiais civis é de R$ 7.514,37.

Cartilha

Na página virtual do Sinpol há uma cartilha a ser seguida pelos agentes que aderiram à greve. Segundo o comunicado, serão registradas ocorrências e flagrantes de crimes graves e não haverá suspensão no recolhimento de cadáveres em casas e vias públicas. As perícias também devem ser feitas somente nesses casos.
A delegacia virtual, onde podem ser registradas ocorrências como acidentes de trânsito, não funcionará. Está suspensa a emissão de carteiras de identidade, tanto nas delegacias quanto nos postos de atendimento do Na Hora.
Ainda de acordo com a cartilha, serão encaminhados somente inquéritos em que o réu esteja preso e não haverá continuidade nas investigações já iniciadas. A parte administrativa da polícia também não funcionará.
O Centro de Atendimento e Despacho (Ciade) só atenderá ao rádio em caso de flagrante e os atendimentos solicitados por delegacias deverá ser feito por telefone. Também não haverá atendimento no Sinpol.

Delegados

O Sindicato dos Delegados de Polícia do DF (Sindepo) apoia a paralisação e também está em indicativo de greve. Na próxima segunda-feira (7/12) o sindicato realiza assembleia às 19h para decidir sobre uma possível paralisação.
Entre as reivindicações está a gratificação por representatividade, no caso de delegados que respondem por mais de uma delegacia, e um tempo inferior a 15 anos para chegar ao final da carreira.

Original em: http://www.correiobraziliense.com.br

GD Star Rating
loading...

Deputado Neodi lembra do Perito Criminal

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Neodi Carlos (PSDC), parabenizou os peritos criminais de Rondônia pela passagem do Dia Nacional do Perito Criminal, comemorado hoje e destacou que a profissão é fundamental para a base decisória que direciona a investigação policial e o processo criminal.

Homenagem – Neodi designou, na manhã de ontem, o chefe de gabinete da Presidência, o delegado aposentado Pedro Marinho, para representá-lo no ato solene de descerramento da faixa da placa do Instituto de Criminalística Dr. Gutemberg Mendonça Granja.

A decisão de homenagear Gutemberg, falecido no último dia 6 de julho, partiu do próprio deputado, que apresentou proposta na Assembleia. Em ato de agradecimento e representando o Sindicato dos Peritos Criminais, Jorge dos Santos, disse que o instituto está fazendo história com justiça e enfatizou o trabalho desenvolvido por Gutemberg.

Funatec – Durante discurso, Pedro Marinho justificou a ausência de Neodi em função de compromisso agendado anteriormente com o governador Ivo Cassol em Machadinho e anunciou na solenidade que a Fundação de Apoio e Tecnologia (Funatec), foi declarada de entidade de utilidade pública por iniciativa do deputado Neodi. A lei deve ser publicada no Diário Oficial nos próximos dias.

Participaram do ato o diretor geral da Policia Civil, Morio, Ikegawa, familiares de Gutemberg, além de delegados e funcionários. As comemorações ao Dia do Perito Criminal iniciaram na quinta-feira em Rondônia e encerram nesta sexta-feira.

Original em: http://www.diariodaamazonia.com.br

GD Star Rating
loading...