Papiloscopista poderá passar a ser chamado de perito papiloscopista

A Câmara analisa o Projeto de Lei 2754/11, do deputado Luciano Castro, que altera a designação do papiloscopista policial, responsável pela análise das impressões digitais nas investigações. O texto define que esse profissional deverá ser chamado de perito papiloscopista.

A proposta também estabelece como requisito para compor a categoria que o profissional tenha diploma de ensino superior.

Luciano Castro afirma que a proposta busca atualizar o nome do cargo, de acordo com o que já tem sido aplicado em instituições policiais de alguns estados, além de valorizar o profissional da área. “A nomenclatura, além de realçar a importância daqueles que realizam perícias nessa especialidade, atribuindo-lhes um status pessoal e funcional mais significativo, rearticula institucionalmente esse segmento de crucial importância no terreno das perícias policiais”, argumenta.

Tramitação

A proposta será analisada em caráter conclusivo pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público e Constituição e Justiça e de Cidadania.`

Original em: http://www.pciconcursos.com.br

GD Star Rating
loading...

Secretaria de Segurança Pública – MT oferece 46 vagas para Peritos

Com objetivo de preencher 46 vagas e formar cadastro reserva, a Secretaria de Segurança Pública do Mato Grosso, está com inscrições abertas para os processos seletivos destinados à contratação de Perito Médico-Legista e Odontolegista.

Do total de vagas, 40 são para Perito Médico-Legista e estão distribuídas nas cidades de Cuiabá, Primavera do Leste, Juara, Pontes e Lacerda, Lucas do Rio Verde, Tangará da Serra, Água Boa, Alta Floresta, Sorriso, Cáceres, Campo Novo dos Parecis, Sapezal, Colniza e Sinop. Para concorrer, o candidato deverá ter curso Superior de Medicina e carteira de registro no Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso.

São oferecidas seis vagas para Odontolegista, cargo que exige formação Superior de Odontologia, Registro no Conselho Federal de Odontologia. Neste caso as vagas são para Cuiabá.

De acordo com os editais, todos os profissionais contratados deverão receber salários de R$ 5.734,77 em jornadas de 44 horas semanais.

Os interessados deverão preencher a ficha de inscrição somente até amanhã, 20 de janeiro, no Instituto Médico-Legal de Cuiabá, localizado na Rua 07 esquina com a Avenida Gonçalo Antunes de Barros, s/nº, ou nas Unidades da da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) com os endereços descritos nos editais. Será necessário entregar a ficha de inscrição, conforme modelo disponível no site www.seguranca.mt.gov.br/politec, juntamente com os seguintes documentos:

  • Curriculum Vitae documentado;
  • fotocópia do RG e CPF,
  • fotocópia dos documentos comprobatórios de escolaridade e titulação de graduação e pós-graduação;
  • fotocópia nítida da carteira do Conselho Profissional;
  • fotocópia nítida dos documentos comprobatórios dos critérios de pontuação e de desempate.

Os processos seletivos serão constituídos de análise curricular e entrevista pela Comissão de Processo Seletivo Simplificado. A previsão é que as entrevistas ocorram no período de 18 a 25 de janeiro.

Original em: http://www.pciconcursos.com.br

GD Star Rating
loading...

Polícia Civil – PI fará concurso para agente, escrivão e perito

Segundo o delegado geral de Polícia Civil, James Guerra, para o cargo de agente de polícia, serão oferecidas inicialmente 47 vagas, que serão distribuídas em 11 regiões do Estado

A Polícia Civil do Piauí realizará, ainda neste ano de 2012, concurso público para a contratação de agentes, escrivães, peritos criminais e funções administrativas.

Segundo o delegado geral de Polícia Civil, James Guerra, para o cargo de agente de polícia, serão oferecidas inicialmente 47 vagas, que serão distribuídas em 11 regiões do Estado. Para Teresina, serão oferecidas sete vagas.

Para o cargo de escrivão de polícia, serão oferecidas 15 vagas, também distribuídas em 11 regiões. O concurso contemplará também o cargo de agente técnico de serviços (oito vagas para Teresina) e agentes superiores de serviço (seis vagas).

O cargo de perito criminal será contemplado com 12 vagas, sendo cinco para o cargo de Perito Médico Legal.

Segundo o delegado geral, James Guerra, o Governo do Estado finaliza os últimos detalhes para a realização do concurso. A previsão é que o edital do certame seja publicado na segunda quinzena deste mês de janeiro.

Original em: http://www.pciconcursos.com.br

GD Star Rating
loading...

Mais de 1200 análises de DNA foram realizadas pela equipe do IGF-TO em 2011

O recém-criado Instituto de Genética Forense do Tocantins demonstrou no ano de 2011, resultados positivos em realização de Exames de DNA para materialização de provas em detrimento aos anos anteriores. Com apenas alguns meses de funcionamento, o IGF do Tocantins realizou mais de 1.200 análises de DNA durante as diversas missões periciais em genética forense, realizadas pelos Peritos Criminais do Tocantins em Goiás e DF.

Por meio do Instituto de Criminalística “Leonardo Rodrigues”, da cidade de Goiânia-GO, no Laboratório de Biologia e DNA Forense, foram realizadas seis missões periciais destinadas à realização de exames de DNA, vinculados aos mais diversos crimes ocorridos no Estado do Tocantins. Durante as missões, a equipe do Tocantins se desloca para o outro Estado para realizar as análises.

De acordo com a diretora do IGF/TO, Patrícia Bonilha de Toledo Piza, em cada deslocamento da equipe, são realizadas em média 200 análises de DNA. Os exames ajudam a elucidar casos importantes como foi o caso do jovem Gustavo Arruda Ferreira, 24 anos, assassinado brutalmente em Paraíso do Tocantins, no início de 2011. Os exames ajudaram no julgamento realizado no dia 01 de dezembro de 2011 onde Talita Bonfati Ravali, 22 anos, e Milena Coelho Feitosa, 24, foram condenadas pelo crime.

No Instituto Nacional de Criminalística, do Departamento da Polícia Federal –  Área de perícias em Genética Forense –  foi realizada uma missão pericial destinada à Identificação humana, através da realização de exames de DNA, em cooperação ao Projeto “Banco de Dados Nacional de Perfis Genéticos de Crianças e Adolescentes Desaparecidos” , cujo objetivo é a identificação de crianças e adolescentes desaparecidos por meio da implementação de um banco de dados, com os perfis genéticos obtidos dos familiares.

Ainda segundo a diretora do IGF/TO, a cooperação mútua entre os Institutos vem possibilitando o intercâmbio de conhecimento e de técnicas avançadas entre os profissionais, permitindo o aprimoramento e a padronização das metodologias aplicadas à área da Genética Forense Nacional.

“O Exame Genético – Exame de DNA – representa para inúmeros crimes o único meio factível de estabelecer a relação entre crime e pessoa que o praticou, vítima e agressor e pessoa não identificada/desaparecida e familiares, gerando um impacto positivo na Segurança Pública. Em alguns casos onde se tem exames de DNA a equipe precisa realizar diversas análises. Como no caso Gustavo, onde para um único exame, foram realizadas 75 análises”, concluiu Patrícia.

Original em: http://www.ogirassol.com.br

GD Star Rating
loading...