Governo inicia reforma no Instituto de Criminalística em Porto Velho

As antigas instalações do Instituto de Criminalística de Porto Velho passam por reforma e, de acordo com o Governo do Estado, que através do Departamento de Obras e Serviços Públicos (Deosp) realiza os trabalhos, devem ficar prontas até o final do mês junho.
 
Com paredes deterioradas, infiltrações e alto grau de umidade que comprometem o ambiente interno, dentre outros, o velho prédio, situado no bairro Costa e Silva já não apresentava boas condições de uso. “Sensível à situação, o Governo do Estado ordenou o desenvolvimento de projeto que suprisse essa necessidade. A intenção é não permitir o travamento dos trabalhos desenvolvidos pelo Instituto”, explica o diretor executivo do Deosp, Rodrigo Assis Silva.
 
De acordo com avaliação técnica feita junto às instalações do Instituto, devido à elevada umidade natural e do solo a edificação apresenta necessidade de reconstituição do revestimento das paredes, com remoção e reconstituição do reboco na parte inferior. A infestação de cupins no amadeirado e parte elétrica em estado precário também são pontos críticos. “Será necessário efetuar a descupinização da edificação em toda a sua área, com aplicações sucessivas e suficientes para garantir a eliminação total dos insetos”, explica Rodrigo de Assis. Devido a isso, as reformas foram autorizadas com indicações de urgência para conclusão.
 
Para o diretor executivo do Deosp, a reforma no Instituto de Criminalística, além de oferecer mais condições de trabalho para os técnicos do órgão, também vai propiciar mais comodidade para os usuários. “O Governo do Estado tem investido muito no setor de Segurança Pública. Uma prova disso é a construção de um novo prédio o Instituto Médico Legal que vai abrigar vários setores em uma única estrutura física”, argumenta Rodrigo de Assis.

Leave a Reply