Concursos do Governo Federal devem abrir 8.991 vagas até novembro

Polícia federal

PF irá abrir oportunidades para nível superior para Agente (180 vagas), Delegado (150), Escrivão (80), Perito (60) e Papiloscopista (3) ( Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil )

Os editais dos concursos públicos para a Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Ipham) devem ser publicados nos próximos meses, atendendo a tramitação em regime de urgência no Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPOG).

A seleção para a Polícia Federal é que está mais perto de sair. Quase 40 dias após ter autorização do Governo Federal, o certame para 500 vagas em cinco cargos deve ter edital publicado até junho. Se o prazo for comprido, a primeira fase com provas objetivas deverá ocorrer até setembro.

O processo para seleção da banca organizadora já foi iniciado e 16 empresas disputam a coordenação do concurso, que irá abrir oportunidades para nível superior para Agente (180 vagas), Delegado (150), Escrivão (80), Perito (60) e Papiloscopista (3).

Os rendimentos iniciais são de R$ 11,9 mil, devendo chegar em R$ 12.522,50 em 2019.

PRF: edital para 500 oportunidades deve sair até outubro

Conjuntamente com a PF, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) conquistou autorização para liberação de edital para 500 vagas. Sem a mesma urgência, a PRF estima que a empresa organizadora seja definida até julho, podendo o edital ser lançado até outubro.

O cargo de policial rodoviário federal exige nível superior, em qualquer área de formação, e – no mínimo – Carteira Nacional de Habilitação categoria “B”.

A remuneração inicial é de R$ 9.043,58. As vagas devem ser distribuídas, preferencialmente, para os estados do Acre, Amapá, Pará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Avançam chances para o concurso do INSS este ano

Quem já está estudando desde o ano passado aguardando a autorização do processo seletivo para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pode comemorar. Dentro das células do Ministério do Planejamento (MP), responsável por analisar, julgar e publicar portaria de abertura de um concurso, houve pedido de urgência, após a carência de servidores no órgão receber nota técnica “6”.

O documento dá base ao pedido formalizado em julho do ano passado, que cita a grave necessidade nas agências do INSS no País com déficit de pessoal.

O pedido protocolado aponta necessidade de reposição de 7.580 vagas distribuídas em Técnico do Seguro Social (nível médio; 3.941), Analista em várias formações de  nível Superior (1.493) e Perito Médico (2.146).

Iphan: edital autorizado para 411 vagas

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) ganhará 411 novos servidores públicos, após autorização na última quinta (3), do Ministério do Planejamento. De acordo com a Portaria nº 108, o certame será realizado para a seleção de 104 Analistas, 176 Técnicos e 131 Auxiliares Institucionais.

Os provimentos dos cargos de Analista e Técnico estão previstos para este ano. Já o ingresso no serviço público para os cargos de Auxiliar Institucional I está previsto para 2019 e condicionado ao orçamento do período.

A responsabilidade pela realização do concurso público será do Ministério da Cultura (Minc), que tem o prazo de seis meses para a publicação do edital.

Original em: http://diariodonordeste.verdesmares.com.br

GD Star Rating
loading...

Polícia Científica – PR retifica Concurso Público de nível médio e superior

Polícia Científica - PR retifica Concurso Público de nível médio e superior

A Polícia Científica do Estado do Paraná, divulgou nesta terça-feira, 10, no Diário Oficial do Estado, a retificação do Concurso Público organizado pelo Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação – IBFC

O cargo de Auxiliar de Perícia teve ampliação no quantitativo de vagas, passando agora para sete oportunidades. Em nosso site você tem acesso aos editais completos e pode obter mais informações.

Este Concurso Público tem como objetivo contratar profissionais para as funções de Médico Legista (31), Odontolegista (1), Químico Legal (1), Toxicologista (1), Perito Criminal (13); Auxiliar de Necropsia (6) e Auxiliar de Perícia (1).

Com jornada de trabalho variável de 20h a 40h semanais, os novos servidores vão fazer jus à remuneração entre R$ 3.163,35 a R$ 9.264,57.

Os pedidos de participação foram recebidos até o dia 1 de março de 2017, no endereço eletrônico do IBFC (www.ibfc.org.br).

Quanto à classificação dos inscritos, houve aplicação de Prova Objetiva e Discursiva de caráter eliminatório e classificatório, composta por questões de Língua Portuguesa, Informática, Legislação e Conhecimentos Específicos, Avaliação de Títulos de caráter classificatório e Avaliação Psicológica de caráter eliminatório.

Dentre os locais de atuação mencionados no edital de abertura, constam as Regiões de Curitiba, Apucarana, Campo Mourão, Cascavel, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Guarapuava, Ivaiporã, Jacarezinho, Londrina, Maringá, Paranaguá, Paranavaí, Pato Branco, Ponta Grossa, Toledo, Umuarama, e União da Vitória.

Este certame terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período, a critério da SESP – PR.

Por: Karina Felício

Original em:https://www.pciconcursos.com.br

GD Star Rating
loading...

Aberto concurso de peritos para agência de gestão de fogos Cerca de 30 pessoas vão ser recrutadas até 16 de abril.

Cerca de 30 peritos vão ser recrutados até 16 de abril para integrar a Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF), após um concurso de seleção já em curso, começando neste verão a trabalhar na comissão instaladora. Em declarações à agência Lusa, o presidente da estrutura de missão à qual compete criar a AGIF, Tiago Oliveira, explicou esta terça-feira que a “máquina da agência” está a ser preparada com este primeiro passo que é a abertura de concurso para uma bolsa de peritos, de cerca de 30 pessoas, distribuídas por oito regiões de todo o país. A AGIF, que “só funcionará em 2019” (até lá o trabalho será desenvolvido pela comissão instaladora), vai ter como competências “a análise integrada, o planeamento e a coordenação estratégica do Sistema de Gestão Integrada de Fogos Rurais (SGIFR), incluindo o apoio qualificado à intervenção em eventos de elevado risco”. Irá garantir a articulação das entidades que compõem o SGIFR, designadamente a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), a Guarda Nacional Republicana (GNR) e o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). De acordo com Tiago Oliveira, embora a AGIF “só comece a trabalhar formalmente em 2019”, os peritos selecionados – “com forte formação na dimensão da gestão do fogo quer na prevenção, quer na supressão de incêndios” – vão apoiar “já no verão deste ano a decisão estratégica e operacional junto da ANPC e junto do ICNF”. Os interessados em fazer parte da bolsa de peritos podem aceder ao concurso através do ‘site’ da Presidência do Conselho de Ministros, além do Portal do Governo e da Bolsa de Emprego Público. Segundo o responsável, os contratos vão ser comissões de serviço com duração até três anos e os peritos, depois de selecionados, vão trabalhar no planeamento das operações, na parte da prevenção, “apoiar a decisão estratégica de gestão combustível durante o inverno e a primavera e depois, no verão, apoiar a decisão operacional junto da ANPC na gestão dos grandes incêndios ou aqueles de maior complexidade”. O Conselho de Ministros aprovou em 18 de janeiro a criação da AGIF para reforço do nível de proteção de pessoas e bens e a resiliência do território face à ocorrência de fogos rurais. O organismo visa “colmatar as principais lacunas identificadas pela comissão técnica independente” criada para análise dos incêndios de junho de 2017 e que depois analisou também os fogos de outubro. Os incêndios que deflagraram na zona de Pedrógão Grande, distrito de Leiria, em junho, provocaram 66 mortos: a contabilização oficial assinalou 64 vítimas mortais, mas houve ainda registo de uma mulher que morreu atropelada ao fugir das chamas e uma outra que estava internada desde então, em Coimbra, acabou também por morrer. Houve ainda mais de 250 feridos. Já os fogos de outubro (dias 14 a 16) fizeram 49 vítimas mortais.

Original em: https://www.cmjornal.pt

Por:  Lusa

GD Star Rating
loading...

Estado deve publicar na terça autorização para concurso de perito

A publicação da autorização do concurso é uma das etapas para que ele seja efetivamente realizado. Ainda não há data para abertura de inscrições.

Em janeiro, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) havia informado que estava sendo feito o levantamento do impacto econômico no orçamento.

A defasagem de servidores na Coordenadoria Geral de Perícias já era alvo de investigação do Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial (Gacep), do Ministério Público Estadual. O quadro de peritos criminais apresenta um déficit de aproximadamente 63% do efetivo. No caso dos peritos médicos legistas, o déficit é de 70%.

Segundo o presidente do Sindicato dos Peritos Oficiais Forenses de Mato Grosso do Sul (Sinpof-MS), Saule Viganó Neto, a falta de efetivo gera diversos problemas, como atrasos na emissão de emissão de laudos por conta da demanda reprimida.

“Este atraso gera cobrança das autoridades, que se não atendidas podem levar os peritos oficiais a responderem na corregedoria, sendo passíveis de punição. Muitos profissionais não suportam a pressão, adoecem e acabam afastados do trabalho”, disse Saule Viganó Neto em janeiro deste ano.

Os problemas com defasagem são piores no interior do Estado. Conforme o presidente do sindicato da categoria, há casos de servidores precisam deslocar-se por quilômetros para atenderem ocorrências. “No interior do Estado, o perito precisa se deslocar entre as diversas cidades que compõem a sua unidade regional. Não raro, ele precisa interromper o exame em uma cidade e se deslocar grandes distâncias para atender outra ocorrência, urgente, em outro município.”

Original em: https://www.correiodoestado.com.br

GD Star Rating
loading...

Concurso TJ-CE 2018: Saiu edital com 50 vagas para Juiz

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE) está promovendo um novo concurso público para provimento de 50 vagas na carreira de Juiz Substituto. São 38 vagas de ampla concorrência, duas para candidatos com deficiência e 10 vagas reservadas a candidatos negros. A empresa organizadora do certame é o Cebraspe, utilizando o método Cespe de seleção.

Concurso TJ-CE Juiz oferta 50 vagasPara concorrer às vagas, o candidato deverá ter diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior de bacharel em Direito, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), três anos de atividade jurídica até a data da inscrição definitiva, exercida após a obtenção do grau de bacharel em Direito, além de ter idade mínima de 21 anos e de até 65 anos na data da posse. O valor do subsídio do cargo é de R$ 26.125,17.

Os candidatos que quiserem participar do certame deverão se inscrever das 10 horas do dia 19 de fevereiro às 18 horas do dia 20 de março de 2018, pela internet, através do site www.cespe.unb.br juiz. o valor da taxa de inscrição é de R$ 250,00. O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado até o dia 21 de março de 2018.

Para os candidatos que não dispuserem de acesso à internet, o Cebraspe disponibilizará local com acesso das 8 horas às 12 horas e das 13 horas às 17 horas, no Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos, Avenida João Pessoa, nº 5.609, Damas, Fortaleza/CE.

A seleção para o cargo compreenderá várias etapas, sendo que todas serão realizadas na cidade de Fortaleza/CE, sendo:

– primeira etapa – prova objetiva seletiva, com 100 questões; de caráter classificatório e eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe;

– segunda etapa – duas provas escritas, de caráter classificatório e eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe, sendo: prova escrita I – prova discursiva com 4 questões; e prova escrita II – prova prática com duas sentenças cíveis e uma criminal;

– terceira etapa – inscrição definitiva, de caráter eliminatório, composta pelas fases de sindicância de vida pregressa e investigação social, de responsabilidade do TJCE; exames de sanidade física e mental, e exame psicotécnico, de responsabilidade do Cebraspe;

– quarta etapa – prova oral, de caráter classificatório e eliminatório, de responsabilidade do Cebraspe;

– quinta etapa – avaliação de títulos, de caráter classificatório, de responsabilidade do Cebraspe.

Além destas cinco etapas, o concurso contemplará, ainda, a perícia médica a ser realizada nos candidatos que se declararem com deficiência e o procedimento de verificação da condição declarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negros, de responsabilidade do Cebraspe.

A prova objetiva seletiva será realizada na data provável de 06 de maio, no período da manhã, com duração de 5 horas, nos locais e horários a serem divulgados no dia 04 de maio no Diário de Justiça Eletrônico do Estado do Ceará e divulgado no endereço eletrônico do Cespe.

Os candidatos aprovados na primeira etapa serão convocados, com antecedência mínima de 15 dias, para a realização da segunda etapa, em que as duas provas escritas serão realizadas em dias distintos com tempo de duração de 4 horas ininterruptas por dia. Os gabaritos oficiais preliminares da prova objetiva seletiva serão publicados no dia 9 de maio.

O concurso terá validade por dois anos, contado da data da publicação da homologação do resultado final, prorrogável, uma vez, por igual período, a critério do Tribunal de Justiça.

Original em: https://www.acheconcursos.com.br

GD Star Rating
loading...

UFGD anuncia retificação do Concurso Público para Docente

UFGD anuncia retificação do Concurso Público para Docente

A Universidade Federal da Grande Dourados – UFGD retifica as vagas do Concurso Público válido por um ano, que passa a oferecer 40 oportunidades para Professor na Carreira do Magistério Superior.

Houve a inclusão de uma vaga na disciplina de Química Analítica, conforme o edital que está disponível em nosso site.

Vale ressaltar que este certame ainda oferece oportunidades nas áreas de: Psicologia Fenomenológica, Existencial e Humanista (1); Estatística (1); Química Analítica (1); Ginecologia e Obstetrícia (1); Pediatria (2); Radiologia e Diagnóstico por Imagem (1); Semiologia (1); Anatomia Cirúrgica / Cirurgia (1); Saúde da Comunidade (1); Ortopedia (1); Medicina do Trabalho e Perícia Médica (1); Irrigação, Hidráulica e Hidrologia (1); Administração Rural e Extensão Rural (1); Construção Civil, Geotécnica e Infraestruturas de Transportes (1); Materiais e Processos de Fabricação (1); Biologia e Saúde (1); Educação Física Escolar/Pedagogia do Esporte (1); Didática/Currículo/Formação de Professores (1); Estágio Supervisionado em Língua Inglesa (1); Economia Quantitativa e Séries Temporais (1); Psicodiagnóstico e Ludoterapia (1); História Indígena e do Indigenismo (1); Ciência da Computação (2); Física / Ensino de Física (1); Nutrição Clínica (1); Dietética nos ciclos da vida e Nutrição Esportiva (1); Anatomia Patológica (1); Medicina de Família e Comunidade (2); Medicina Legal e Bioética (1); Suporte Básico de Vida e Habilidades Básicas em Medicina (1); Emergência em Clínica Médica (1); Fertilidade no Solo / Nutrição Mineral de Plantas / Adubos e Adubação (1); Cultivo de Organismos Marinhos e Engenharia de Aquicultura (1); Gerenciamento de Processos Industriais (1); Botânica (1); Prática de Produção Textual e Leitura e Estágio Supervisionado em Língua Portuguesa (1); e Direitos Humanos e Fronteiras (1).

As inscrições devem ser realizadas online, por meio do formulário que estará disponível no site ufgd.edu.br, até às 17h do dia 9 de março de 2018. A taxa é de R$ 200,00.

Como forma de classificação, haverá prova escrita, avaliação didática e exame de títulos. A primeira fase está prevista para o dia 8 de abril de 2018 e a segunda etapa é provável que ocorra no dias 14 e 15 de abril de 2018.

Os contratados deverão cumprir jornada de 20h semanais ou regime de Dedicação exclusiva e farão jus à remuneração variável de R$ 2.236,30 a R$ 9.585,67.

Original em: https://www.pciconcursos.com.br

GD Star Rating
loading...

Autorizado o concurso da Polícia Civil do Espírito Santo

De acordo com o governador do Espírito Santo, o concurso é parte do esforço na quebra do ciclo vicioso da impunidade. (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

De acordo com o governador do Espírito Santo, o concurso é parte do esforço na quebra do ciclo vicioso da impunidade.

Para quem busca uma carreira de policial civil, o estado do Espírito Santo em breve terá um edital com 173 vagas imediatas, além da formação de cadastro de reserva. O concurso foi autorizado pelo governador Paulo Hartung durante uma coletiva de imprensa no gabinete do Palácio Anchieta no dia 31 de janeiro de 2018.

As vagas serão divididas entre os cargos de Investigador de Polícia (60), Perito Oficial Criminal (50), Escrivão de Polícia (20), Auxiliar de Perícia Médico Legal (20), Médico Legista (15), Psicólogo (4) e Assistente Social (4), todos de nível superior. A expectativa é que nos próximos 30 dias seja concluída a contratação da empresa responsável pela aplicação das provas e, a partir daí, o edital seja lançado.

Original em: http://www.gazetadopovo.com.br

GD Star Rating
loading...

Concurso Público da SEGEP – MA passa por nova retificação

Concurso Público da SEGEP - MA passa por nova retificação

A Secretaria de Estado da Gestão, Patrimônio e Assistência dos Servidores (SEGEP) do Maranhão divulgou uma nova retificação do Concurso Público que objetiva o preenchimento de 30 vagas para profissionais de nível Médio e Superior.

A alteração ocorre novamente em relação ao conteúdo programático das provas do certame, no cargo de Analista Previdenciário – Administrativa Previdenciária. As especificações podem ser consultadas no documento disponível em nosso site.

Com remunerações que variam de R$ 1.750,00 a R$ 9.600,00 ao mês, estes profissionais atuarão nas funções de Administrador (3); Analista de Recursos Humanos (2); Assistente Social (1); Contador (1); Programador de Sistemas (2); Engenheiro Civil (1); Analista Previdenciário das áreas Administrativa Previdenciária (6); Atuarial e Contábil (2) e Financeira e Contábil (2); Perito Médico (5) e Técnico Previdenciário (5). Dentro deste total de vagas, existem oportunidades reservadas à profissionais que se encaixem nos requisitos do edital que pode ser consultado em nosso site.

As inscrições, que cobram taxas de R$ 90,00 a R$ 140,00, serão recebidas até às 14h de 23 de fevereiro de 2018, por meio do endereço eletrônico da Fundação Carlos Chagas, empresa responsável pela organização do certame.

Os candidatos à estas vagas serão classificados por meio de provas objetivas; discursiva – redação/ estudo de caso e avaliação de títulos, as quais deverão acontecer a partir do dia 29 de abril de 2018 na cidade de São Luís.

Adquira em nosso site as Apostilas Digitais que vão te auxiliar nos estudos. Este Concurso Público será valido por dois anos, sendo ainda passível de prorrogação por igual período.

Original em: https://www.pciconcursos.com.br

GD Star Rating
loading...

Concurso PCES: 173 vagas e salários de até R$ 4,8 mil. Veja o quantitativo completo!

A abertura do concurso público da Polícia Civil no Espírito Santo foi autorizada pelo governador Paulo Hartung e o Secretário de Segurança Pública André Garcia, na manhã desta quarta-feira (31), no Palácio Anchieta.

Ao todo, são 173 vagas para as funções de escrivão da polícia, perito oficial criminal, psicólogo, médico legista, auxiliar de perícia médico legal, investigador da polícia e assistente social, com remuneração de até R$ 4.860,60.

Na ocasião, Paulo Hartung reforçou a importância da contratação de novos profissionais para a Polícia Civil e citou dois casos recentes em que o trabalho da instituição foi fundamental.

“Você ter uma boa investigação, uma boa elucidação dos episódios criminosos é muito importante. Quebrando o ciclo vicioso você consegue reduzir a prática delituosa na sociedade. Tem dois exemplos para citar que é investigação da doutora Milena, que a polícia cortou na própria carne e com equilíbrio, apresentaram um resultado para a sociedade, Nesses dias agora, o trabalho do Núcleo de Repressão às Organizações Criminosas e à Corrupção (Nuroc) também foi muito importante, que desarticulou uma máfia na área da saúde e a gente precisa dar valor”, afirmou Hartung.

O último concurso público da Polícia Civil foi realizado em 2013. Segundo o Secretário de Segurança Pública André Garcia, as vagas são para a Grande Vitória e interior do Estado.

“O objetivo é recompor os quadros e dar condições para que a instituição continue o trabalho de enfrentamento à criminalidade de forma integrada com a Polícia Militar e com o Corpo de Bombeiros. São 173 vagas para diversos cargos importantes que vão dar mais fôlego para a polícia civil continuar seu trabalho”, concluiu Garcia.

A publicação do edital está prevista para acontecer nos próximos 30 dias. Confira o quantitativo completo de vagas e as remunerações!

– Escrivão de Polícia:  20 vagas – Remuneração: R$ 4.860,80
– Perito Oficial Criminal: 50 vagas – Remuneração: R$ 4.860,80
– Psicólogo – 4 vagas – Remuneração: R$ 4.860,80
– Médico Legista – 15 vagas – Remuneração: R$ 4.860,80
– Auxiliar de Perícia Médico Legal – 20 vagas – Remuneração:  R$ 3.449,60
– Investigador de Polícia – 60 vagas – Remuneração: R$ 4.860,80
– Assistente Social – 4 vagas – Remuneração: R$ 4.860,80

Original em: https://novo.folhavitoria.com.br

GD Star Rating
loading...

Sejusp prepara abertura de concurso para a Coordenadoria-Geral de Perícias

A Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) estuda a possibilidade de abertura de concurso público para cargos na Coordenadoria-Geral de Perícias (CGP) de Mato Grosso do Sul.

De acordo com o secretário Antônio Carlos Videira, é feito levantamento do impacto econômico no orçamento do Estado para a criação de 220 vagas de médico legista (50), perito criminal (50), perito papiloscopista (50) e de agente de polícia científica (70).

Nesta manhã, Videira esteve reunido com a cúpula da CGP para tratar, entre outros assuntos, sobre o processo seletivo. Segundo ele, a maior dificuldade da Sejusp está relacionada com a contratação de médicos legistas em cidades do interior.

“Queremos regionalizar o atendimento dos legistas, para que possam adequar seus outros expedientes em clínicas e hospitais, sem interferir nos plantões das unidades de perícia”, disse.

Ainda não há previsão para abertura do concurso, já que depende de sanção do governador Reinaldo Azambuja, entretanto, o projeto é desenvolvido com caráter emergencial, pois a CGP enfrenta problemas com o efetivo.

Coincidentemente, nesta quinta-feira, o Grupo de Atuação Especial de Controle Externo da Atividade Policial (Gacep) do Ministério Público Estadual tornou pública a instauração de inquérito para apurar o baixo número de servidores da CGP.

Original em:https://www.correiodoestado.com.br

GD Star Rating
loading...