Arquivo

abril 2017
S T Q Q S S D
« maio   set »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Profissão do Futuro: Como ser um Perito Digital?

Assuntos relacionados a investigações, fraudes bancárias, golpes virtuais e invasões de computadores são cada vez mais frequentes, tanto na internet como nos jornais e noticiários. Sendo assim, a procura por peritos que saibam rastrear crimes cibernéticos se torna cada vez maior. Essas demandas vêm de setores governamentais, policiais, grandes corporações e consultorias independentes.

Uma das especializações da carreira forense é a Computação Forense e Perícia Digital, que consiste basicamente no uso de métodos científicos para a preservação, coleta, validação, identificação, análise, interpretação, documentação e apresentação de evidência digital com validade probatória em juízo.

O especialista forense computacional é o responsável, entre outras ações, por rastrear um criminoso virtual. Durante a investigação policial, é imprescindível que o profissional tenha conhecimento de como a informação trafega, identificar o problema na raiz, ou seja, fazer o caminho contrário e descobrir de onde veio a mensagem.

Analisar imagens e informações de celulares e computadores é parte da atuação do perito digital. Este tipo de profissional é requisitado nos mais variados segmentos digitais, pois, as invasões e abusos se concentram nestas ferramentas, afirma o coordenador e professor do curso de pós-graduação em Perícia Criminal e Ciências Forenses do Instituto de Pós-Graduação e Graduação (IPOG), Walber Pinheiro.

A formação

O conhecimento avançado em tecnologia da informação, preferencialmente em redes sociais, sistemas operacionais e aplicações, são alguns dos requisitos necessários para ser um ótimo profissional forense da computação. Não basta ter somente conhecimentos técnicos, é preciso entender também um pouco de questões jurídicas, sobre comportamento e os processos da investigação criminal.

O Salário

Walber explica que é complicado estimar a média salarial, pois há vários campos de inserção do profissional de carreira forense com salários bem distintos a depender do cargo (perito federal, perito estadual, perito judicial, perito particular, entre outros). “Por exemplo, um perito federal, no início de carreira, tem vencimento mensal de aproximadamente R$ 20.000,00, já um perito particular pode ganhar em um único caso pericial os mesmos R$ 20.000,00, ” afirma.

Mercado de Trabalho

O Mercado de trabalho para essa área é promissor. O especialista afirma que há muitas vagas a serem preenchidas em diversos campos. De acordo com a Associação Brasileira de Criminalística (ABC), a perícia criminal estadual trabalha hoje com um déficit de pessoal estimado em 30 mil peritos.

Ainda segundo a ABC, o Brasil tem hoje cerca de 6,5 mil peritos nos Institutos Estaduais de Perícia Criminal. Um estudo da associação, com base em recomendação das Nações Unidas, mostra que o Brasil precisaria ter, segundo sua população, 38 mil peritos, pois a recomendação é um mínimo de um perito para cada cinco mil habitantes. Seria necessário quintuplicar o número de peritos no país.
Características do Perito Digital

Para ter sucesso, o perito deve ter o perfil metódico, organizado, com boa memória, autodidata, saber escrever e redigir documentos, ter inglês e espanhol em nível avançado tanto para ler, escrever ou falar, além de ser honesto e com muita curiosidade.

Original em: http://diariodegoias.com.br

GD Star Rating
loading...

Publicados editais de concurso do IGP para mais de 100 vagas no RS

Cargos são de perito criminal, perito médico-legista e técnico em perícias. Inscrições começam nesta quinta-feira (20) e vão até 11 de maio.

Laboratório de perícias do IGP (Foto: Divulgação/IGP)

Os editais do concurso público do Instituto Geral de Perícias (IGP) foram publicados no Diário Oficial do Estado nesta quarta-feira (19). São 106 vagas para os cargos de perito criminal, perito médico-legista e técnico em perícias. As inscrições começam nesta quinta (20) e seguem até 11 de maio, pela internet.

As provas objetivas para todos os cargos ocorrerão no dia 9 de julho, em locais que ainda serão informados.

No primeiro edital constam 35 vagas para o cargo de perito criminal com atuação em em diversas áreas, sendo quatro vagas para computação forense, nove para engenharia civil, nove para engenharia mecânica, três para engenharia elétrica, três para química/engenharia química, quatro parta biomedicina/farmácia/biologia, e três para a área de psicologia. O salário do cargo é de R$ 9.556,78 por jornada de trabalho de 40 horas semanais, somando o vencimento básico de R$ 5.309,32 e a gratificação de risco (80%) de R$ 4.247,46. Já o segundo edital é direcionado para carreiras de técnico em perícias, cargo de nível médio, e perito médico-legista, de nível superior. Para perito médico são 35 vagas, distribuídas entre as áreas de médico-legista (29 vagas), médico-legista – patologista (três vagas) e médico-legista – psiquiatra (três vagas). O salário também é de R$ 9.556,78 por carga horária semanal de 40 horas. Na carreira de nível médio, são 21 vagas para técnico em perícias e 15 vagas para técnico em perícias, técnico em radiologia, que exige ainda curso técnico na área. A remuneração será de R$ 3.053,81, composta de vencimento básico de R$ 1.696,56 e a gratificação de risco de R$ 1.357,25.

Original em: http://g1.globo.com/

GD Star Rating
loading...