Polícia de Andradina investiga quebra de sigilo em inquérito

A Polícia Civil de Andradina abriu inquérito para apurar quebra de sigilo funcional no caso do oficial de Justiça Federal Manoel Fernandes da Cruz, 46 anos, e o cunhado Wilson Eloy dos Santos, 38, que podem estar presos inocentemente desde o dia 30 de setembro do ano passado, acusados de estuprar uma jovem de 22 anos.

A pedido do Ministério Público, a polícia quer saber quem entregou aos órgãos de imprensa cópias do laudo do Instituto de Criminalística que aponta que o esperma encontrado nos órgãos genitais da vítima A.A.C.R. não são compatíveis com o DNA dos acusados. O delegado José Astolfo Júnior, assistente da Seccional de Andradina, disse que cerca de 10 pessoas devem ser ouvidas, entre jornalistas, advogados dos suspeitos e funcionários do Fórum de Andradina.

Original em: http://www.folhadaregiao.com.br

Leave a Reply