Projeto cria o Centro Técnico Científico do IC

 

Perito Edson Napoleão, chefe do IC de Ponta Grossa, destaca a relevância do projeto para a região / O chefe do Departamento de Física, professor Gerson Kniphoff da Cruz, coordena o projeto pela UEPG

 

 

Ponta Grossa poderá ser a sede de um Centro Técnico Científico e se tornar referência nacional em investigações criminais, auxiliando a Polícia Civil e o Judiciário na elucidação dos delitos. O projeto, em desenvolvimento há dois anos pelo Instituto de Criminalística (IC) em parceria com a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), foi aprovado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), obtendo recursos de aproximadamente R$ 2 milhões. O dinheiro deve ser liberado neste ano, segundo previsão do diretor da seção técnica, perito Edson Napoleão. “O ganho, principalmente na área de pesquisas, será enorme. Já temos espaço físico e na primeira fase contaremos com cinco laboratórios”, conta.
Pela UEPG, o projeto é coordenado pelo professor doutor Gerson Kniphoff da Cruz, responsável do Departamento de Física. Ele está entusiasmado com a proposta.

 

 

 

 

Original em: http://jmnews.com.br

GD Star Rating
loading...

Polícia apreende 180 kg de drogas na zona sul de SP

A polícia apreendeu nesta sexta-feira (28) uma grande quantidade de drogas dentro de uma residência no bairro Vila Progresso, região de Santo Amaro (zona sul de São Paulo). Dois homens foram presos quando faziam o transporte da droga de um carro para dentro do imóvel.

Ao todo, a Polícia Militar encontrou 158 kg de cocaína e 22 kg de maconha divididos em tijolos de 1 kg cada um. Os policiais estavam indo atender uma ocorrência nas proximidades da viela Veigas, quando viram um veículo Fiat Strada prata, parado no meio da viela.
Ao verificar o carro, os PMs observaram uma sacola no compartimento de cargas e no chão da rua um rastro de pó branco levando até a frente de uma casa.
Ao entrar na residência, os policiais surpreenderam um servente de 26 anos e um autônomo de 37, com mais cinco sacolas iguais à do carro. Nas sacolas foram encontrados sacos com cocaína e tijolos de maconha.
O capitão Marcondes, responsável pela operação, explicou que o local era um depósito em que se realizava a mistura e o preparo das drogas para distribuição e venda. “No local também encontramos euros e reais e dois telefones celulares, era um depósito para venda de drogas”, afirmou Marcondes.
O servente e o autônomo foram presos em flagrante e encaminhados ao 101º DP, juntamente com a droga apreendida, para o registro da ocorrência, registrada como drogas sem autorização ou em desacordo. Foi realizado exame no Instituto de Criminalística (IC) e constatado se tratar de cocaína e maconha.

Original em: http://www.jornalfloripa.com.br

GD Star Rating
loading...

Crânio humano é encontrado perto de posto em Irerê

Um crânio humano foi encontrado na noite desta sexta-feira (28) por um morador do Distrito de Irerê, na rua Ulisses Rodrigues da Silva, próximo a um posto de combustível. A polícia foi acionada por volta das 22h30 para ir ao local e deu início as investigações.

De acordo com o sargento Scupinari, da Polícia Militar, peritos do Instituto de Criminalística de Londrina (ICL) estiveram no local e constataram que o crânio encontrado é humano. O material foi recolhido e passará por perícia mais elaborada no ICL.

A localização parcial de uma ossada ainda é um mistério. A polícia já instaurou inquérito para apurar como o crânio foi parar no local.

Original em: http://www.bonde.com.br

GD Star Rating
loading...

Politec precisa de mais peritos e unidades no Vale do Araguaia

Politec precisa de unidades Água Boa, Confresa, São Felix e Vila Rica

Após a polêmica sobre um acidente com vítima fatal na BR-158 em Canarana, em que os peritos demoraram cerca de 6 horas para chegar ao local, o coordenador regional da Pericia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Clodoaldo Carvalho Queiroz, alegou que a demora foi devido à distância de Barra do Garças para atender outras regiões. Ele sugere como alternativa a criação de mais quatro unidades da Politec, em Água Boa, Confresa, Vila Rica e São Felix do Araguaia. 

Ele explicou que a regional de Barra do Garças na maioria das vezes tem que atender acidentes a 900 quilômetros da sede, o que acaba gerando uma demora e transtornos por parte de familiares. 

Clodoaldo garantiu ainda que o tempo de atendumento não chegou a seis horas. Segundo ele, um agente da Polícia Civil, aprovado no concurso de perito criminal, se deslocou primeiro para o local e deu suporte no atendimento da ocorrência. “Nós estamos com mais cinco peritos aprovados no concurso que vão tomar posse em breve, sendo três para Barra e dois para Água Boa”, completou. 

Além da distância entre os municípios do Araguaia, o coordenador explicou que a regional de Barra atende mais de 20 municípios da região Leste de Mato Grosso. Apesar das dificuldades,ele afirma que a Politec atende a reprodução de crimes, exames de balísticas. Já os municípios de Vila Rica e São Felix do Araguaia também não têm peritos e apenas médicos legistas e precisam também de uma sede da Politec. 

A homologação do concurso dos novos peritos ajudaria a desafogar de fato se mantivessem os cinco contratados que atuam na região, todavia a informação é que os contratados serão dispensados. 

Familiares de Alcides da Costa Morais, vítima do acidente ocorrido na BR-158 próximo ao distrito de Serra Dourada, em Canarana, ficaram revoltados com a demora para liberar o corpo. O acidente aconteceu às 15 h, os bombeiros retiraram o corpo às 18h e a liberação no Instituto Médico Legal (IML), de Água Boa, ocorreu por volta das 21h.  A vítima morreu depois de uma colisão de sua caminhonete S10 e um caminhão-tanque.

Original em: http://www.olhardireto.com.br

GD Star Rating
loading...

Novo exame nega pólvora na mão de agente morto

Assim como o exame inicial realizado no Instituto de Medicina Legal de Pernambuco (IML), o segundo teste de resíduos de pólvora nas mãos do agente federal Jorge Washington Cavalcanti, feito no Instituto Nacional de Criminalística em Brasília, deu resultado negativo. A informação reforça os depoimentos do agente Silvio Moury Fernandes de Souza e do taxista João Farias que disseram que Jorge Washington não disparou sua arma e foi morto por um policial civil com um tiro no peito, ao descer do táxi. O caso ocorreu no último dia 5 de janeiro, na BR-232, no Curado, Zona Oeste do Recife, quando equipes das duas corporações entraram em confronto em operações com o mesmo alvo.

O novo exame realizado pelo Instituto Nacional de Criminalística analisou não só os resíduos coletados nas mãos do agente federal, mas as roupas do policial morto. Não havia vestígios de pólvora no material coletado.

A assessoria de comunicação da Polícia Federal informou que o laudo do exame residuográfico ainda não chegou à Superintendência no Recife e, por isso, não podia confirmar o resultado.

Para o presidente do Sindicato dos Policiais Federais de Pernambuco, Marcelo Pires, o resultado negativo do exame de resíduos de pólvora, além de comprovar que os policiais civis atiraram primeiro, ainda abre espaço para um questionamento grave.

“Conversei demoradamente com o agente Moury. Ele estava ao lado de Jorge Washington e contou que o colega nem conseguiu descer totalmente do carro. Já foi atingido por um tiro. É claro que o exame iria dar negativo. Agora, cabe aos policiais civis que tiraram a arma de Washington do local do crime e depois entregaram o revólver com um tiro deflagrado explicar como isso aconteceu”, pontuou Marcelo Pires.

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis, Cláudio Marinho, questiona a credibilidade do exame de resíduo de pólvora para se tirar qualquer conclusão em uma investigação. “Esse exame está em desuso há muito tempo. O resultado não é preciso e qualquer perito sabe que até mesmo uma pessoa que fume muito pode, ao ser examinada, apresentar um falso positivo”, explicou o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco.

Cláudio Marinho garantiu que o foco da investigação deveria estar fora do local onde ocorreu o tiroteio. “Quem atirou primeiro, quem atirou depois, isso não importa. Era uma situação onde os dois grupos foram induzidos a erro. Os grandes responsáveis pela morte do colega da Polícia Federal são os coordenadores de inteligência das duas polícias que foram negligentes e deixaram as operações se cruzarem”.

Original em: http://jc.uol.com.br

GD Star Rating
loading...

Morte do padre // Laudo do IC aponta suicídio

Suicídio. Esse foi o resultado preliminar do Instituto de Criminalística (IC) para explicar a causa da morte do padre jesuíta Ferdinando Azevedo, 72 anos. O laudo, que seria divulgado hoje, foi prorrogado por mais dez dias, com o objetivo de responder quesitos complementares propostos pelo delegado Paulo Berenguer, responsável pelas investigações. Fontes ligadas ao Instituto de Medicina Legal (IML) também afirmaram ao Diario que o resultado dos exames biológicos foram negativos quanto à possibilidade de haver uma segunda pessoa envolvida na morte do professor da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Mesmo com o laudo, a polícia permanece investigando a possibilidade de homicídio.

Sem comentar o resultado do IC, o delegado Paulo Berenguer descartou a hipótese de acidente provocado pela autoflagelação, como chegou a ser cogitado até ontem. ´Prorroguei o prazo para a conclusão das perícias para que todas as dúvidas sejam esclarecidas. No final, baseado nos laudos e nos depoimentos, chegaremos a um resultado. Por enquanto, pode ser homicídio ou suicídio`, afirmou. 

O perito Severino Arruda, responsável pelo laudo que desde o início aponta para a hipótese de suicídio como a principal, disse que só iria se posicionar novamente quando o inquétiro policial for concluído. ´Trabalho com a ideia de suicídio desde que o corpo do padre foi encontrado. Para mim, não restam dúvidas. No entanto, a pedido da polícia, por enquanto, não posso conceder informações detalhadas`, justificou.
Desde o princípio, a hipótese de latrocínio (assalto seguido de morte) foi descartada, já que o apartamento onde o padre foi encontrado morto não tinha sinais de arrombamento. 

Retiro

O padre norte-americano Ferdinando Azevedo foi encontrado morto no dia 17, no apartamento de repouso da Congregação Jesuíta, à beira-mar do Janga, em Paulista. Ele estava no local, há uma semana, em retiro espiritual. O corpo do religioso foi encontrado despido, pendurado pelo pescoço a uma corrente, e em avançado estado de decomposição. (Raphael Guerra)

Original em: http://www.diariodepernambuco.com.br

GD Star Rating
loading...

Juiz ouve peritos sobre suposto racha envolvendo pecuarista

Cinco peritos do IC (Instituto de Criminalística) de Araçatuba que investigaram o acidente envolvendo o pecuarista José Antônio Scatolin Filho, em 2007, foram ouvidos hoje em audiência no Fórum de Araçatuba. A oitiva foi pedida pela defesa, que tenta provar que ele não participava de um racha, como alega a acusação.

O acusado, que está preso desde maio do ano passado, após passar dois anos e meio foragido e ser capturado em uma fazenda da família em Coxim (MS), chegou ao fórum por volta das 14h e foi recebido por familiares. Ele estava com o braço direito imobilizado, segundo familiares, devido a uma queda da cama. O outro pecuarista envolvido no acidente, Rodrigo Bernardes Rey, que responde ao processo em liberdade, também esteve no Fórum na companhia de seu advogado.

Original em: http://www.folhadaregiao.com.br

GD Star Rating
loading...

Complexo de Perícias Forenses terá estrutura mais moderna do país

O novo complexo terá estrutura funcional, abrigando todos os órgãos voltados à perícia forense

O projeto arquitetônico do novo Complexo de Perícias Forenses (CPFor) foi apresentado na manhã desta quinta-feira (27), durante coletiva de imprensa na Secretaria da Defesa Social.

O complexo vai abrigar o Instituto Médico Legal (IML) de Maceió, o Instituto de Criminalística e o novo Instituto de Identificação, numa área de 4.300 m² na região do Tabuleiro do Martins, próximo ao Distrito Industrial.

O prédio será dotado de ampla estrutura funcional, contando com estacionamento para servidores e usuários, biblioteca, pavilhão formado por cinco laboratórios, sala jurídica, ecumênica, de imprensa, cartório e auditório de 60 lugares.

No subsolo haverá também uma central de custódia onde vão ser armazenados vestígios. De acordo com a diretora do CPFor, Ana Márcia, mais de 80% dos procedimentos do IML serão destinados a pessoas vivas, dando prioridade a exames de corpo de delito.

O secretário da Defesa Social, coronel Dário Cesar, afirmou que é preciso transformar a história do IML e há meios para isso. “Já temos uma área destinada para este fim, temos o projeto arquitetônico e a determinação do governador do Estado para a construção. Quando for concluído, o complexo será o mais moderno do Brasil.

Segundo o arquiteto do Serviço de Engenharia do Estado de Alagoas (Serveal), Roberto Canavarro, antes de ser feito o projeto do complexo foram visitados os IML’s de Recife, Fortaleza e do Rio de Janeiro para servirem como parâmetro, mas foi projetado um que atendesse a necessidade local. Também foram realizadas coletas de informações em Macapá e Goiânia.

Canavarro disse ainda que será feito todo um estudo de impacto ambiental, levando em conta a questão da exaustão de gases e a destinação dos dejetos.

Há a previsão de que o investimento gire em torno de R$ 4 milhões, mas de acordo com o arquiteto o custo final ainda não está definido.

Questionado sobre a ação do Ministério Público para transferência do local do IML, Dário Cesar disse que soube dessa informação pela imprensa e que ainda não recebeu nenhuma notificação a esse respeito. Mas informou que vai ser melhorado o que puder até que o Instituto seja instalado num local definitivo.

O projeto encaminhado à Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) aguarda agora o processo licitatório que deve acontecer em cerca de dois meses.

Participaram da apresentação o secretário adjunto da Defesa Social, José Edson, o diretor adjunto do CPFor, Severino Lira e o diretor do IML de Maceió, Gerson Odilon.

Assessoria Defesa Social

Original em: http://www.ojornalweb.com

GD Star Rating
loading...

Prédio do MPF é arrombado

O Jornal da Manhã acompanhou o trabalho do perito Alexandre Lara, do Instituto de Criminalística, para a confecção do laudo

 

 

Bandidos arrombaram na madrugada de ontem o prédio onde funciona o Ministério Público Federal (MPF), na Rua Ayrton Playsant, na área central de Ponta Grossa. Os criminosos levaram um televisor, monitor, teclado e mouse.
O proprietário do imóvel, João Fernando, disse que os objetos furtados se encontravam na recepção e que os ladrões não circularam por outros setores. Informou também que providenciaria a instalação de novas câmeras, na parte externa, para aumentar a segurança.
O Jornal da Manhã acompanhou o trabalho do perito Alexandre Lara, do Instituto de Criminalística, para a confecção do laudo. Ele fotografou a porta arrombada e pediu cópia das imagens do sistema de monitoramento eletrônico. Segundo afirma, os criminosos entraram no prédio depois de retirar a fechadura da porta.

 

 

 

Origina em: http://jmnews.com.br

GD Star Rating
loading...

Governo empossa mais seis peritos e dois escrivães de polícia

Ações de investigação vão ganhar mais agilidade

Novos peritos vão potencializar os inquéritos policiais (Foto: Assessoria Polícia Civil)

O governo do Estado deu posse nesta quarta-feira, 26, a mais seis peritos criminais, com especialização em medicina veterinária, engenharia civil e florestal. A solenidade foi realizada no gabinete do secretário da Polícia Civil, delegado Emylson Farias. Participaram do ato de assinatura dos termos de posse o secretário de Segurança Pública, Renir Graebner, Carlos Barcelar (Instituto de Identificação), Ruy Charles (Instituto Médico-Legal), Arinaldo Rodrigues (Instituto de Criminalística) e Mário Sandro (Associação dos Peritos Criminais do Acre).

O secretário Renir Graebner reafirmou que o governo vai continuar investindo no setor. “A busca pela prevenção é continua, no entanto, não se pode perder o foco da repressão qualificada, e a pericia cientifica está inserida no contexto”, observou.

“O objetivo é potencializar as ações da Polícia Judiciária, no tocante ao enriquecimento do inquérito policial, bem como do processo criminal, para garantir a efetividade da Justiça”, analisou o secretário Emylson Farias.

O chefe de polícia ressaltou o esforço do governo no combate à criminalidade e citou como exemplo os investimentos na área de segurança e a redução em 50% nas ocorrências de crimes contra vida, em 2010, na região do Juruá. Farias disse também que, com o ingresso dos novos servidores, a ciência forense (prova técnica pericial) da Polícia Civil ganhará mais celeridade e qualidade no atendimento ao cidadão.

Tomaram posse os peritos Marcos Lourenço Bezerra da Silva (engenheiro civil,) Lucineide Ferreira Pereira da Cruz (engenheira florestal), Márcia Elisabete Praze Morselli, Eliaquim Dutra Ribeiro, Wagner da Silva Marques Batista e Aleksandr Lira Barros (qualquer área).

Dos seis peritos contratados, com base na aprovação em concurso público – vaga remanescente, Eliaquim, Wagner e Aleksandr vão atuar na região do Juruá. Na mesma solenidade o secretário Emylson Farias deu posse aos escrivães Reinaldo Araujo da Silva e Camylla Najara Gonçalves Moreira.

Original em: http://www.agencia.ac.gov.br

GD Star Rating
loading...