Arruda perde regalia e vai para sala menor sem banheiro

Governador afastado do DF está preso há oito dias e aguarda julgamento do Supremo

O governador afastado do Distrito Federal, José Roberto Arruda (ex-DEM, sem partido), foi transferido nesta sexta-feira (19) para uma sala bem menor do prédio do Instituto de Criminalística da Superintendência da Polícia Federal no DF. A PF informou que a transferência foi feita para que a rotina de trabalho da diretoria técnico-científica da polícia seja retomada.

A nova sala tem 10 m² e não tem banheiro, apenas uma janela que dá para o pátio interno do prédio. Tem uma cama tipo beliche, uma mesa e um sofá.

Arruda está preso desde o dia 11 de fevereiro no local por determinação da Justiça e aguarda decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) sobre o pedido de habeas corpus. Ele e outros cinco – que também foram presos – são acusados de tentar subornar o jornalista Edmilson Edson dos Santos, o Edson Sombra, uma das principais testemunhas do inquérito que investiga um esquema de pagamento de propina dentro do governo do DF. Todos negam envolvimento.

Nesta semana, imagens flagaram o governador afastado se vestindo após tomar. As imagens, exclusivas da Rede Record, mostram também o político olhando pela janela para ver o que acontecia do lado de fora. Essas foram as primeiras imagens que mostram o governador nitidamente desde que ele foi preso.

O escândalo que resultou na prisão de Arruda começou no dia 27 de novembro de 2009, quando a PF deflagrou a Operação Caixa de Pandora. No dia foram cumpridos 16 mandados de busca e apreensão, quando foram apreendidos mais de R$ 700 mil nas casas e gabinetes de políticos supostamente envolvidos no esquema.

Original em: http://noticias.r7.com

Leave a Reply