Arquivo

setembro 2011
STQQSSD
« jul nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930 

Assassinatos: só 10% são resolvidos no Brasil

Falta de peritos colabora para índice baixo; nos EUA, 65% são solucionados e, na França, 80%

O índice de homicídios solucionados no Brasil é de 5% a 10% em média por ano, ante 65% nos EUA; 80% na França e 90% na Inglaterra. O déficit de 30 mil profissionais de perícia colabora para que a maioria dos crimes fique impune.

Segundo o jornal O Globo, a falta de equipamentos piora a situação, a ponto de peritos não tirarem fotos do local do crime ou deixarem de fazer raio-X para localizar balas em um corpo.

O Brasil tem apenas 6,5 mil peritos nas polícias estaduais, segundo a Associação Brasileira de Criminalística. Segundo recomendação da ONU, precisaria de 38 mil para ter o mínimo de um perito para cada cinco mil habitantes. A associação afirma que a falta de concursos é um dos motivos do déficit.

O Piauí tem o pior quadro, com apenas 21 peritos. Alagoas, o Estado mais violento (pelo mapa da violência do governo federal), tem 34 peritos.

Apesar do quadro de penúria, casos de grande repercussão, como o assassinato da juíza Patricia Acioli, no Rio, têm trabalho pericial exemplar.

Além da perícia no corpo e no local, foram analisados dados de mais de três milhões de celulares para provar o envolvimento de três policias militares no crime.

Já a morte de Jéssica Afonso Guimarães, aos 10 anos, em 2006, continua sem solução. Ela foi atingida por uma bala perdida na Cidade de Deus, também no Rio, onde morava. O tio da garota disse ao Globo que a família nunca soube sequer de onde saiu o tiro.

Original em: http://www.destakjornal.com.br

Leave a Reply