Exame de DNA comprova morte de menino desaparecido em 1990

Policiais do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas (Sicride) conseguiram comprovar, através de exame de DNA feito pelo Instituto de Criminalística, a morte de um menino procurado pela polícia desde 1990. Leandro Correia desapareceu em 22 de maio de 1990, quando tinha três anos de idade, na cidade de Roncador, a 100 quilômetros de Campo Mourão. A polícia prosseguiu com as investigações mesmo depois do arquivamento do inquérito pela Justiça e conseguiu comprovar agora que ossos encontrados próximos à região do crime logo após o desaparecimento são mesmo da criança. Os ossos foram encontrados em uma região próxima a Fazenda São Jorge, onde a criança foi vista pela última vez.

Segundo a delegada titular do Sicride, Ana Claudia Machado, os ossos foram submetidos a exame pericial logo que foram encontrados, mas na época o exame de DNA ainda não era uma realidade. De acordo com as investigações, a criança estava na lavoura com a mãe Djanira dos Santos Correia e com o padrasto Pedro Alexandre quando desapareceu. Após a realização de diversas diligências, o inquérito policial foi arquivado pela Justiça em 1994.

“Apesar disso, o Sicride continuou investigando o caso e agora com os avançados exames que podemos fazer na Criminalística comprovamos que os ossos encontrados eram compatíveis com o DNA da mãe da criança”, afirmou.

A delegada ainda explicou que agora cabe à Justiça decidir se reabre o caso para que a polícia possa então investigar as causas da morte da criança. “Nós vamos encaminhar um relatório sobre as novas descobertas, juntamente com o laudo do Instituto de Criminalística para o Fórum local, já que se tratava de um inquérito arquivado. Agora é da Justiça a decisão sobre a continuidade das investigações”, explicou.

Ana Claudia Machado disse que, mesmo com o arquivamento dos casos, o Sicride não deixa de investigar o paradeiro das crianças desaparecidas no Paraná. “Com a elucidação deste caso fica a certeza de que o Sicride continua investigando independentemente do tempo em que o fato ocorreu, mantendo a excelência da delegacia que é pioneira e exclusiva em todo o país”, declarou.

Na tarde desta quinta-feira (04), uma equipe de policiais do Sicride juntamente com a delegada Ana Cláudia e a psicóloga da delegacia visitaram a mãe de Leandro para relatar sobre a confirmação da morte do menino. “A mãe ainda reluta em acreditar, mas é uma atitude comum nesses casos onde a esperança da família nunca morre. De qualquer maneira, estamos tentando ajudá-la com a psicóloga da nossa delegacia que é especialista em atender pessoas nestas situações de dor e tristeza”, disse.

Índice de casos resolvidos – O Sicride foi criado em 1996 e desde a sua criação foram registrados 1.176 casos de crianças desaparecidas, sendo que 1.166 foram resolvidos, índice de 99%. De acordo com a polícia cerca de 70% desses casos são de crianças que fugiram de casa e cerca de 30% são infrações penais como homicídio, sequestro e sonegação de incapaz.

Original em: http://www.aen.pr.gov.br

GD Star Rating
loading...

Aprovados no processo seletivo da Politec tem até 4ª para se apresentarem

Os aprovados no processo seletivo da Perícia Oficial e Identificação Técnica de Sinop (Politec) e IML (Instituto Médico Legal) têm até quarta-feira para se apresentarem em Cuiabá para serem contratados. O município necessita de 12 profissionais – 4 técnicos de necropsia, 2 papilocopistas, 4 peritos criminais (sendo que um será contratado após junho) e 2 médicos legistas, que passarão ainda por um estágio de 24 horas e os que não atuam na área terão treinamento de uma semana.

A tendência é que em duas semanas os trabalhos de necropsia voltem ao normal, já que técnicos serão contratados. A Politec e IML estavam sendo assistidos for profissionais de funerárias desde o dia 28 de fevereiro, data em que o contrato dos necropsistas terminaram. Conforme Só Notícias já informou, quadro de efetivos da Politec e IML conta com 1 papilocopista, 6 peritos criminalistas e 3 médicos legais.

Original em: http://www.sonoticias.com.br

GD Star Rating
loading...

STF analisa 45 laudos para negar o habeas corpus de Arruda

Governador foi detido por envolvimento no esquema de pagamento de propinas no Distrito Federal

O Supremo Tribunal Federal (STF) se baseou em 45 laudos periciais para votar a decisão, quase unânime, de negar o habeas corpus ao governador afastado do Distrito Federal José Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM). Os documentos foram emitidos pelos setores de informática, documentoscopia e audiovisual do Instituto Nacional de Criminalística (INC), da Polícia Federal (PF).

A expectativa da PF é de que surjam “muitas novas solicitações de laudos”, principalmente a partir do momento em que for quebrado o sigilo bancário dos envolvidos no chamado mensalão do DEM. A solicitação foi feita em dezembro, mas até o momento não foi atendida pelos bancos.

De acordo com a PF, os laudos que mais ajudaram a formar a convicção dos ministros do STF foram os que provam que, tanto os recibos usados na tentativa de justificar a compra de panetones como a declaração exigida pelo jornalista Edson dos Santos, o Sombra, para mudar seu depoimento, tiveram como origem a mesma impressora, recolhida pela PF no gabinete do governador.

Com os laudos, foi também possível provar que os quatro recibos apresentados em defesa do governador – supostamente impressos entre 2004 e 2007, destinados à compra de panetones para famílias de baixa renda – foram, na verdade, impressos em outubro de 2009.

Ao menos 25 laudos ficaram a cargo do Serviço de Perícias em Informática (Sepinf) e dez foram preparados pelo Serviço de Perícias em Audiovisual e Eletrônicos (Sepael), que nas próximas semanas apresentará novos pareceres, informando se houve manipulação nos 35 vídeos apresentados pelo ex-secretário de Relações Institucionais Durval Barbosa, autor das denúncias que deram origem às investigações.

Entenda o caso

O mensalão do governo do DF, cujos vídeos foram divulgados no final do ano passado, é resultado das investigações da operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal. O esquema de desvio de recursos públicos envolvia empresas de tecnologia para o pagamento de propina a deputados da base aliada.

O governador José Roberto Arruda aparece em um dos vídeos recebendo maços de dinheiro. As imagens foram gravadas pelo ex-secretário de Relações Institucionais, Durval Barbosa, que, na condição de réu em 37 processos, denunciou o esquema por conta da delação premiada. Em pronunciamento oficial, Arruda afirmou que os recursos recebidos durante a campanha foram “regularmente registrados e contabilizados”.

As investigações da Operação Caixa de Pandora apontam indícios de que Arruda, assessores, deputados e empresários podem ter cometido os crimes de formação de quadrilha, peculato, corrupção passiva e ativa, fraude em licitação, crime eleitoral e crime tributário.

Original em: http://noticias.terra.com.br

GD Star Rating
loading...

Convicção de ministros para negar habeas corpus a Arruda teve por base 45 laudos periciais

A decisão quase unânime do Supremo Tribunal Federal (STF) de negar habeas corpus ao governador afastado do Distrito Federal José Roberto Arruda teve por base cerca de 45 laudos periciais emitidos pelos setores de informática, documentoscopia e de audiovisual do Instituto Nacional de Criminalística (INC) da Polícia Federal (PF).

A expectativa da PF, manifestada à Agência Brasil, é que surjam “muitas novas solicitações de laudos” com o andamento das investigações, principalmente a partir do momento em que for quebrado o sigilo bancário dos envolvidos – solicitação feita em dezembro e que, até o momento, ainda não foi atendida pelos bancos.

De acordo com a Polícia Federal, os laudos que mais ajudaram a formar a convicção dos ministros do STF foram os que provaram que, tanto os recibos usados na tentativa de justificar a compra de panetones como a declaração exigida pelo jornalista Edson dos Santos, o Sombra, para mudar seu depoimento, tiveram como origem a mesma impressora, apreendida pela PF no gabinete do governador.

Esses laudos estão entre os dez já preparados pelo Serviço de Perícias Documentoscópicas (Sepdoc). Com eles, foi também possível provar que os quatro recibos apresentados em defesa do governador – que supostamente teriam sido impressos entre 2004 e 2007, destinados à compra de panetones – foram, na verdade, impressos em outubro de 2009.

Com a técnica usada pelos peritos, foi inclusive possível precisar a data e o horário da impressão.

Cerca de 25 laudos ficaram a cargo do Serviço de Perícias em Informática (Sepinf) e dez foram preparados pelo Serviço de Perícias em Audiovisual e Eletrônicos (Sepael), que nas próximas semanas apresentará novos pareceres, informando se houve manipulação nos cerca de 35 vídeos apresentados pelo ex-secretário de Relações Institucionais Durval Barbosa, autor das denúncias que deram origem às investigações.

Original em: http://www.tribunadobrasil.com.br

GD Star Rating
loading...

Polícia Militar apreende fuzil em Ribeirão Preto

Um fuzil calibre 762, de uso exclusivo do Exército, foi encontrado em uma casa no bairro Vila Mariana, em Ribeirão Preto. Durante um patrulhamento ostensivo, a Polícia Militar conseguiu apreende a armar e algumas munições que provavelmente seriam usadas em crimes de roubos pela cidade.

Seis pessoas foram detidas e levadas para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG). No local, todos prestaram esclarecimentos e foram liberados. A arma passará por perícia no Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Civil.

Original em: http://www.ribeiraopretoonline.com.br

GD Star Rating
loading...

Quase 3 mil profissionais vão engrossar o quadro da Segurança Pública de MT

O maior concurso público realizado pelo Governo de Mato Grosso vai destinar mais de 2.900 vagas para atender o quadro operacional da segurança pública, como a Polícia Judiciária Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Sistema Prisional e Socioeducativo e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

Ao todo, 65.634 candidatos irão concorrer a 4.406 vagas no dia 21 de março nos 18 cargos de nível superior. Dentre esses candidatos, 20.087 estão concorrendo a 510 vagas destinadas a cargos em instituições ligadas à segurança pública.

São 60 vagas para delegado da Polícia Civil; 140 para escrivão; 60 para investigador; 60 para Perito Oficial Criminal da Politec; 124 para Técnico do Sistema Prisional e 66 para Técnico do Sistema Socioeducativo.

No último dia 21 de fevereiro 51.204 candidatos realizaram as provas de nível médio para os cargos de soldado do Corpo de Bombeiros (60 vagas); soldado da Polícia Militar (1.000 vagas); Técnico de Necropsia (20 vagas); Agente Orientador do Sistema Socioeducativo (280 vagas); Agente Prisional (859 vagas); Assistente do Sistema Prisional (161 vagas) e Assistente do Sistema Socioeducativo (59 vagas). Ao todo, os candidatos concorreram a 2.414 vagas destinadas aos cargos citados.

Foram 18.080 inscritos para o cargo de Agente Prisional; 16.704 para soldado da Polícia Militar; 5.474 para Assistente do Sistema Prisional; 5.395 para Agente Orientador do Sistema Socioeducativo; 4.205 para Assistente do Sistema Socioeducativo e 1.346 para soldado do Corpo de Bombeiros Militar.

Segundo o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Diógenes Curado Filho, o capital humano é o maior patrimônio da área da segurança pública. Com reforço no efetivo, o Estado quer promover mais qualificação, ampliando os quadros da segurança pública em todos os setores que a compõem.

PROVAS – No próximo dia 21 de março, os inscritos nas 60 vagas de delegado farão as provas em dois períodos. As provas dissertativas serão aplicadas pela manhã, com início às 8h, e as objetivas, durante a tarde, com início às 14h.

Os candidatos ao cargo de delegado poderão consultar os originais de textos legais sem comentários e sem notas explicativas, conhecidos como código seco, durante a prova dissertativa. Não será permitida a consulta a fotocópias ou textos impressos da internet.

Os concorrentes ao cargo de delegado são os únicos, dentre todos os cargos, independente de nível, com a permissão para portar material além do permitido na hora da realização da prova.

Não serão considerados textos anotados as Exposições de Motivos e as Súmulas de Jurisprudência dos Tribunais, bem como os que tiverem simples referência a outros textos legais.

As provas de nível superior serão realizadas em 16 cidades-polo, sendo que Várzea Grande conta no polo Cuiabá. As demais cidades são Água Boa, Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres, Diamantino, Juara, Juína, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Rondonópolis, São Felix do Araguaia, Sinop, Sorriso, Tangará da Serra e Vila Rica.

Original em: http://www.odocumento.com.br

GD Star Rating
loading...

Para afastar as bactérias

Brasília – Habitantes do planeta há pelo menos 4 bilhões de anos, as bactérias são exemplos de seres vivos que se tornaram cada vez mais resistentes com o tempo, sendo as principais causadoras de várias doenças. Pesquisa desenvolvida pelo cientista Thiago Sequinel, 25, na Universidade Estadual Paulista (Unesp), pretende amenizar a incidência desses organismos em ambientes que precisam estar limpos, como hospitais, clínicas e casas de pacientes em tratamento. A técnica consiste na fabricação de uma película extremamente fina formada a partir de nanopartículas, aliando temperatura e pressão adequadas. O material, invisível a olho nu, pode ser aplicado na superfície de materiais de acabamento, como azulejos e cerâmicas, além de vidros, madeiras e plásticos.

O filme, produzido a partir de um processo químico específico, impede que qualquer bactéria entre em contato com a superfície, facilitando a limpeza e mantendo o local livre de contaminação. O projeto venceu a competição internacional Idea to product (Da ideia ao produto), realizada em 2009, nos Estados Unidos, e que reuniu representantes de instituições de ensino de 17 países. Como prêmio, US$ 10 mil, que será empregada na continuidade do projeto, iniciado quando Sequinel ainda fazia graduação em química na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).

Num primeiro momento, segundo Thiago, os estudos sobre a síntese de nano-óxidos eram voltados para a aplicação em nanopigmentos para cerâmicas de revestimento. “Os nano-óxidos são compostos químicos convencionais, porém em escala reduzida, medida em nanômetros. Em dimensões, é o mesmo que dividir um fio de cabelo em 30 mil partes”, explica. No mestrado do pesquisador, foram desenvolvidos filmes finos formados por nano-óxidos em formato de pó, que podem ser aplicados em várias superfícies. “Este filme tem série de vantagens em relação aos demais, a exemplo dos já existentes em formato de spray”, diz.

Por ser invisível aos olhos humanos, a técnica conta com equipamentosespeciais, como o de microscopia eletrônica de varredura (MEV). Os aparelhos ampliam a imagem de 200 mil a 500 mil vezes. Ele lembra que, levando em consideração a quantidade de óxido usado, além de gastos envolvidos no processo, a aplicação do filme custou cerca de R$ 1 por metro quadrado de material.

Original em: http://www.diariodepernambuco.com.br

GD Star Rating
loading...

Prova do Nível Superior serão realizadas em 110 estabelecimentos em todo o Estado do MT

Faltam apenas 15 dias para a realização do Concurso Público de Nível Superior. As provas serão aplicadas no dia 21 de março em 110 estabelecimentos de ensino distribuídos em todo o estado. Ao todo, 65.640 candidatos irão concorrer a 4.406 vagas que compõem 18 cargos.

Em Cuiabá e Várzea Grande serão 56 estabelecimentos. Nas cidades-polo do interior serão 54. O município com maior número de locais de prova depois da capital será Rondonópolis (10), seguida de Barra do Garças (07), Sinop (05), Tangará da Serra (04), Cáceres (04), Pontes e Lacerda (03), Juína (03), Alta Floresta (03), Água Boa (03), Diamantino (02), Juara (02), Nova Xavantina (02), São Félix do Araguaia (02), Sorriso (02) e Vila Rica (02).

Para os cargos de Delegado, Auditor do Estado, Gestor Governamental e Perito Criminal as provas acontecerão de manhã (dissertativa) e a tarde (objetiva). As cidades que terão provas nos dois horários são Cuiabá/Várzea Grande, Barra do Garças, Rondonópolis e Sinop.

Farão provas no interior 27.962 candidatos, sendo que o maior número está concentrado em Rondonópolis, com 6.670 candidatos. Na capital serão 37.678 candidatos, sendo 27.958 somente em Cuiabá e 9.720 em Várzea Grande.

Os cargos são para Analista Administrativo de Defesa e Agropecuária Florestal (06), Analista do Meio Ambiente (100), Auditor (15), Delegado (60), Escrivão (140), Fiscal de Defesa e Agropecuária e Florestal (163), Gestor Governamental (50), Investigador (60), Perito Oficial Criminal (60), Professor Educação Básica (3000), Técnico da Área Instrumental do Governo (300), Técnico em Desenvolvimento Econômico (183), Técnico do Serviço do Trânsito (16) Técnico do Sistema Prisional (124), Técnico do Sistema Socioeducativo (66), Técnico Fundiário (18), Conciliador de Defesa do Consumidor (11) e Agente Regulador (14).

Original em: http://www.odocumento.com.br

GD Star Rating
loading...

PM mata acusado de assassinato em troca de tiros

"Digão" foi morto após se confrontar com policiais em Campo Largo.

Acusado de vários crimes -dentre eles a morte de um guarda municipal em Curitiba -, Rodrigo Barbosa Garnieri, de 24 anos, o “Digão”, foi morto durante troca de tiros no começo da tarde de ontem com uma equipe do 17.º Batalhão de Polícia Militar, em Campo Largo.

Os policiais receberam uma denúncia anônima informando que “Digão” estava em uma lanchonete na Rua Mato Grosso, bairro Ferraria. Quando a viatura foi vista nas proximidades, “Digão” abandonou sua motocicleta Honda Titan com placa de Campo Largo, AGZ-2234, e correu por cerca de 500 metros trocando tiros com os policiais.

Ele foi atingido na cabeça logo depois de invadir o terreno de um pesque-pague. Uma equipe do Siate foi acionada, mas chegando ao local constatou a morte do rapaz.

Um dos disparos que “Digão” efetuou atingiu a viatura 7931 do 17.º Batalhão. Outro disparo atingiu de raspão a perna do soldado Cesar, que participava da operação. Próximo ao corpo, foi apreendida a pistola calibre 380, de numeração lixada, utilizada por “Digão”.

O acusado utilizava um colete balístico que pode ser o que foi roubado do guarda municipal Mauro César Carvalho, de 43 anos. Ele foi morto com tiros de uma pistola calibre 380 por “Digão” na Unidade de Saúde São José, bairro Augusta, em 12 de julho do ano passado. “Apenas a equipe do Instituto de Criminalística poderá dizer se o colete que ele usava é realmente o que foi roubado do guarda municipal. A perícia também poderá confirmar se a arma apreendida com o acusado foi a mesma utilizada na morte do guarda”, assegura a supervisora Delurdes, da Guarda Municipal de Curitiba, que esteve presente no local.

Além de ter contra si o mandado de prisão pelo latrocínio que vitimou o guarda Mauro César, “Digão” também era procurado por outros crimes. “Moradores da região comentaram com a nossa equipe que ele teria envolvimento no caso da mãe e do filho executados em Campo Largo e encontrados mortos em Araucária. Ele ainda seria responsável por outros dois homicídios cometidos nos últimos meses na Vila São José, mas só a Polícia Civil poderá confirmar essas informações’, comenta o tenente Freitas, do 17.º Batalhão. A irmã de “Digão” esteve no local mas não quis contato com a imprensa.

Original em: http://www.parana-online.com.br

GD Star Rating
loading...