Militares morreram por excesso de exercícios

O Exército manteve em sigilo o Inquérito Policial Militar (IPM) sobre a morte de dois militares, durante treinamento no dia 26 de novembro de 2009, mas ontem o advogado Luiz Fernando Toledo Jorge, contratado pela família do cabo Diego Augusto de Lima, divulgou o laudo do IML (Instituto Médico-Legal). Confirmando suspeitas, os militares morreram por excesso de esforço físico e desidratação.

Original em: http://www.correiodoestado.com.br

Leave a Reply