Morte do padre // Laudo do IC aponta suicídio

Suicídio. Esse foi o resultado preliminar do Instituto de Criminalística (IC) para explicar a causa da morte do padre jesuíta Ferdinando Azevedo, 72 anos. O laudo, que seria divulgado hoje, foi prorrogado por mais dez dias, com o objetivo de responder quesitos complementares propostos pelo delegado Paulo Berenguer, responsável pelas investigações. Fontes ligadas ao Instituto de Medicina Legal (IML) também afirmaram ao Diario que o resultado dos exames biológicos foram negativos quanto à possibilidade de haver uma segunda pessoa envolvida na morte do professor da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap). Mesmo com o laudo, a polícia permanece investigando a possibilidade de homicídio.

Sem comentar o resultado do IC, o delegado Paulo Berenguer descartou a hipótese de acidente provocado pela autoflagelação, como chegou a ser cogitado até ontem. ´Prorroguei o prazo para a conclusão das perícias para que todas as dúvidas sejam esclarecidas. No final, baseado nos laudos e nos depoimentos, chegaremos a um resultado. Por enquanto, pode ser homicídio ou suicídio`, afirmou. 

O perito Severino Arruda, responsável pelo laudo que desde o início aponta para a hipótese de suicídio como a principal, disse que só iria se posicionar novamente quando o inquétiro policial for concluído. ´Trabalho com a ideia de suicídio desde que o corpo do padre foi encontrado. Para mim, não restam dúvidas. No entanto, a pedido da polícia, por enquanto, não posso conceder informações detalhadas`, justificou.
Desde o princípio, a hipótese de latrocínio (assalto seguido de morte) foi descartada, já que o apartamento onde o padre foi encontrado morto não tinha sinais de arrombamento. 

Retiro

O padre norte-americano Ferdinando Azevedo foi encontrado morto no dia 17, no apartamento de repouso da Congregação Jesuíta, à beira-mar do Janga, em Paulista. Ele estava no local, há uma semana, em retiro espiritual. O corpo do religioso foi encontrado despido, pendurado pelo pescoço a uma corrente, e em avançado estado de decomposição. (Raphael Guerra)

Original em: http://www.diariodepernambuco.com.br

Leave a Reply