Audiência ouve peritos nesta quarta-feira

Acontece esta manhã a segunda audiência na Justiça sobre o acidente de trânsito que matou a técnica em enfermagem Aurinete Gomes Lima dos Santos, 33 anos, em dezembro de 2008, em Boa Viagem. O crime, que teve ampla repercussão, envolveu o empresário Allison Jerrar Zacarias dos Santos, 22, que foi denunciado pelo Ministério Público por homicídio doloso (aquele que tem a intenção de matar) e tentativa de homicídio. Nesta quarta-feira, no Fórum Joana Bezerra, devem ser ouvidos os depoimentos de alguns dos peritos que atuaram no caso.

O primeiro laudo, assinado pelos peritos do Instituto de Criminalística (IC), apontou o viúvo da enfermeira, Wellington Evangelista dos Santos, como responsável pelo acidente e livrou da prisão o empresário Allison Jerrar, que chegou a passar quatro noites no Cotel, em Abreu e Lima. Já na segunda perícia, assinada pela Polícia Federal (PF), Allison foi considerado culpado por ter ultrapassado sinal vermelho, no dia 13 de dezembro do ano passado, no cruzamento da Domingos Ferreira com a Ernesto de Paula Santos, em Boa Viagem. Aurinete Gomes morreu na hora e sua filha, Alba Maria, 7 anos, e o marido ficaram bastante feridos.

Ao final dessa etapa de audiências, a Justiça terá 10 dias para dizer se o réu é inocente, ou se tem indícios de culpa (de autoria e materialidade). Em casos de homicídio doloso, o juiz encaminha sua decisão para o Tribunal de Júri ou Júri popular, que deve julgar o caso em no máximo seis meses na comarca onde o crime aconteceu. No entanto, o réu pode recorrer ao Tribunal de Justiça de Pernambuco.

Original em: http://www.diariodepernambuco.com.br

Leave a Reply