Delegado Geral da Polícia Civil divulga nota sobre paralisação

O delegado geral de Polícia Civil Eduardo Wayner Santos Brasileiro disse que lamenta a decisão dos peritos do Instituto de Criminalística de realizarem manifestação e paralisarem os serviços. Disse que as requisições enviadas pela direção do Instituto, solicitando compra de material foram encaminhadas para o processo de compra. Inclusive, recentemente, reuniu-se no Instituto de Criminalística com os peritos, quando ficou acertado que seria indicado o nome de um profissional para acompanhar esse processo de aquisição, haja vista a especificidade de cada material, o que formalmente não ocorreu.

Quanto à estrutura física, Eduardo Wayner disse que há um processo tramitando desde o ano passado pela Secretaria de Segurança Pública para reformar a estrutura do prédio do Instituto.

O Secretário de Segurança Pública, Eliéser Girão Monteiro Filho disse que considera justa a reivindicação por melhorias das instalações construídas há 27 anos. Destacou que essa deficiência foi identificada pelo governador José de Anchieta que determinou reformas em sua estrutura que iniciou neste ano de 2011.

O secretário disse ainda que recentemente a Polícia Civil recebeu mobiliários novos e que o Instituto de criminalística foi contemplado com mobílias e computadores novos.

Em reunião com a Secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, o secretário reiterou o pedido de liberação de dez kits periciais que foram disponibilizados ao Instituto de Criminalística de Roraima, e espera resposta deste pedido o quanto antes.

Original em: http://www.boavistaagora.com.br

Leave a Reply