Arquivo

Fevereiro 2011
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

Alagoas desenvolve projeto para Complexo de Perícias Forenses

Instituto Médico Legal, primeiro edifício do conjunto a ser construído, terá blocos independentes com uso de cobogós e jardins internos

Edifício terá somente dois acessos: um público e um para funcionários

O Instituto Médico Legal de Alagoas (IML-AL) já tem projeto para sua nova sede. O edifício fará parte do Complexo de Perícias Forenses (CPFor), juntamente com o Instituto de Criminalística e o novo Instituto de Identificação, que serão instalados em terreno de 31 mil m² na região do Tabuleiro do Martins, próximo ao Distrito Industrial de Maceió. O conjunto terá 4,3 mil m² de área construída.

O projeto já foi encaminhado à Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) e agora aguarda o processo licitatório que, segundo a Secretaria de Estado da Defesa Social de Alagoas, deve acontecer em cerca de dois meses. A estimativa é que a obra custe R$ 4 milhões.

De acordo com o arquiteto Roberto Canavarro, do Serviço de Engenharia do Estado de Alagoas (Serveal), o edifício do IML terá uma característica mais “brasileira”, com o uso de grandes beirais e cobogós na fachada.

O edifício do IML contará somente com dois acessos: um público e outro para funcionários. As atividades serão distribuídas em blocos independentes, que abrigarão biblioteca, um pavilhão formado por cinco laboratórios, sala jurídica, templo ecumênico, sala de imprensa, cartório e um auditório de 60 lugares, além de um espaço exclusivo para o ministério público.

Blocos independentes formam complexo do IML

Como o projeto também requer a construção de uma área sigilosa, sem que seja possível a visualização externa do que acontece no edifício, grandes pátios e jardins internos deverão compensar a sensação de desconforto causada pelo fechamento do edifício.

O prédio será construído em concreto armado, com cobertura de telhas sanduíche. Segundo Canavarro, ainda são necessários estudos para decidir quais materiais serão utilizados em algumas áreas de laboratórios e de conservação de evidências, como, por exemplo, a central de custódia, que será construída no subsolo do edifício.

A construção vai substituir o IML-AL, que já está obsoleto em relação aos IMLs do resto do país. Segundo Canavarro, antes de ser feito o projeto do complexo foram visitados os IMLs de Recife, Fortaleza e do Rio de Janeiro. Também foram realizadas coletas de informações em Macapá e Goiânia. Ainda deverá ser realizado um estudo de impacto ambiental, levando em conta a questão da exaustão de gases e a destinação dos dejetos.

 

Original em: http://www.piniweb.com.br

1 comment to Alagoas desenvolve projeto para Complexo de Perícias Forenses

Leave a Reply