Rio recebe ajuda de peritos de São Paulo e de hospitais em Minas

Após reunião, Alckmin e Anastasia anunciam ajuda às vítimas das chuvas na região serrana do Rio de Janeiro

Os municípios do Rio de Janeiro atingidos pelas fortes chuvas receberão a ajuda de São Paulo e Minas Gerais. Após encontro na tarde desta sexta-feira no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista, os governadores Geraldo Alckmin (SP) e Antonio Anastasia (MG) anunciaram ações para auxiliar no socorro às vítimas.

De acordo com Alckmin, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) enviou dois médicos legistas e um perito criminal do Instituto Médico Legal (IML) para ajudar na identificação e liberação de corpos. Ele também afirmou que irá iniciar uma campanha, liderada pela Defesa Civil, para arrecadar alimentos, medicamentos, roupas e produtos de limpeza e higiene para as vítimas dos transtornos causados pela chuva tanto no Rio quanto em São Paulo. Afirmou, ainda, ter telefonado para o governador fluminense, Sérgio Cabral Filho (PMDB), para manifestar solidariedade.

Do lado mineiro, Anastasia disse que a rede hospitalar da Zona da Mata e Juiz de Fora foi colocada à disposição do governo do Rio.

O governador mineiro afirmou, ainda, que a presidenta Dilma Rousseff autorizou o envio de homens das Forças Armadas para ajudar nas áreas afetadas pelas chuvas na região sul de Minas. “Estamos alertas em relação aos indicadores de novas chuvas em Minas. A Defesa Civil está extremamente atenta a isso. O governo federal tem participado e eu conversei com a presidente Dilma hoje sobre esse assunto para tomar mais precauções para evitar o agravamento da situação em Minas”, afirmou.

Original em: http://ultimosegundo.ig.com.br

GD Star Rating
loading...

Peritos que atuaram em acidentes da TAM ajudarão no RJ

 

Moradores auxiliam no resgate de uma vítima das chuvas em Teresópolis

 

Três especialistas da Polícia Técnico-Científica de São Paulo, que atuaram na identificação de corpos de dois acidentes com aviões da TAM – em 1996 e 2007 – vão trabalhar no reconhecimento das mais de 500 vítimas das chuvas na região serrana do Rio de Janeiro. Os médicos legistas Ruggeri Bernardo Felice Guidugli, 66 anos, e Arnaldo Teixeira Ribeiro, 41 anos, e o perito criminal com especialização em odontologia Flávio Veras Nunes de Oliveira, 42 anos, viajaram na tarde desta sexta-feira para o Rio.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, os especialistas atuaram na queda do avião da TAM no bairro paulistano do Jabaquara, em 1996, e na identificação de 199 mortos do acidente com outro vôo da TAM em Congonhas, em 2007, quando desenvolveram um banco de dados com informações trazidas pelos familiares das vítimas. De acordo com o governo, a colaboração do grupo foi solicitada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

“Nessa hora temos que ajudar, porque poderia ter acontecido com São Paulo e precisaríamos de ajuda, por isso devemos nos oferecer para ajudar e poder dar um destino digno às pessoas que morreram”, afirmou Ribeiro, médico legista e cardiologista, que há nove anos faz parte da Polícia Científica.

Policial há 35 anos, o legista Ruggeri afirmou que a ausência da identificação dos corpos das vítimas aumenta ainda mais a dor dos familiares: “morte presumida é a pior coisa que tem”, disse antes de embarcar. Segundo Oliveira, o importante é identificar todas as vítimas. “Os exames odontológicos fazem parte do processo de quando não há possibilidade de identificação pelas cristas papilares (impressões digitais)”, disse.

A equipe foi enviada ao Rio de Janeiro para integrar a Força Nacional de Segurança Pública. Os três devem acompanhar os trabalhos de resgate até o final.

Chuvas na região serrana
As fortes chuvas que atingiram os municípios da região serrana do Rio nos dias 11 e 12 de janeiro provocaram enchentes e inúmeros deslizamentos de terra. As cidades mais atingidas são Teresópolis, Nova Friburgo, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu cerca de 300 mm em 24 horas na região.

Original em: http://noticias.terra.com.br


GD Star Rating
loading...