Laudo confirma 2 tiros nas costas

A comprovação de que a jornalista Kérsia Porto levou dois tiros pelas costas revela que ela tentou fugir do agressor

Clique para Ampliar

Investigação continua: delegado Derval Costa, titular do 25º DP, aguarda a liberação do laudo cadavérico de Francisco Amorim e do laudo pericial para concluir inquérito

O laudo cadavérico da jornalista Kérsia Porto Amorim, 29, assassinada no último dia 5 de dezembro em frente ao condomínio onde morava, no Montese, revelou que a jornalista foi atingida por cinco tiros, sendo dois deles pelas costas. Os outros três disparos acertaram o peito esquerdo, a coxa direita e o joelho direito de Kérsia. Segundo o documento, um dos tiros na perna da jornalista foi dado à queima-roupa.

O laudo já se encontra nas mãos do delegado Derval Costa, titular do 25º DP (Vila União), que aguarda, ainda, a chegada do laudo cadavérico do sargento da Polícia Militar Francisco Antônio Amorim, marido de Kérsia, e o laudo da perícia criminal realizada no local. “Sem os outros dois laudos não temos como esclarecer o caso. Somente os laudos irão confirmar se o policial matou a esposa e praticou o suicídio ou se havia uma terceira pessoa envolvida no crime”, explicou.

Algumas pessoas – como o pai e irmão da jornalista e o vigilante de um condomínio próximo ao local – já foram ouvidas, em depoimento, pela Polícia. “Não há testemunha ocular do fato. Prestaram depoimento alguns familiares que falaram sobre a relação do casal, gente que estava nas proximidades e o vigilante que ouviu os estampidos”, relatou o delegado.

De acordo com Derval Costa, todos os projéteis recolhidos no local do crime e os que foram retirados dos corpos de Kérsia e do sargento Amorim foram encaminhados para perícia. “O laudo pericial vai informar se todos os disparos saíram da mesma arma, a pistola que estava com o policial militar e foi apreendida no local”, explicou.

O laudo do exame cadavérico realizado no corpo de Kérsia revelou a existência de cinco orifícios de entrada dos projéteis. Houve fratura do fêmur da jovem por um dos disparos e foram detectadas escoriações no rosto. “Assim que recebermos os dois laudos que ainda faltam, com os depoimentos que já coletamos, deveremos ter um esclarecimento sobre o que realmente aconteceu”, disse o titular do 25º DP.

O caso

Kérsia Porto Amorim foi morta quando retornava de uma festa com o marido, na madrugada do dia 5 de dezembro de 2009. O crime aconteceu na Rua Tianguá, no Montese, defronte ao condomínio em que o casal residia. Por volta das 3h30, os corpos do casal foram encontrados juntos. No corpo da jornalista, a marca de cinco tiros de pistola ponto 40. No policial militar, apenas um tiro na boca. O carro do casal também ficou marcado por balas. No local do crime, foi encontrada uma pistola ponto 40, pertencente à PM do Ceará. Inicialmente, a Polícia trabalha com a hipótese de homicídio seguido de suicídio, por motivos passionais. “Mas somente os laudos pericial e cadavérico de Amorim poderão esclarecer o fato”, disse Derval.

Original em: http://diariodonordeste.globo.com

GD Star Rating
loading...

Jovem é encontrado morto dentro de casa

No dia em que voltavam das férias de fim de ano, os pais do jovem Roberto Gualda de Souza e Silva, de 24 anos, encontraram o filho morto, na porta de casa. Segundo parentes, bandidos teriam pulado o muro da casa, que fica em Maria da Graça, para roubar. Mas eles não esperavam encontrar Roberto dentro da casa e houve briga. O jovem foi morto com golpes na cabeça, inclusive garrafadas e morreu. O corpo só foi encontrado ontem.

O caso foi registrado na 44ª DP (Inhaúma), que investiga o caso. Os agentes, porém, não descartaram nenhuma hipótese. Além da perícia, policiais foram ao local ontem e estão identificando vizinhos, que serão chamados para prestar depoimento.

– Um pedaço do muro está quebrado, seria por onde eles pularam. O corpo do Roberto estava com muitas marcas, como se tivesse brigado, resistido. A casa estava completamente revirada, como se os bandidos estivessem procurando algo de valor. Tudo é teoria, é o que achamos que aconteceu. Mas só a polícia vai poder dizer melhor – disse um dos parentes, sem se identificar.

Na manhã de ontem, peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) estiveram no local. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal de Campo Grande e deverá ser enterrado ainda nesta segunda-feira.

A família mora em uma casa grande na Avenida Dom Helder Câmara, altura de Maria da Graça. Nos fundos funciona uma casa de festas o que, segundo os parentes, pode ter atraído a atenção dos bandidos. Depois de arrumarem a casa, os familiares ainda não deram falta de nada de valor.

– Os bandidos devem ter entrado achando que tinha alguma coisa de valor só porque a casa é grande. E não levaram nada porque ficou difícil de fugir com as coisas, ainda mais depois do que fizeram com ele – disse o mesmo parente, que ontem limpava a casa da família.

No portão da casa, haviam muitas marcas de sangue e sinais de luta corporal. O corpo de Roberto estava na ladeira, próximo ao estacionamento e à entrada principal da casa.

Original em: http://extra.globo.com

GD Star Rating
loading...

Presidente de cooperativa é assassinado em Itaguaí

Dois homens foram assassinados a tiros, na manhã desta segunda-feira, no Centro de Itaguaí. De acordo com as primeiras informações, uma das vítimas seria o presidente da CooperAliança, uma cooperativa de transporte alternativo que atua na região. Policiais do 27º BPM (Santa Cruz) estão no local aguardando a chegada de peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE). O caso será registrado na 50ª DP (Itaguaí).

Original em: http://oglobo.globo.com

GD Star Rating
loading...