Seis meses após suspender divulgação de dados do IML, Secretaria da Segurança volta publicar números

No 1º semestre, houve saldo negativo entre exames necroscópicos realizados e laudos emitidos

A Secretaria de Estado da Segurança Pública voltou a divulgar, nesta quinta-feira (29), dados referentes a exames realizados e laudos expedidos pelo IML (Instituto Médico-Legal) e pelo IC (Instituto de Criminalística).

No início do ano, após o secretário Alexandre de Moraes assumir a pasta, a publicação dos números, que era feita trimestralmente havia dez anos, tinha sido suspensa.

No período em que os dados foram omitidos, o IML registrou números negativos em relação aos exames necroscópicos (realizados em vítimas de morte violenta), que só agora, após a produção do órgão aumentar, foram tornados públicos.

Até o fim do segundo trimestre, o IML havia realizado 17.118 exames necroscópicos em 2015 e emitido um total de 14.361 laudos (referentes tanto a exames realizados neste ano como em anos anteriores).

O déficit era de 2.757 documentos.

Os laudos necroscópicos são considerados provas técnicas, que podem ajudar a Polícia Civil a identificar o autor de um assassinato ou a definir como “homicídio” uma morte inicialmente classificada como “suicídio”.

Em julho, após questionar o sumiço dos números nas estatísticas do 1º e 2º trimestre de 2015, o R7 foi informado que a Polícia Técnico-Científica estava com dificuldades de remeter os dados, mas que eles seriam divulgados assim que possível.

Os números só foram publicados agora, após a reportagem questionar novamente a pasta, juntamente com os dados do terceiro trimestre, quando, pela primeira vez em 2015, o departamento conseguiu emitir um número de laudos superior ao total de exames realizados.

De julho a setembro, foram expedidos 10.180 documentos e realizados 8.701 exames.

Exames clínicos e perícias

Outros dados que vinham sendo omitidos pela secretaria apontam que tanto o IML como o IC haviam registrado números negativos no primeiro trimestre, mas melhoraram a produção a partir de abril.

Em relação a exames clínicos (como os de lesão corporal e toxicológico) e demais análises, o IML teve saldo negativo de 11.405 laudos entre janeiro e março (115.643 exames realizados e 104.238 pareceres expedidos), mas apresentou melhora entre abril e junho, com saldo positivo de 8.922 laudos (116.757 exames realizados e 125.679 pareceres expedidos) e manteve o ritmo de julho a setembro, com saldo positivo de 21.474 laudos (117.944 exames realizados e 139.429 pareceres expedidos).

O mesmo ocorreu com a produção do Instituto de Criminalística. Após um saldo negativo de 15.149 laudos no primeiro trimestre (151.622 perícias realizadas e 136.473 pareceres expedidos), recuperou a produção no segundo trimestre, apresentando saldo positivo de 46.449 laudos (160.872 perícias realizadas e 207.321 pareceres expedidos) e manteve o resultado positivo no terceiro trimestre, com saldo positivo de 21.269 laudos (159.450 perícias realizadas e 180.719 pareceres expedidos).

Análise da metodologia

Questionada pelo R7 sobre a omissão dos dados durante a atual gestão, a secretaria afirmou que “a responsabilidade pelo fornecimento das informações necessárias à publicação trimestral de laudos médicos e periciais é da Superintendência da Polícia Técnico-Científica, que informou à CAP/SSP (Coordenadoria de Análise de Planejamento), em 30 de janeiro de 2015, que suspenderia o envio dos dados para análise da metodologia anterior e eventual apresentação de novos itens.”

De acordo com a pasta, “tanto para a publicação dos dados do 1º trimestre quanto do 2º trimestre, o responsável pela Assistência Técnica da SPTC solicitou novo prazo para a finalização dos estudos que possibilitassem uma classificação mais detalhada na produtividade”.

O órgão afirmou ainda que a nova classificação e os dados haviam sido enviados para publicação no 3º trimestre. “Importante ressaltar que, diferentemente de outros dados, a legislação (Lei nº 9.155/95 e Resolução SSP nº 161/01) não exige a publicação trimestral dos dados da SPTC.”

A metodologia na divulgação dos dados, porém, pouco mudou em relação ao quarto trimestre de 2014. Apenas os itens relativos a “exames clínicos laboratoriais” do IML foram desmembrados em “exames clínicos laboratoriais” e “exames outros realizados”.

Déficit de ao menos 650 mil laudos

Em junho do ano passado, reportagem de Lumi Zúnica, da TV Record, especial para o R7, apontou que a Superintendência da Polícia Técnico-Científica, da qual o IML e o IC fazem parte,  devia quase 2 milhões de laudos.

Na época, a superintendente da Polícia Técnico-Científica, Norma Bonaccorso, afirmou que o déficit era menor do que o calculado pela reportagem, mas admitiu atraso em aproximadamente 650 mil laudos.

Ainda no ano passado, a Secretaria de Estado da Segurança Pública contratou cerca de 200 legistas e 500 peritos.

Por: Alvaro Magalhães, do R7

Original em: http://noticias.r7.com

GD Star Rating
loading...

Búzios recebe XXIII Congresso Nacional de Criminalística

Búzios vai sediar uma oportunidade ímpar aos profissionais da área de conhecerem o que há de mais moderno no campo de criminalístico, no próximo mês. Entre os dias 8 e 12 de novembro, a cidade vai receber o XXIII Congresso Nacional de Criminalística, o VI Congresso Internacional de Pericial Criminal e o IV Congresso Militar de Criminalística.

O evento contará com mais de 50 palestrantes. Entre eles peritos oficiais estaduais, federais e militares, além de pesquisadores das mais renomadas universidades mundiais. O congresso tem como objetivo possibilitar o intercâmbio entre os peritos para atualizar toda a técnica criminalística e lançar propostas.

Durante o evento, haverá a XXIII Exposição de Tecnologias Aplicadas à Criminalística com a apresentação das inovações voltadas para a solução de crimes.

O evento acontecerá no Hotel Atlântico Búzios, localizado na Estrada da Usina, no Morro do Humaitá. Os interessados devem se inscrever através do site: http://criminalistica2015.com.br/inscreva-se.

As inscrições podem ser realizadas até a véspera do evento, no dia sete de novembro.

Original em: http://g1.globo.com

GD Star Rating
loading...

Notícia da Manhã lista concursos; destaque para área de segurança

O Notícia da Manhã, desta quinta(29), destacou vários concursos públicos, a maioria na área de segurança. O concurso da Polícia Federal, que não deve entrar nos cortes do Governo, é um deles.

A PF abrirá 558 vagas para os cargos de delegado e perito. O concurso exige dos concorrentes graduação em Direito e três anos de exercício de atividade jurídica ou policial. Para Perito será necessário ter nível superior em áreas específicas. A remuneração inicial, nos dois cargos, é de R$ 16.830,85.

Já a Polícia Civil do Pará já tem organizadora definida para o seu concurso, será a Fundação Carlos Augusto Bitencourt (Funcab). Serão 650 vagas disponbilizadas para os cargos de delegado, investigador, escrivão e papiloscopista. A remuneração é de até R$ 11,5 mil.

E as polícias militar do Pará e do Pernambuco também farão concurso. O certame do Pará, já autorizado, vai ofertar 2.194 vagas, para nível médio e superior. Serão 2 mil vagas para soldado, com salário de R$ 2.461,60, e 194 vagas para oficial, com vencimento de R$ 5.489,43.

Em Pernambuco, o concurso da PM, também autorizado, aguarda definição da organizadora e abrirá 1.500 vagas para soldado, com salário de R$ 3.066,28. O edital deve ser publicado até dezembro de 2015.

Para outras áreas foi divulgado o concurso da Secretaria de Educação do Maranhão, que deve oferecer 1.230 vagas de nível superior para o cargo de professor classe A, com remuneração de até R$ 2,3 mil. A organizadora será a Fundação Sousândrade de Apoio ao Desenvolvimento, ligada a UFMA. A taxa de inscrição é R$ 56,20 e o edital deve sair em novembro de 2015.

E o Tribunal Regional do Trabalho – 8ª região vai promover concurso para os estados do Pará e Amapá. A organização será do Cespe/UnB. Serão 31 vagas mais cadastro de reserva para os cargos de Analista Judiciário e Técnico Judiciário, nível médio e superior, com remuneração inicial de até R$ 9.573,84. O edital deve sair até dezembro de 2015.

Veja mais detalhes sobre os concursos e ainda o cronograma do Governo do Estado do Piauí para convocar os aprovados em concursos a partir de 2016!

Por: Marcelo Lopes

marcelolopes@cidadeverde.com

Original em: http://cidadeverde.com

GD Star Rating
loading...

Confira o resultado da prova objetiva para o concurso da Polícia Civil

O governo do Estado, por meio das secretarias de Gestão Administrativa e de Polícia Civil, torna público o resultado final da prova objetiva e lista dos candidatos que terão a prova discursiva corrigida do concurso público para perito criminal e perito médico legista.

A lista com o nome dos candidatos encontra-se na seguinte ordem: cargo, município, número da inscrição, nome do candidato em ordem alfabética e nota final da prova objetiva.

As respostas aos pedidos de recurso contra a prova objetiva e padrão de resposta (chave de correção) da prova discursiva também podem ser consultadas no site www.funab.org.

Confira o edital

Por: Maria Meirelles

Original em: http://www.agencia.ac.gov.br

GD Star Rating
loading...