Laudo da morte da menina Eloá será divulgado nesta quarta-feira

Com laudo do IC e depoimentos, delegado espera concluir o caso

 

 

O laudo do Instituto de Criminalística (IC) sobre a morte da menina Eloá Ferreira, de um ano e dez meses, foi finalizado nesta terça-feira (1°) e será divulgado pela Polícia Civil de Campinas nesta quarta-feira (2), de acordo com o delegado Tadeu de Brito.

O documento será utilizado pelo delegado para concluir o caso sobre a morte da criança, que ocorreu no dia 21 de dezembro de 2010, quando ela recebeu uma descarga elétrica ao tocar em um freezer no Hipermercado Atacadão, localizado na Rodovia Dom Pedro I, em Campinas.

Um técnico do hipermercado e do gerente do estabelecimento prestaram depoimento nesta manhã, mas segundo a polícia eles não ajudaram na investigação. De acordo com o depoimento, o funcionário da manutenção disse que nada havia de errado com o equipamento de refrigeração e que o acidente foi uma fatalidade. O gerente se limitou a dizer que a empresa prestou os socorros necessários.

 

 

Original em: http://eptv.globo.com

GD Star Rating
loading...

Caso da menina que tomou choque em hipermercado tem depoimentos hoje

 

O representante legal e um funcionário do Hipermercado Atacadão, em Campinas, vão prestar depoimento hoje sobre a morte da menina Eloá Ferreira, de um ano e 10 meses. A menina morreu em dezembro do ano passado após tomar um choque em um freezer do estabelecimento.
O laudo do Instituto Médico Legal (IMG) afirma que a menina foi morta por uma descarga elétrica. Caso a Polícia Civil constate negligência ou imprudência de alguém, essa pessoa pode ser denunciada por homicídio culposo, sem intenção de matar. O funcionário que vai prestar depoimento é o responsável pela manutenção do freezer, e além dos depoimentos, a Polícia Civil espera o laudo do Instituto de Criminalística para fechar o inquérito.
A menina Eloá estava no hipermercado junto com a avó e os pais, e levou o choque ao colocar as mãos no freezer das manteigas. Ela foi socorrida por um casal de médicos que fazia compras no mercado, e levada ao Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Ela morreu vítima de parada respiratória, mesmo com a tentativa de reanimação por parte dos médicos.

O representante legal e um funcionário do Hipermercado Atacadão, em Campinas, vão prestar depoimento hoje sobre a morte da menina Eloá Ferreira, de um ano e 10 meses. A menina morreu em dezembro do ano passado após tomar um choque em um freezer do estabelecimento.
O laudo do Instituto Médico Legal (IMG) afirma que a menina foi morta por uma descarga elétrica. Caso a Polícia Civil constate negligência ou imprudência de alguém, essa pessoa pode ser denunciada por homicídio culposo, sem intenção de matar. O funcionário que vai prestar depoimento é o responsável pela manutenção do freezer, e além dos depoimentos, a Polícia Civil espera o laudo do Instituto de Criminalística para fechar o inquérito.
A menina Eloá estava no hipermercado junto com a avó e os pais, e levou o choque ao colocar as mãos no freezer das manteigas. Ela foi socorrida por um casal de médicos que fazia compras no mercado, e levada ao Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Ela morreu vítima de parada respiratória, mesmo com a tentativa de reanimação por parte dos médicos.

Original em: http://www.portaldepaulinia.com.br

 

GD Star Rating
loading...

Em Ouro Preto, polícia faz nova pericia técnica na casa onde policial foi executado

A Polícia Civil de Ouro Preto do Oeste, sob o comando do delegado Marcos Vinicius Filho, e a Polícia Técnica de Ji-Paraná tendo a frente o perito criminal Edson Rigoli Gonçalves, realizaram na noite de segunda-feira (28), uma nova varredura pericial na casa onde foi executado o policial civil aposentado Augusto César Rodrigues da Silva.
O perito Edson Rigoli munido de equipamentos recém adquiridos pela Secretaria de Segurança Pública, realizou uma minuciosa pericia criminal na residência localizada na Rua Paulo Macalão s/n bairro Jardim Aeroporto I, pertencente a Silene Louzada Amorim, acusada de ser a mandante do assassinato do próprio esposo, o policial civil Augusto César Rodrigues da Silva, que teve o corpo carbonizado após sofrer vários golpes de madeira, desferidos pelo amante da comerciante, o elemento Edeildo (que está foragido) e seu comparsa Ademir Germano Amaral, que está preso na Casa de Detenção, local onde se encontra também recolhida Silene.
Os trabalhos da pericia criminal foram acompanhados pelas advogadas Elisângela Almeida e Rosbilete de Jesus representando a família do policial Augusto e o advogado Thiago Freire, representando a acusada Silene. O perito criminal fez a aplicação do material luminol em várias partes da residência e tendo detectado machas de sangue em diferentes pontos, dos que já tinha sido detectado em uma pericia realizada anteriormente no local. Foi encontrada na residência uma garrafa pet com gasolina, que pode ter sido utilizada para atear fogo no veiculo em que estava o policial Augusto e a empregada domestica Dalva Maria Batista que foram mortos a mando da comerciante Silene.
Edson Rigoli responsável pela pericia criminal que durou quase quatro horas, disse que não tem duvida que o policial civil Augusto foi executado na residência e que o laudo pericial vai comprovar esta afirmativa. O delegado Marcos Vinicius, informou que o trabalho da pericia criminal mais uma vez foi de fundamental importância para esclarecer pontos vagos no inquérito policial que deverá ser concluído ainda semana, quando a Polícia espera prender o perigoso elemento Edeildo.
O delegado Marcos Vinicius, disse que vai ouvir mais uma vez a acusada Silene Louzada e o elemento Ademir Germano para dirimir pontos vagos que surgiu no decorrer do inquérito policial. O delegado afirmou que tanto a Silene quanto o Ademir estão caindo em contradições em seus respectivos depoimentos, mas que a verdade virá à tona, para que desta forma a Polícia Civil feche o inquérito e remeta os autos ao Ministério Público, para que assim ofereça denúncia a Justiça e os envolvidos sejam punidos.

Autor: Alexandre Araújo

Original em: http://www.rondonoticias.com.br

GD Star Rating
loading...