Perícia descarta incêndio criminoso na Cidade do Samba

O incêndio na Cidade do Samba, no Rio de Janeiro, foi acidental, informou hoje (3) o Instituto de Criminalística Carlos Éboli. O laudo aponta como provável causa a “ação humana involuntária”. 

O incêndio, na madrugada do dia 7 de fevereiro, atingiu os barracões das escolas de samba União da Ilha, Portela e Grande Rio, destruindo carros alegóricos, adereços e fantasias. 

O inquérito policial sobre o incêndio ainda não foi concluído.

Original em: http://www.diariodepernambuco.com.br

GD Star Rating
loading...

Em nova operação contra bingos, polícia do Rio detém 414 pessoas

Ontem, outras 159 já tinham sido detidas na capital pelo mesmo motivo

Em nova operação para combater bingos e jogos de azar na cidade do Rio de Janeiro, a Polícia Civil deteve 414 pessoas nesta quinta-feira (3), em continuidade à ação para fechar casas de jogos e bingos, iniciada na última quarta-feira.

Na capital fluminense foram presas 176 pessoas, entre apostadores de jogos e funcionários dos estabelecimentos ilegais. Outras 67 pessoas foram presas na Baixada Fluminense e 171 no interior do Rio.

Cartelas de jogo de bicho, talões de resultados, carimbos e dinheiro foram apreendidos. O material foi encaminhado ao Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE). Os detidos foram encaminhados para delegacias da cidade.

Na quarta-feira (2), 159 pessoas já tinham sido detidas em uma outra operação contra bingos na capital fluminense.

Na ocasião, os agentes já conseguiram fechar 11 casas de apostas ou pontos onde haviam máquinas caça-níqueis no centro e em bairros da zonas oeste e norte. Os policiais conseguiram apreender 189 equipamentos usados para a prática de jogo ilegal.

Original em: http://ultimosegundo.ig.com.br

GD Star Rating
loading...

Zeca Viana cobra infraestrutura para IML de Primavera do Leste

O imbróglio sobre a compra da câmara fria para o Instituto Médico Legal (IML) de Primavera do Leste (a 240 km de Cuiabá) está perto do fim. Nesta terça-feira (02.03), o deputado estadual Zeca Viana (PDT) voltou a fazer a cobrança do equipamento ao Governo do Estado, por meio da Secretaria de Segurança Pública (Sesp).
Desta vez, o deputado se reuniu com o secretário Diógenes Curado e com a diretora geral da Perícia Oficial e Identificação Técnica de Mato Grosso (Politec), Patrícia Fachone, na sede da Sesp, no intuito de chegar a uma solução para a situação do IML que funciona desde 2007 sem o equipamento apropriado para colocar cadáveres.

Diógenes garantiu ao deputado que vai encaixar a demanda no projeto de recursos do Governo Federal que será liberado ao Governo de Mato Grosso a partir do dia 15 de março. “Não sabemos ainda da onde sairão os recursos para a compra da câmara fria, mas vamos dar uma solução”, garantiu Curado.

Zeca Viana tem chamado a atenção do Executivo Estadual para a situação do IML de Primavera do Leste, desde fevereiro. Ele já havia encaminhado à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa uma indicação ao Governo cobrando a aquisição da câmara fria.

Isto porque, o IML foi inaugurado em 2007 e a compra da câmara ficou sob a responsabilidade da Sesp. Na época, a Prefeitura devolveu aos cofres estaduais a importância de R$ 38,8 mil – mais de 50% do valor do equipamento. Hoje, uma câmara fria custa aproximadamente R$ 60 mil.

Na reunião, Zeca Viana ainda solicitou a compra de um carro rabecão para atender Primavera do Leste e cidades circunvizinhas. “Precisando do atendimento, Primavera do Leste precisa solicitar o carro de Rondonópolis que fica a 120 quilômetros”, explicou Viana. Nesse sentido, a diretora da Politec disse que também incluirá a aquisição do rabecão para o município no projeto de recursos federais. O carro custo em torno de R$ 100 mil.

POLO DA POLITEC – O município Primavera do Leste está subordinado à macrorregião da Politec que fica localizada em Rondonópolis. Mas já existe um estudo de divisão das regionais da Politec que elevaria Primavera do Leste a pólo. “Mato Grosso cresce de forma assustadora. E essa medida tem que ser levada adiante, pois corremos o risco de deixar municípios que ficam mais afastados sem atendimento”, alertou Viana.

Atualmente a Politec está em sete pólos: Cuiabá, Várzea Grande, Sinop, Tangará da Serra, Cáceres, Barra do Garças e Rondonópolis. Com o projeto de reestruturação de regional da Politec o atendimento se estenderia a 18 regiões.

Original em: http://www.24horasnews.com.br

GD Star Rating
loading...

Os Dez Mandamentos ao negociar um veículo – curso

GD Star Rating
loading...