Rondônia: Governo investe R$100 milhões em Segurança Pública

Serão investidos R$50 milhões na construção de unidades de segurança e outros R$50 milhões em demais construções como os Institutos de Criminalística e de DNA.

Serão investidos R$50 milhões na construção de unidades de segurança e outros R$50 milhões em demais construções como os Institutos de Criminalística e de DNA, que estão sendo construídos em Ji-Paraná e os sub-grupamentos de Bombeiros em Ji-Paraná e Rolim de Moura, bem como a reforma de prédios e adequação de delegacias. 

As unidades integradas de segurança pública fazem parte dos planos nacional e estadual de Segurança Pública que têm a integração como elemento-chave. A finalidade é integrar as polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros numa relação de proximidade com a comunidade, a fim de combater a criminalidade. A intenção é também a de ampliar a gestão compartilhada com os conselhos municipais de Segurança e o Policiamento Comunitário.

O funcionamento das unidades integradas de segurança já é uma realidade em estados como Mato Grosso do Sul e Pernambuco e vem obtendo resultados significativos no combate ao crime, uma vez que a gestão integrada transmite segurança e credibilidade à população.

Em Rondônia, já foram inauguradas unidades de segurança nos municípios de Vilhena e São Francisco. No ano passado, foi inaugurada uma Unisp na Capital, que fica localizada na Avenida Amazonas, esquina com Avenida Guaporé e que atende os bairros Lagoa, Três Marias, Lagoinha, Tiradentes, Agenor de Carvalho, Cuniã, Igarapé e Aponiã. O local conta ainda com um auditório para a realização de palestras educativas, reciclagem, instrução dos policiais e para a conscientização da comunidade. Além dessa, a Capital vai receber mais quatro unidades de segurança nas regiões Leste, Norte, Sul e Centro.

De acordo com a Superintendência de Licitações (Supel), já foram concluídos os processos licitatórios de mais treze unidades de segurança, que vão contemplar os municípios de Vilhena, Ji-Paraná, Machadinho, Ouro Preto, Espigão do Oeste, Rolim de Moura, Buritis, Jaru, Alvorada do Oeste, Nova Brasilândia e Porto Velho – Leste, Sul e Centro. Outras cinco unidades encontram-se em fase procedimento licitatório, como a de Ariquemes; Colorado, Cujubim e Porto Velho Norte. Todas essas unidades deverão trazer resultados ainda mais rápidos e eficientes ao trabalho realizado pela polícia e segurança para a população.

Nesta semana, a Supel publicou o edital de licitação para a contratação de empresa para a construção da unidade de segurança de Nova Mamoré. A construção atenderá a uma área de 678 m² e o valor estimado da obra será em torno dos R$1,7 milhões. A licitação será realizada no dia 17 de fevereiro, na Sala de Abertura de Licitações, da Supel, localizada no Palácio Rio Madeira.

Original em: http://www.onortao.com.br por DECOM
 

Leave a Reply