Juiz ouve peritos sobre suposto racha envolvendo pecuarista

Cinco peritos do IC (Instituto de Criminalística) de Araçatuba que investigaram o acidente envolvendo o pecuarista José Antônio Scatolin Filho, em 2007, foram ouvidos hoje em audiência no Fórum de Araçatuba. A oitiva foi pedida pela defesa, que tenta provar que ele não participava de um racha, como alega a acusação.

O acusado, que está preso desde maio do ano passado, após passar dois anos e meio foragido e ser capturado em uma fazenda da família em Coxim (MS), chegou ao fórum por volta das 14h e foi recebido por familiares. Ele estava com o braço direito imobilizado, segundo familiares, devido a uma queda da cama. O outro pecuarista envolvido no acidente, Rodrigo Bernardes Rey, que responde ao processo em liberdade, também esteve no Fórum na companhia de seu advogado.

Original em: http://www.folhadaregiao.com.br

GD Star Rating
loading...

Complexo de Perícias Forenses terá estrutura mais moderna do país

O novo complexo terá estrutura funcional, abrigando todos os órgãos voltados à perícia forense

O projeto arquitetônico do novo Complexo de Perícias Forenses (CPFor) foi apresentado na manhã desta quinta-feira (27), durante coletiva de imprensa na Secretaria da Defesa Social.

O complexo vai abrigar o Instituto Médico Legal (IML) de Maceió, o Instituto de Criminalística e o novo Instituto de Identificação, numa área de 4.300 m² na região do Tabuleiro do Martins, próximo ao Distrito Industrial.

O prédio será dotado de ampla estrutura funcional, contando com estacionamento para servidores e usuários, biblioteca, pavilhão formado por cinco laboratórios, sala jurídica, ecumênica, de imprensa, cartório e auditório de 60 lugares.

No subsolo haverá também uma central de custódia onde vão ser armazenados vestígios. De acordo com a diretora do CPFor, Ana Márcia, mais de 80% dos procedimentos do IML serão destinados a pessoas vivas, dando prioridade a exames de corpo de delito.

O secretário da Defesa Social, coronel Dário Cesar, afirmou que é preciso transformar a história do IML e há meios para isso. “Já temos uma área destinada para este fim, temos o projeto arquitetônico e a determinação do governador do Estado para a construção. Quando for concluído, o complexo será o mais moderno do Brasil.

Segundo o arquiteto do Serviço de Engenharia do Estado de Alagoas (Serveal), Roberto Canavarro, antes de ser feito o projeto do complexo foram visitados os IML’s de Recife, Fortaleza e do Rio de Janeiro para servirem como parâmetro, mas foi projetado um que atendesse a necessidade local. Também foram realizadas coletas de informações em Macapá e Goiânia.

Canavarro disse ainda que será feito todo um estudo de impacto ambiental, levando em conta a questão da exaustão de gases e a destinação dos dejetos.

Há a previsão de que o investimento gire em torno de R$ 4 milhões, mas de acordo com o arquiteto o custo final ainda não está definido.

Questionado sobre a ação do Ministério Público para transferência do local do IML, Dário Cesar disse que soube dessa informação pela imprensa e que ainda não recebeu nenhuma notificação a esse respeito. Mas informou que vai ser melhorado o que puder até que o Instituto seja instalado num local definitivo.

O projeto encaminhado à Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) aguarda agora o processo licitatório que deve acontecer em cerca de dois meses.

Participaram da apresentação o secretário adjunto da Defesa Social, José Edson, o diretor adjunto do CPFor, Severino Lira e o diretor do IML de Maceió, Gerson Odilon.

Assessoria Defesa Social

Original em: http://www.ojornalweb.com

GD Star Rating
loading...

Prédio do MPF é arrombado

O Jornal da Manhã acompanhou o trabalho do perito Alexandre Lara, do Instituto de Criminalística, para a confecção do laudo

 

 

Bandidos arrombaram na madrugada de ontem o prédio onde funciona o Ministério Público Federal (MPF), na Rua Ayrton Playsant, na área central de Ponta Grossa. Os criminosos levaram um televisor, monitor, teclado e mouse.
O proprietário do imóvel, João Fernando, disse que os objetos furtados se encontravam na recepção e que os ladrões não circularam por outros setores. Informou também que providenciaria a instalação de novas câmeras, na parte externa, para aumentar a segurança.
O Jornal da Manhã acompanhou o trabalho do perito Alexandre Lara, do Instituto de Criminalística, para a confecção do laudo. Ele fotografou a porta arrombada e pediu cópia das imagens do sistema de monitoramento eletrônico. Segundo afirma, os criminosos entraram no prédio depois de retirar a fechadura da porta.

 

 

 

Origina em: http://jmnews.com.br

GD Star Rating
loading...

Governo empossa mais seis peritos e dois escrivães de polícia

Ações de investigação vão ganhar mais agilidade

Novos peritos vão potencializar os inquéritos policiais (Foto: Assessoria Polícia Civil)

O governo do Estado deu posse nesta quarta-feira, 26, a mais seis peritos criminais, com especialização em medicina veterinária, engenharia civil e florestal. A solenidade foi realizada no gabinete do secretário da Polícia Civil, delegado Emylson Farias. Participaram do ato de assinatura dos termos de posse o secretário de Segurança Pública, Renir Graebner, Carlos Barcelar (Instituto de Identificação), Ruy Charles (Instituto Médico-Legal), Arinaldo Rodrigues (Instituto de Criminalística) e Mário Sandro (Associação dos Peritos Criminais do Acre).

O secretário Renir Graebner reafirmou que o governo vai continuar investindo no setor. “A busca pela prevenção é continua, no entanto, não se pode perder o foco da repressão qualificada, e a pericia cientifica está inserida no contexto”, observou.

“O objetivo é potencializar as ações da Polícia Judiciária, no tocante ao enriquecimento do inquérito policial, bem como do processo criminal, para garantir a efetividade da Justiça”, analisou o secretário Emylson Farias.

O chefe de polícia ressaltou o esforço do governo no combate à criminalidade e citou como exemplo os investimentos na área de segurança e a redução em 50% nas ocorrências de crimes contra vida, em 2010, na região do Juruá. Farias disse também que, com o ingresso dos novos servidores, a ciência forense (prova técnica pericial) da Polícia Civil ganhará mais celeridade e qualidade no atendimento ao cidadão.

Tomaram posse os peritos Marcos Lourenço Bezerra da Silva (engenheiro civil,) Lucineide Ferreira Pereira da Cruz (engenheira florestal), Márcia Elisabete Praze Morselli, Eliaquim Dutra Ribeiro, Wagner da Silva Marques Batista e Aleksandr Lira Barros (qualquer área).

Dos seis peritos contratados, com base na aprovação em concurso público – vaga remanescente, Eliaquim, Wagner e Aleksandr vão atuar na região do Juruá. Na mesma solenidade o secretário Emylson Farias deu posse aos escrivães Reinaldo Araujo da Silva e Camylla Najara Gonçalves Moreira.

Original em: http://www.agencia.ac.gov.br

GD Star Rating
loading...

Perito divulgará nesta quinta laudo da morte de padre

O laudo técnico do exame realizado no apartamento e no corpo do padre Ferdinand Azevedo, encontrado morto no último dia 17, no Janga, em Paulista, Região Metropolitana do Recife, será divulgado nesta quinta-feira (26). O perito Severino Arruda vai explicar no documento em que circunstância ocorreu o falecimento do religioso.

“No momento não posso adiantar quais são as conclusões, mas na quinta-feira terei tudo definido e explicado no laudo que será encaminhado ao presidente do inquérito”, afirmou o perito criminal.

O padre Ferdinand foi encontrado despido, com uma corrente no pescoço, o braço esquerdo preso ao corpo com uma corda, um segundo pedaço de corda na mão direita e ferimentos no lado esquerdo das costas.

A primeira suspeita era de que o religioso poderia ter passado mal e morrido após uma sessão de autopenitência.

O delegado Paulo Berenguer, que investiga o caso, assevera que trabalha com três hipóteses: homicídio, suicídio e morte acidental. Para o delegado, sem a conclusão dos laudos periciais não é possível ter uma conclusão sobre o que ocorreu no apartamento 102 do Edifício Santo Inácio, na Praia do Janga.

“Enquanto os laudos não chegam, estamos ouvindo empregados do prédio, vizinhos e amigos do padre para levantar informações que ajudem na investigação”, detalhou o delegado.

Ontem, o delegado Paulo Berenguer se reuniu com o legista que examinou o corpo do padre e fez uma série de questionamentos que serão respondidos no laudo. “Ainda não há uma data para o legista enviar esse documento”.

Na manhã de ontem, três funcionários do Edifício Santo Inácio prestaram depoimento. Eles contaram que o padre era uma pessoa muito reservada e nunca recebia visitas no apartamento.

“Ele passava por mim na portaria para caminhar de manhã cedo, dava bom dia e ia embora. Muito calado e tranquilo”, disse o porteiro Eden de Melo Peixoto, funcionário do condomínio há 11 anos.

O Padre Ferdinand Azevedo nasceu nos Estados Unidos e morava em Pernambuco desde 1975. Ele era jesuíta e professor do mestrado de ciência da religião da Universidade Católica de Pernambuco. O apartamento no Janga era um local de descanso dos religiosos da mesma ordem.

Original em: http://jc.uol.com.br

GD Star Rating
loading...

Laudos sobre a morte do padre jesuíta devem ser divulgados até sexta

Os laudos do Instituto de Criminalística (IC), do Instituto de Medicina Legal (IML) e do Tavares Buril (ITB) sobre a morte do padre jesuíta Ferdinando Azevedo, 72 anos, deve ser divulgado até a próxima sexta-feira. Até esta terça-feira, o delegado Paulo Berenguer, responsável pelas investigações, ouviu três testemunhas. Os depoimentos pouco ajudaram a elucidar a morte do religioso.

Os resultados podem ser decisivos. Paulo Berenguer afirmou que irá confrontar todas as informações. “Caso necessário, posso pedir exames complementares”, afirmou. Três hipóteses estão sendo investigadas: suicídio, acidente (provocado pela autoflagelação) ou homicídio.

A partir das 17h desta quarta-feira, a Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) realiza a missa de 7º dia em memória do padre jesuíta Ferdinando Azevedo, de 72 anos, encontrado morto na semana passada. A cerimônia acontecerá na igreja do antigo Colégio Nóbrega, localizado na Rua do Príncipe, no centro do Recife. Ontem,

Ferdinando, de origem norte-americana, era pesquisador e professor do mestrado em ciências da religião da Unicap. Também coordenava o Instituto de Pesquisa Padre Nogueira Machado, vinculado à Pró-reitoria Acadêmica da instituição de ensino. O religioso era graduado em filosofia pela Gonzaga University (1963), tinha mestrado em história pela Loyola University of Los Angeles (1968) e doutorado em história pela The Catholic University of América (1974).

Com informações do repórter Raphael Guerra

Original em: http://www.pernambuco.com

GD Star Rating
loading...