Concursos do Governo Federal devem abrir 8.991 vagas até novembro

Polícia federal

PF irá abrir oportunidades para nível superior para Agente (180 vagas), Delegado (150), Escrivão (80), Perito (60) e Papiloscopista (3) ( Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil )

Os editais dos concursos públicos para a Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Ipham) devem ser publicados nos próximos meses, atendendo a tramitação em regime de urgência no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPOG).

A seleção para a Polícia Federal é que está mais perto de sair. Quase 40 dias após ter autorização do Governo Federal, o certame para 500 vagas em cinco cargos deve ter edital publicado até junho. Se o prazo for comprido, a primeira fase com provas objetivas deverá ocorrer até setembro.

O processo para seleção da banca organizadora já foi iniciado e 16 empresas disputam a coordenação do concurso, que irá abrir oportunidades para nível superior para Agente (180 vagas), Delegado (150), Escrivão (80), Perito (60) e Papiloscopista (3).

Os rendimentos iniciais são de R$ 11,9 mil, devendo chegar em R$ 12.522,50 em 2019.

PRF: edital para 500 oportunidades deve sair até outubro

Conjuntamente com a PF, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) conquistou autorização para liberação de edital para 500 vagas. Sem a mesma urgência, a PRF estima que a empresa organizadora seja definida até julho, podendo o edital ser lançado até outubro.

O cargo de policial rodoviário federal exige nível superior, em qualquer área de formação, e – no mínimo – Carteira Nacional de Habilitação categoria “B”.

A remuneração inicial é de R$ 9.043,58. As vagas devem ser distribuídas, preferencialmente, para os estados do Acre, Amapá, Pará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Avançam chances para o concurso do INSS este ano

Quem já está estudando desde o ano passado aguardando a autorização do processo seletivo para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pode comemorar. Dentro das células do Ministério do Planejamento (MP), responsável por analisar, julgar e publicar portaria de abertura de um concurso, houve pedido de urgência, após a carência de servidores no órgão receber nota técnica “6”.

O documento dá base ao pedido formalizado em julho do ano passado, que cita a grave necessidade nas agências do INSS no País com déficit de pessoal.

O pedido protocolado aponta necessidade de reposição de 7.580 vagas distribuídas em Técnico do Seguro Social (nível médio; 3.941), Analista em várias formações de  nível Superior (1.493) e Perito Médico (2.146).

Iphan: edital autorizado para 411 vagas

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) ganhará 411 novos servidores públicos, após autorização na última quinta (3), do Ministério do Planejamento. De acordo com a Portaria nº 108, o certame será realizado para a seleção de 104 Analistas, 176 Técnicos e 131 Auxiliares Institucionais.

Os provimentos dos cargos de Analista e Técnico estão previstos para este ano. Já o ingresso no serviço público para os cargos de Auxiliar Institucional I está previsto para 2019 e condicionado ao orçamento do período.

A responsabilidade pela realização do concurso público será do Ministério da Cultura (Minc), que tem o prazo de seis meses para a publicação do edital.

Original em: http://diariodonordeste.verdesmares.com.br

Leave a Reply