Sindpol emite nota contestando suspensão do ponto de delegados

Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas quer que tratamento seja estendido a todos os policiais; Associação dos Delegados explica situação

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) emitiu nota à imprensa, nesta segunda-feira, dando conhecimento de despacho do diretor-geral da Polícia Civil, delegado Marcílio Barenco, que desobriga os delegados de polícia do estado a assinarem a folha de ponto nas delegacias. O sindicato questiona a determinação, ‘quando agentes de polícia e escrivães são obrigados a assinar’, requerendo um tratamento ‘isonômico’, alegando que, quem reclama, ‘é sumariamente transferido do departamento onde se encontra lotado’.

O texto encaminhado à imprensa cita até a ‘política do terror’ que, para o sindicato, estaria sendo implementada, insinuando que a medida seria corporativista.

A reportagem da Gazetaweb ouviu o presidente da Associação dos Delegados de Polícia de Alagoas, Antônio Carlos Lessa, que esclareceu o motivo da decisão. “Esta medida nada mais é do que algo paliativo. O delegado Marcílio Barenco agiu desta forma porque não trabalhamos conforme o regime de escala de plantão, como ocorre aos policiais. Com isso, o despacho vale até que se regulamente o pagamento de nossas horas extras, já que, além das quarenta horas semanais, de segunda a sexta-feira, trabalhamos também nos finais de semana, por quatro vezes no mes, como plantonistas”, explicou o delegado.

“Nos casos em que um delegado estava de plantão em determinada delegacia, em um dia de domingo, das oito as dezoito horas, a autoridade policial era obrigada a assinar o ponto no dia seguinte, extrapolando assim o que lhe seria pago em forma de hora extra”, emendou o presidente da Adepol, reeleito no último dia 31 de março, com 103 votos válidos, contra 37 do candidato derrotado, o delegado Jobson Cabral – a chapa vencedora, “Construir com Participação”, tem como vice o delegado Valter Gama.

“Asseguro que a categoria continuará a trabalhar na defesa de uma segurança pública verdadeiramente voltada para todos”, destacou.

Original em: http://gazetaweb.globo.com

GD Star Rating
loading...