Primeira apreensão de oxi no Rio teria sido em Niterói

Josias Ferreira da Costa seria um dos principais responsáveis pelo tráfico de drogas no Morro do Preventório

 

Policiais da 79ª DP (Jurujuba) prenderam, na manhã desta terça-feira, um homem acusado de tráfico de drogas em uma colônia de pescadores, em Jurujuba, Niterói. Entre as drogas apreendidas com o suspeito, estaria a substância conhecida como oxi, droga considerada 40 vezes mais forte que o crack.

O entorpecente, que o próprio acusado diz ser oxi, foi encaminhado para o Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) para passar por perícia.  A nova droga é o resultado da mistura do resto do refino das folhas de coca, ácido sulfúrico, cal e querosene ou gasolina, enquanto o crack é a mistura de pasta de cocaína com bicarbonato de sódio.

Josias Ferreira da Costa, o Juninho, de 31 anos, resistiu à prisão e tentou agredir alguns policiais. As investigações apontam que ele é um dos principais responsáveis pelo tráfico de drogas no Morro do Preventório, na mesma localidade. 

Com o suspeito, os agentes apreenderam, além do suposto oxi, uma mochila contendo 53 pedras de crack, 206 sacolés de cocaína e 54 trouxinhas de maconha, além de munições e R$ 182.

Josias possui três anotações criminais, duas por tráfico de drogas e uma por porte ilegal de arma de fogo e roubo.

Uma das drogas apreendidas seria o oxi, entorpecente considerado 40 vezes mais forte que o crack

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Original em: http://odia.terra.com.br

Leave a Reply