Corregedoria apura denúncia de fraudes em concurso

A corregedoria da Polícia Civil (PC) do Pará instaurou inquérito criminal para apurar denúncias de envolvimento de policiais civis em supostas fraudes no concurso público da própria instituição, ocorrido no início deste mês, realizado pela Secretaria Estadual de Administração (Sead) para contratação de investigadores, escrivães, papiloscopistas e delegados de polícia. A prova foi realizada no último dia 5, aplicada pela Universidade Estadual do Pará (Uepa). 

Mas, houve denúncia de suposto esquema de fraude para beneficiar familiares de policiais. Este é o segundo concurso para a Polícia Civil realizada no atual governo Simão Jatene. O primeiro, realizado em 2012, foi anulado pela própria Sead, após a comprovação de irregularidades pelo Instituto de Perícias Renato Chaves, que identificou violação em lacres de algumas provas.

A delegada Larissa Torres é quem preside o inquérito, que tem 30 dias para apurar as denúncias, podendo ser prorrogado pelo mesmo período se houver necessidade de maior investigação do caso. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o inquérito foi instaurado esta semana e a delegada está em fase de ouvir os depoimentos de alguns policiais. Porém, não foram informados nomes nem quantos são os acusados.

A Sead informou ao DIÁRIO que não recebeu nenhuma comunicação de denúncia de fraude no concurso 2013 da Polícia Civil do Pará. Disse que o concurso seguirá o cronograma normalmente e que a expectativa da administração estadual é que, até o final deste ano, o processo de formação dos novos policiais seja concluído.

VAGAS

O concurso da Polícia Civil oferta 670 vagas, das quais 150 são para cargos de delegado de polícia, 250 pra investigador, 250 para escrivão e 20 vagas para papiloscopista. Foram inscritas mais de 23 mil pessoas e as provas foram realizadas em seis municípios do Estado do Pará. Um total de 9.490 candidatos se submeteram à primeira etapa das provas.

Ontem, a ouvidora geral da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PA), que também preside a Comissão de Atividades Policiais da entidade, Ivanilda Pontes; o vice-presidente da comissão Agnaldo Corrêa; juntamente com o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Pará (Sindpol), Rubens Leite, se reuniram com a delegada que preside o inquérito, após acompanharem os depoimentos realizados pela manhã.

Eles informaram que a delegada está apurando vazamento da prova, mas que tudo leva a crer até agora que não passou de boatos. “Ainda não há nada confirmado”, sustenta Rubens.A advogada informou que os policiais civis a procuraram na OAB anteontem, requerendo acompanhamento do caso na corregedoria de Polícia Civil. “Está parecendo que não passa de boatos. Mas precisa ser investigado e vamos continuar acompanhando. Mas até agora não tem nenhum indício de nada que possa gerar indiciamento de alguém”, afirma Pontes.

Original em: http://www.diariodopara.com.br/

GD Star Rating
loading...

Inscrições da Polícia Federal encerram nesta segunda (03 de junho)

Na próxima segunda-feira (03 de junho) a Polícia Federal (PF) encerrará as inscrições para preenchimento de 600 vagas destinadas aos cargos de Delegado (150), Perito Criminal (100) e Escrivão (350), iniciadas em 17 de maio. Os atrativos salários variam de R$ 7 mil a mais de R$ 14 mil. A aplicação das provas está prevista para 21 de julho. As inscrições podem ser feitas no site do Cespe www.cespe.unb.br. O concurso que havia sido suspenso em agosto de 2012, sofreu as devidas retificações em seu edital.
Os candidatos já inscritos no período de 18 de junho a 9 de julho de 2012 que desejarem alterar sua inscrição, no que diz respeito à cidade de realização de provas e/ou à concorrência como candidato com deficiência, poderão efetuar a alteração por meio do endereço eletrônico. Os candidatos já inscritos que não efetuaram o pagamento e que desejam permanecer inscritos no certame deverão efetuá-lo até o dia 18 de junho de 2013.
Para o cargo de Delegado Federal as 150 vagas constam como vantagens da função o salário de R$ 13.368,68 mensal e a jornada de trabalho de 40h semanais. Entre as atividades a serem desenvolvidas pelos contratados estão a instauração de procedimentos de investigação, orientação e comando; supervisão e execução de missões de caráter sigiloso; participação na execução de medidas de segurança orgânica, entre outras. O valor da inscrição é de R$ 150.
O cargo de Perito Criminal Federal (100) terá lotação, preferencialmente, nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia e Roraima e em unidades de fronteira. A remuneração para o cargo será de R$ 1.4037,11 para jornada de trabalho de 40h semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva. O valor da inscrição é de R$ 150.
Na função de Escrivão a remuneração será de R$ 7.514,33 em jornadas de 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva para dar cumprimento às formalidades processuais, lavrar termos, autos e mandados, à ultimação e à remessa de procedimentos policiais de investigação, acompanhar a autoridade policial, sempre que determinado, em diligências policiais, entre outras. A inscrição é de R$ 125.
 
Preparação
A preparação dos candidatos ocorre há algum tempo, em vistas destes já estarem em ritmo acelerado nos estud\os, antes mesmo da suspensão do certame. Segundo a diretor Geral do Curso Preparatório LFG (Anhanguera) em Mato Grosso, Rodolfo Maranhão, a procura por cursos direcionados aos cargos teve início no final de 2011. “Contudo, grande parte dos candidatos já iniciou a preparação há mais de um ano, com uma rotina diária de estudos”.
Para os concursos da Polícia Federal 2012 as aulas no LFG iniciaram em janeiro. Mas em 25 de maio tem início ao curso Reta Final, onde os candidatos possuem conteúdos programáticos que possibilitam a eles uma revisão geral das disciplinas comuns e específicas para os cargos escolhidos.
Apesar da frustação por conta da suspensão do certame em 2012, os candidatos garantem que o lapso de quase um ano para a efetivação do certame proporcionou um maior preparo.
“Houve certa ansiedade, em razão da suspensão ano passado, contudo me sinto mais preparado para garantir uma vaga para Delegado, este ano. Afinal, reforcei muito mais meus estudos, avançando em meu preparo”, confessou o consurseiro Alison Andrade.
 
Original em: http://www.cenariomt.com.br ( Da Assessoria/Sandrine Gahyva)
GD Star Rating
loading...

Perito criminal de MS vai receber 35 Uferms por laudo pericial concluído

A Lei Estadual nº 4.353, de 27 de maio de 2013, publicada no diário oficial desta terça-feira (28), altera um dispositivo da Lei nº 3.138, de 20 de dezembro de 2005, que dispõe sobre o credenciamento de peritos para atuar nos feitos criminais.
Com a alteração, o artigo 5º da Lei informa que o perito nomeado, perceberá, a título de retribuição pecuniária pela prestação do serviço, 35 Uferms por laudo pericial concluído.Para os meses de maio e junho de 2013, a Uferms está cotada em R$ 17,71. Assim, cada laudo pericial concluído será remunerado em R$ 619,85.
A Lei entra em vigor na data de sua publicação. A assinatura foi feita no dia 27 de maio de 2013, pelo governador André Puccinelli (PMDB).

Fonte: Lúcio Borges
Original em: http://www.acritica.net/

GD Star Rating
loading...

Polícia Civil de São Paulo vai convocar mais 62 papiloscopistas

A Polícia Civil de São Paulo incluiu mais 62 vagas no concurso que, inicialmente, oferecia 103 oportunidades de papiloscopista. Agora, subiu para 165 o número de profissionais de nível médio, com CNH categoria “B” e prática de digitação que serão chamados para tomar posse na carreira. Do total de postos disponíveis, 5% serão destinadas a pessoas com deficiência.

A decisão foi divulgada no Diário Oficial de São Paulo. As provas aconteceram nos municípios de Bauru, Campinas, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo e Sorocaba.

Os aprovados ingressam com vencimentos de R$ 3.585,96 ou de R$ 3.780,96. Os valores incluem o salário base de R$ 2.068,36; o adicional de local de exercício (ALE), que é de R$ 780 em cidades com menos de 500 mil habitantes ou de R$ 975 onde há mais de 500 mil moradores; o auxílio-alimentação de R$ 240; e o adicional de insalubridade de R$ 497,60 (pago somente depois do curso de formação).

Oficial administrativo

A mesma publicação também informa que foram incluídas mais 20 vagas de oficial administrativo na Superintendência de Polícia Técnico-Científica, mediante aproveitamento de remanescentes de outros concursos realizados.

Original em: http://www.atribuna.com.br/

GD Star Rating
loading...