Peritos vão avaliar montanha-russa do Playcenter onde 16 estudantes se feriram em acidente

SÃO PAULO – O Instituto de Criminalística deve fazer nesta sexta-feira uma perícia na montanha-russa do Playcenter, na Barra Funda, em São Paulo. O equipamento, batizado de Looping Star, tem 592 metros de trilhos e a velocidade do brinquedo chega a 90 km por hora. Segundo o delegado Marco Aurélio, uma falha nos freios de espera do brinquedo fez a composição bater em outra, que ainda estava parada no trilho, no fim do percurso.

No momento do acidente estavam no parque de diversões alunos de escolas públicas de Guarulhos e Carapicuíba. Dezesseis estudantes com idades entre 10 e 16 anos ficaram feridos . O caso mais grave, segundo a polícia, é de uma menina de 11 anos, que fraturou o nariz e será submetida a uma cirurgia.

Os estudantes dizem que ficaram apavorados, pois o trenzinho bateu, voltou para trás, e bateu de novo.

– Todo mundo ficou em pânico mesmo, chorando – contou um garoto.

Pelo menos três vítimas machucaram o nariz, maxilar e clavícula. Os estudantes bateram com a cabeça na estrutura do brinquedo. Segundo as testemunhas, houve pânico no momento do acidente e várias pessoas sangraram pelo nariz e no rosto.

– Na primeira batida eu fui para o lado e caí sobre meu amigo. Na segunda batida, eu fui para a frente e bati o osso do maxilar na estrutura do carrinho. Minha colega quebrou o nariz e vai ser operada – disse uma das vítimas, identificada como Bianca, de 11 anos.

Segundo enfermeiras ouvidas pela TV Globo no Hospital Metropolitano, para onde as vítimas foram levadas, também houve pelo menos uma vítima com fratura na clavícula.

Original em: http://oglobo.globo.com

Leave a Reply