Prefeitura de Solonópole – CE abre Concurso Público com 144 vagas

Prefeitura de Solonópole - CE abre Concurso Público com 144 vagas

Válido pelo período de dois anos, o novo Concurso Público da Prefeitura Municipal de Solonópole, no Estado do Ceará, visa à contratação de novos profissionais de todos os níveis de escolaridade e já está com inscrições abertas.

Com jornadas de trabalho entre 20 a 40 horas e remunerações mensais que variam de R$ 937,00 a 5.777,00, as 144 chances ofertadas neste certame estão abaixo descriminadas a partir da escolaridade exigida para a investidura nos cargos:

  • Nível Fundamental: Auxiliar de Serviços Gerais (10), Eletricista (1), Gari (10), Motorista I (3), Motorista II (10), Operador de Máquinas Pesadas – Motoniveladora (2), Operador de Máquinas Pesadas – Pá Mecânica (2), Operador de Máquinas Pesadas – Retroescavadeira (2) e Operador de Trator (2);
  • Nível Médio/ Técnico: Agente Administrativo (11), Agente Fiscal (2), Agente Municipal de Trânsito (2), Auxiliar de Laboratório (1), Maestro (1), Secretário Escolar (5), Técnico Agrícola (2), Técnico Ambiental (1), Técnico em Agroindústria (1), Técnico em Enfermagem (15) e Técnico em Informática (2);
  • Nível Superior: Analista em Gestão Previdenciária (1), Assistente Social (4), Auditor de Controle Interno (1), Bibliotecário (1), Cirurgião Dentista (5), Educador Físico (4), Enfermeiro – PSF (1), Enfermeiro Plantonista (1), Farmacêutico (2), Farmacêutico Bioquímico (1), Fisioterapeuta (3), Fonoaudiólogo (1), Médico – PSF (2), Médico Perito (1), Nutricionista (2), Professor de Ensino Básico II nas áreas de: Educação Física (2), LIBRAS (2) e Língua Inglesa (2); Psicólogo (5), Psicopedagogo (3) e Veterinário (1).

Dentro do total de oportunidades disponíveis, há aquelas que são exclusivas para participantes que se enquadram nos itens especificados no edital completo deste Concurso Público, que já pode ser acessado em nosso site, na integra.

Os interessados poderão garantir participação até o dia 9 de fevereiro de 2018, exclusivamente via internet, por meio do site www.concursos.promunicipio.com. As taxas de inscrição cobradas têm variam que vão de R$ 60,00 a R$ 150,00.

Como forme de avaliar os concorrentes, haverá aplicação de Provas Escrita e de Títulos e Curso de Inicial de Capacitação, de acordo com a função escolhida. A realização das Provas Escrita está prevista para o dia 4 de março de 2018.

Por: Gabriel Rabello Lanza

Original: https://www.pciconcursos.com.br

GD Star Rating
loading...

Perícia do AM recebe equipamentos para fortalecer investigações de crimes ambientais

A perícia ambiental consiste na materialização do delito ambiental, com registros periciais que comprovem a ação do crime por meio de laudos- foto: divulgação/SSP

O setor de Perícias Ambientais do Instituto de Criminalística do Amazonas está recebendo novos equipamentos para atuação em crimes como tráfico de animais silvestres, pesca predatória e extração e transporte ilegal de madeira. No ano passado, o Departamento de Perícia Técnico-Científica (DPTC), da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), fez cerca de 300 laudos de ocorrências sobre crimes contra o meio ambiente no Estado, auxiliando as investigações que levam a Justiça a penalizar criminosos.

Em janeiro deste ano, novos equipamentos começaram a ser incorporados ao patrimônio da perícia estadual. Eles são frutos de doações da Vara Especializada do Meio Ambiente (Vema/TJAM), revertido de multas e penalidades aplicadas em ações de crimes ambientais. São instrumentos como o estilete profissional retrátil para corte e análise microscópica de madeira, o microscópio digital para identificação de espécies de árvores encontradas em áreas desmatadas e o software de manipulação de dados GPS para calcular o tamanho da área desmatada ou contaminada por reagentes.

Perícia ambiental

De acordo com o diretor do DPTC, Jefferson Mendes, a perícia ambiental consiste na materialização do delito ambiental, com registros periciais que comprovem a ação do crime por meio de laudos. A coleta desses materiais varia conforme o crime. No caso de poluição de rios, por exemplo, os peritos colhem amostra da água para análise dos níveis de poluição.

Tecnologia

Estão no pacote que começa a ser incorporado ao DPTC, softwares, decibelímetro para avaliar poluição sonora, e um Drone para auxílio nas análises de áreas degradadas por invasões, o que dará maior segurança ao trabalho dos peritos. Na área ambiental, as equipes do DPTC trabalham em esquema de plantão atendendo as demandas da Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente (DEMA) e as apreensões realizadas pelo Batalhão Ambiental da Polícia Militar.

Balanço Batalhão Ambiental

O Comando de Policiamento Ambiental da Polícia Militar registrou 24 flagrantes, 76 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO), apreendeu embarcações, madeiras e resgatou 177 animais silvestres no ano passado. Os dados constam do balanço de produtividade de 2017, apresentado pela PMAM na semana passada.

Conforme os números, o Comando Ambiental da PMAM apreendeu 27,8 metros cúbicos de carvão vegetal, 878,6 metros cúbicos de madeira ilegal, 20,864 quilos de pescado, 218 quilos de carne de caça e 1662 quelônios. Em decorrência das fiscalizações, 131 veículos e 29 embarcações foram apreendidos.

Original em: https://manausalerta.com.br

GD Star Rating
loading...