Marido de alemã não pode deixar o Brasil

Medida também se estende aos familiares do jovem que estavam no carro no momento do assalto

Os familiares do marido da alemã Jennifer Marion Nadja Kloker, 22 anos, encontrada morta na manhã da última quarta-feira, em São Lourenço da Mata, não podem mais deixar o país. A juíza-substituta da Vara Criminal daquele município, Marinês Marques Viana, acatou o pedido feito pela equipe do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que está investigando o suposto assalto sofrido pela família na noite da terça-feira de carnaval após saírem do Terminal Integrado de Passageiros (TIP). De acordo com a Polícia Civil, a permanência da família em Pernambuco é necessária até o fim da apuração do crime.

Osvaldo Morais disse que polícia também investiga outras razões para o crime

Oficialmente, essa solicitação, não teria relação com qualquer suspeita sobre o marido de Jennifer, o empresário Pablo Tonelli, e seus pais, segundo garantiu ontem o diretor geral de Operações de Polícia Judiciária, Osvaldo Morais. “Entendemos a dor da família, que já passou por um assalto, mas temos que ter a garantia de que estarão aqui até o fim da investigação”, disse. Apesar de negar as suspeitas sobre os familiares da vítima, Morais reconheceu que a qualquer momento o delegado responsável pelo caso, Alfredo Jorge, pode solicitar novos depoimentos para confrontar informações contraditórias. “Se eles forem embora para a Itália, ficará mais difícil interrogá-los, caso seja necessário realizarmos novas ouvidas”, esclareceu. Extraoficialmente, porém, há informações que a Polícia Civil também estaria investigando a família. Osvaldo Morais disse que outras hipóteses para o assassinato estão sendo checadas, incluindo crime passional ou questões de interesse financeiro.

O inquérito policial deve ser concluído até o dia 15 de março, mas o prazo para a investigação pode ser prorrogado por mais trinta dias se o delegado responsável pelo caso achar necessário. A família, segundo a polícia, tinha passagem de volta para a Itália marcada para o dia 20 de março. Porém, momentos depois do crime, a mãe de Pablo, Delma Freire, disse que o casal iria adiantar a viagem para a última quinta-feira.

A Polícia Civil pediu à polícia estrangeira, além das embaixadas e consulados da Alemanha e da Itália, informações sobre antecedentes criminais do casal. “Recebemos denúncias de que os dois brigavam com frequência e que em uma das brigas ele teria agredido a mulher fisicamente”, comentou Osvaldo Morais. Uma testemunha, um caminhoneiro, apresentou-se à polícia, anteontem. Fontes da polícia garantem que a testemunha teria revelado detalhes do momento em que o corpo da jovem foi abandonado no local e que o depoimento não coincidia com a versão apresentada pelos parentes.

O resultado do laudo feito pelo Instituto de Criminalística no local onde o corpo foi encontrado ficará pronto na próxima terça-feira. Já o do Instituto Tavares Buril, feito no veículo, também é aguardado com expectativa. Isso porque ele pode localizar impressões digitais de quem realmente esteve dentro do carro. Também está prevista para a próxima semana a divulgação da perícia tanatoscópica e sexológica. A polícia também deverá fazer uma reconstituição do crime na próxima semana.

Original em: http://www.diariodepernambuco.com.br

GD Star Rating
loading...

Arruda perde regalia e vai para sala menor sem banheiro

Governador afastado do DF está preso há oito dias e aguarda julgamento do Supremo

O governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (ex-DEM, sem partido), foi transferido nesta sexta-feira (19) para uma sala bem menor do prédio do Instituto de Criminalística da Superintendência da Polícia Federal no DF. A PF informou que a transferência foi feita para que a rotina de trabalho da diretoria técnico-científica da polícia seja retomada.

A nova sala tem 10 m² e não tem banheiro, apenas uma janela que dá para o pátio interno do prédio. Tem uma cama tipo beliche, uma mesa e um sofá.

Arruda está preso desde o dia 11 de fevereiro no local por determinação da Justiça e aguarda decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre o pedido de habeas corpus. Ele e outros cinco – que também foram presos – são acusados de tentar subornar o jornalista Edmilson Edson dos Santos, o Edson Sombra, uma das principais testemunhas do inquérito que investiga um esquema de pagamento de propina dentro do governo do DF. Todos negam envolvimento.

Nesta semana, imagens flagaram o governador afastado se vestindo após tomar. As imagens, exclusivas da Rede Record, mostram também o político olhando pela janela para ver o que acontecia do lado de fora. Essas foram as primeiras imagens que mostram o governador nitidamente desde que ele foi preso.

O escândalo que resultou na prisão de Arruda começou no dia 27 de novembro de 2009, quando a PF deflagrou a Operação Caixa de Pandora. No dia foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão, quando foram apreendidos mais de R$ 700 mil nas casas e gabinetes de políticos supostamente envolvidos no esquema.

Original em: http://noticias.r7.com

GD Star Rating
loading...

Preso morre com suspeita de overdose

Um preso morreu na última segunda-feira na penitenciária de Itirapina, a 212 km de São Paulo, com suspeita de overdose. Segundo o laudo do Instituto Médico Legal (IML), o ex-detento teria ingerido grande quantidade de cocaína. O homem, que cumpria pena por tráfico de drogas, chegou a ser socorrido, mas não resistiu. O caso será investigado.

Original em: http://www.destakjornal.com.br

GD Star Rating
loading...

Polícia Técnico-Científica realiza curso de Fonética Forense

A Superintendência da Polícia Técnico-Científica promove de segunda a quarta-feira, a partir das 8h30 no Instituto de Criminalística localizado ao lado do IML um curso sobre Fonética Forense. Na ocasião, servidores que atuam na segurança pública terão palestras com os cientistas russos em fonética forense, Landa Eugene e Vasiliev Nikolay. Também serão apresentados programas de informática para a detecção e identificação automática de voz a partir de um banco de dados fonético. O sistema já é utilizado pelo FBI, nos Estados Unidos, e pela Polícia Federal Alemã.
Mais informações:(62) 3201-9575

Original em: http://www.noticiasdegoias.go.gov.br

GD Star Rating
loading...