Defesa Social implanta benefício para servidores do CPFor

A Secretaria da Defesa Social está implantando um benefício pioneiro no âmbito da administração direta destinado aos servidores do CPFor (Centro de Perícia Forense). A partir de agora, os funcionários dos órgãos vinculados receberão um cartão refeição, garantindo a alimentação (almoço e jantar) nos dias de serviço.

“Essa é uma grande conquista para os funcionários do Instituto de Criminalística e do IML de Maceió e Arapiraca, que terão direito à alimentação em qualquer parte do Estado”, comemora a diretora do CPFor, Ana Márcia. Segundo ela, antes, o próprio servidor custeava sua alimentação, por não receber diária, principalmente, quando viajavam a serviço para o interior.

Para garantir a alimentação dos servidores efetivos e plantonistas da área de perícia, a Defesa Social realizou licitação para escolher a empresa responsável pelo convênio com os estabelecimentos comerciais localizados em todo o Estado. A Green Card foi a empresa vencedora e que ficará responsável pela confecção do cartão refeição, cuja distribuição será feita até o final deste mês.

De acordo com Ana Márcia, uma das vantagens do cartão alimentação é que o servidor irá escolher o restaurante em que irá almoçar ou jantar e também o cardápio. A empresa já cadastrou vários estabelecimentos da capital e do interior, para que os funcionários tenham opção de
escolha.

“Pelo sistema antigo de distribuição de quentinhas, o funcionário não tinha opção de cardápio e, muitas vezes, quando a equipe plantonista viajava ao interior, perdia o horário de almoço e até do jantar, tendo que bancar sua alimentação”, comenta a diretora do CPFor. “Mas graças ao empenho da Defesa Social, conseguimos mais uma conquista para a nossa categoria”, acrescentou.

Adicional

Os servidores do CPFor também ganharam outra conquista. A partir deste mês, eles voltam a receber o adicional noturno, que foi suspenso na administração anterior. O projeto que garante o pagamento já foi aprovado pela Assembleia Legislativa e será implantado no salário de janeiro.

Ana Márcia informou ainda que está em análise pela Defesa Social o processo referente ao pagamento de hora-extra ao pessoal da área de perícia “Em virtude do nosso efetivo reduzido, muitos profissionais precisam ter a carga horária de serviço prorrogada; por isso, é preciso que eles tenha direito à hora-extra”, explicou.

Original em: http://www.aquiacontece.com.br

Leave a Reply