Quatro pessoas morrem em capotamento de ônibus em AL

Quatro pessoas morreram e 18 ficaram feridas em um acidente de ônibus na BR-101, em Alagoas. O veículo capotou deste domingo, próximo ao município de São Miguel dos Campos. 

O veículo havia saído de Salvador com destino a Maceió, quando capotou na rodovia. Peritos do Instituto de Criminalística estiveram no local e informaram que o laudo, que apontará as causas do acidente deve ficar pronto em 30 dias. A polícia suspeita que o motorista tenha dormido ao volante.

Original em: http://www.band.com.br

GD Star Rating
loading...

Laudo conclui que acidente no Porto foi causado por vazamento de gás de distribuidora

 O instituto de Criminalística entregou à 1ª Delegacia de Polícia o laudo sobre a explosão do Porto de Porto Velho, ocorrido no último dia cinco de maio, que vitimou seis operários, sendo que dois morreram vítimas da explosão. O laudo foi entregue no dia 16 de junho.

O laudo concluiu que a explosão foi causada por um vazamento de gás de uma empresa distribuidora do produto que fica próximo ao Porto. Para fechar o inquérito é aguardado apenas o interrogatório do responsável pela manutenção do equipamento no local em que se deu a vazão do gás, depois do indiciamento do culpado o inquérito será relatado e mandado ao Ministério Público Estadual. “Agora só estamos aguardando o indiciamento do funcionário da empresa responsável pelo equipamento onde se deu o vazamento para entregar o relatório final ao MP”, disse o delegado titular da Delegacia da Polícia Civil, Elizeu Muller.

Ainda de acordo com o delegado, o inquérito foi instaurado para apurar responsabilidade criminal de caráter culposo de homicídio e de lesão corporal, onde foram ouvidos os relatos das vítimas e testemunhas.

O diretor administrativo do Porto, Jacques Sanguanini, informou que já foi feito um levantamento sobre os estragos e os prejuízos causados no Porto. “Fizemos um balanço sobre os prejuízos materiais que a explosão causou, o relatório está com o engenheiro responsável e deve ser usado para muito em breve a SOPH (Sociedade de Portos e Hidrovias de Rondônia) entrar na justiça contra os culpados pedindo indenização”, afirmou Sanguanini

O acidente

O acidente ocorreu no dia 05 de maio, por volta das 19:30 horas, momento em que cerca de onze operários jantavam no refeitório, quando um deles acionou a chave de comando da rampa aconteceu à explosão, seis ficaram feridos, dois não resistiram aos ferimentos.

Os estivadores disseram que sentiram forte cheiro de gás momento antes da explosão .“Antes da explosão os operários estavam sentindo forte cheiro de gás e suspeitaram de vazamento na empresa distribuidora de gás que faz divisa com o Porto. Quando a máquina da rampa foi acionada a explosão aconteceu”, informou Sanguanini.

Relatos dos operários

“O cheiro de gás estava muito forte, acho que soltaram o gás da empresa distribuidora que fica aqui no lado do Porto. Eu não agüentei e passei mal e outros operários também se sentiram mal com o forte cheiro. Foi aí que resolvemos nos afastar para respirar um ar mais puro, quando estávamos no meio da rampa, ouvimos o barulho da explosão e gritos, quando olhamos só vimos o fogo” relatou Moises Santana, estufador marítimo do Porto.

“No momento do acidente a balsa estava carregando gás na empresa que faz divisa com o Porto. O fogo saiu daqui e foi em direção à empresa distribuidora de gás, num raio de cem metros por cima da água. A chama azulada chegou a atingir uns 3 metros de altura. “contou Roberto Pereira.

Vítimas

Dos onze operários que estavam no momento da explosão, seis ficaram feridos: Rondoval Magalhães Freitas e Francisco Carvalho tiveram 90% do corpo queimado e não resistiram aos ferimentos. Antônio Jose da Silva, 35 anos, Jocimar Brito da Silva, 32 anos, Marcos Barros, 26 anos e Antônio Nascimento Lima de 54 anos, sofreram queimadura de primeiro e segundo graus.

Assistência

De acordo com Jacques Sanguanini, diretor administrativo do Porto, as famílias dos trabalhadores estão recebendo ajuda financeira da Hermasa e da Sociedade de Portos e Hidrovias de Rondônia (SOPH), órgão gestor da mão-de-obra. “Desde o momento do acidente demos total apoio aos feridos e as famílias. Os trabalhadores tiveram toda a assistência médica e acompanhamento de dermatologistas, oftalmologistas e até cirurgiões plásticos para avaliar a situação de cada um”, afirmou Sanguanini.

GD Star Rating
loading...

Oficial reformado do Exército morre em acidente no Ceará

Um grave acidente envolvendo uma motocicleta e um animal na Avenida Padre Cícero, que liga os municípios de Crato e Juazeiro do Norte, resultou na morte do Subtenente de Infantaria do Exercito Brasileiro, Manoel Elias de Souza, de 59 anos. Ele nasceu em Tianguá, mas residia em Juazeiro do Norte há 22 anos. O acidente ocorreu por volta das 16 horas nas imediações da West Card Hall (antiga PY Clube).

Segundo informações da polícia, um menor de iniciais M. C. S., de 14 anos, atravessou a avenida montado em uma égua quando foi colhido violentamente pela moto Hayabusa de cor laranja pilotada pelo Subtenente Elias que não teve como evitar o choque. O Subtenente e o animal morreram no local, enquanto o menor foi socorrido para um hospital de Crato. Ele fraturou o fêmur e a perna devido o abalroamento.

O animal ficou com as vísceras expostas há poucos metros do corpo do oficial. O perito criminal Milton Alencar esteve no local e, após os exames preliminares, determinou o traslado até o Instituto Médico Legal (IML) de Juazeiro do Norte para a realização da necropsia feita pelo médico legista, Márcio Fernandes Araújo. Segundo adiantou, a vítima quebrou o pescoço.

Por solicitação de amigos feita a familiares, o corpo do Subtenente Elias foi velado durante a noite deste sábado no Centro de Velório Anjo da Guarda. Na madrugada de hoje, terminou sendo trasladado para Fortaleza onde será sepultado na tarde deste domingo. Ele foi diretor do Demutran (Departamento Municipal de Trânsito) na gestão do prefeito Carlos Cruz.

Além disso, Venerável da Loja Maçônica Cavaleiros Spartanos de Juazeiro e, por algum tempo, dirigiu a Penitenciária Industrial e Regional do Cariri (Pirc). Foi instrutor do Tiro de Guerra 10005 e era advogado bem relacionado nos meios sociais do Cariri.

Original em: http://www.tvcanal13.com.br

GD Star Rating
loading...

Tragédia: três mulheres morrem em colisão na Avenida Rotary

Um grave acidente envolvendo um ônibus da empresa Real Alagoas, uma mobilete e um Corsa prata de placa MVE 6875, de Maceió/AL, deixou três mulheres mortas e cinco pessoas feridas na ladeira da Avenida Rotary, na tarde deste domingo, 6.

De acordo com as primeiras informações, as vítimas fatais foram a condutora do Corsa, Givaneide da Silva Brito, de 31 anos, e mais duas das três passageiras que vinham com ela. As vítimas fatais foram identificadas como Thayse Charlene dos Santos, 22, e Liris Almeida dos Santos, de 16 anos.

A condutora e a passageira do banco da frente ficaram presas às ferragens e morreram no local do acidente. A terceira vítima fatal – identificada como Thayse Charlene dos Santos, 22, chegou a ser socorrida, mas morreu a caminho do Hospital Geral do Estado (HGE), no Trapiche.

Também foram socorridos com ferimentos leves, dois passageiros do ônibus e duas pessoas que estavam em uma mobilete que foi atingida pelo Corsa.

O coletivo, de placa MLW 0743, fazia a linha Sanatório/Ponta Verde e era conduzido por Fábio Silva Soares, 37 anos.

Segundo a assessoria de comunicação do HGE, todos os pacientes foram atendidos e liberados ainda no domingo. Apenas a quarta ocupante do Corsa, identificada como Deise Carolina Santos, 19, segue internada em observação.

Testemunhas contaram que a motorista trafegava no sentido Rotary/Barro Duro quando perdeu o controle do carro, bateu na moto e colidiu frontalmente com o ônibus que vinha no sentido contrário.

Estão no local equipes do BPTRAN, Corpo de Bombeiros e Samu, além de policiais militares e peritos do Instituto de Criminalística (IC). O IML também já foi acionado.

Original em: http://www.alagoas24horas.com.br

GD Star Rating
loading...

Ex-vereador e família sofrem acidente; filho está na UTI

O ex-vereador de Teresina, Carlos Alberto da Rocha, o Pulim, 60 anos, e sua família sofreram um acidente no início da manhã deste sábado(28), na estrada que liga Teresina a José de Freitas. O veículo, uma Hilux, cor preta de placa HQB-0962, Timon-Ma teria capotado por volta das 6h30, na PI-113, no km 4.

No carro estava o ex-vereador, sua esposa, Carmem Célia e dois filhos um de 14, Carlos Filho e o outro de 16 anos, José Inocêncio, que ficou em estado grave. O veiculo teria derrapado e capotado. Segundo a polícia, testemunhas afirmaram que a esposa teria sido arremessada do carro, atravessado o muro e caído dentro de um sítio.

O ex-parlamentar e um o filho de 16 anos, teriam sido os mais prejudicados no acidente. Eles foram socorridos pelo Samu e encaminhados para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT).


De acordo com a assessoria do HUT, o ex-vereador continua em observação no HUT nesta tarde, esperando o resultado de exames feitos no tórax, para saber se houve algum dano em seu pulmão, ter apresentado água.

O filho mais novo também passou pelo HUT, assim como a esposa, mas já receberam alta. O estado de José Inocêncio, é grave, ele está internado na emergência masculina, que é considerada uma Semi-Unidade de Terapia Intensiva (Semi-UTI). O garoto passou por uma tomografia, Raio-X, respira por ventilação mecânica e chegou desacordado. Por conta da entumbação ele está sedado. Os médicos ainda não podem precisar se ele está em coma.

O carro ficou totalmente destruído. A perícia foi realizada pelo Instituto de Criminalística do Estado. No asfalto havia marcas de freada, derrapagem e sangue.

Original em: http://www.cidadeverde.com

GD Star Rating
loading...

Advogada morre em acidente automobilístico no Ceará

A advogada Maria do Socorro Siqueira Feitosa Carvalho, 58 anos, morreu em acidente de trânsito, na manhã deste sábado, na avenida Engenheiro Santana Júnior, no Papicu. O carro que ela dirigia se chocou contra um poste. Maria do Socorro Feitosa morreu no local. O corpo dela deu entrada às 9h20min no Instituto Médico Legal (IML) de Fortaleza.

Instantes antes, a advogada havia saído de sua residência, na avenida Rogaciano Leite. Peritos do Instituto de Criminalística da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) estiveram no local do acidente. O laudo do exame pericial deverá ser concluído no prazo de 30 dias.

Segundo apurou a Polícia Civil, Maria do Socorro Feitosa perdeu o controle da direção e, por conta disso, o veículo desgovernado acabou se chocando contra o poste.

Original em: http://www.tvcanal13.com.br

GD Star Rating
loading...

Falha em trava causou acidente no Rodoanel, diz perícia

SÃO PAULO – Peritos criminais envolvidos na investigação sobre as causas do acidente nas obras do Trecho Sul do Rodoanel estão convictos de que o desabamento ocorrido há uma semana foi provocado por falha ou ausência do travamento provisório das vigas. O Instituto de Criminalística (IC) já requisitou à Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa) e ao consórcio responsável pelo trecho documentos técnicos e plantas para entender detalhes sobre a execução do projeto. A avaliação preliminar dos peritos é a de que o tombamento de uma das vigas criou um “efeito dominó”, fazendo com as outras duas também desabassem sobre a Rodovia Régis Bittencourt (BR-116).

A principal hipótese para o primeiro tombamento, dizem peritos, seria a combinação entre trepidação e deslocamento de ar provocada, por exemplo, pela passagem de um caminhão. Embora cada viga pese 85 toneladas, a ausência ou falha no escoramento faria com que a peça ficasse em situação instável. Nesses casos, a queda ou não depende da perturbação a que ela será submetida.

Sabe-se que as vigas sobre a Régis estavam em estágio intermediário de instalação. Das cinco previstas para o trecho, quatro haviam sido colocadas – a última acabou danificada no transporte, entre o canteiro e a rodovia, e não pôde ser utilizada. Peritos do IC explicaram que, mesmo sem a quinta viga, as demais deveriam ter recebido travamento provisório, que pode ser feito com mãos francesas (estrutura triangular em metal) ou pedaços de madeira.

Indícios colhidos no local do desabamento reforçam a hipótese de problemas no escoramento. Na visão de peritos, as três fissuras verificadas no bloco de apoio das vigas indicam que as três tombaram para o mesmo lado, correspondente ao sentido da via.

Além disso, o IC não encontrou entre os escombros peças ou pedaço de madeira que sugiram a existência de um travamento provisório entre as vigas. Por ora, esse fato é relativizado pela perícia criminal, uma vez que esses vestígios podem ter sido removidos durante os trabalhos de limpeza e desinterdição da rodovia. Só depois de analisar a documentação técnica da obra e cotejá-la com os depoimentos de engenheiros e operários é que será possível descobrir se o escoramento das vigas não funcionou ou se ele nunca existiu.

Para o diretor de Engenharia da Dersa, Paulo Vieira de Souza, o mais provável é que uma das vigas tenha quebrado e, ao cair, tenha empurrado as demais. “Há várias possibilidades para explicar esse problema com a viga, desde impacto durante o transporte até uma torção no içamento. Isso quem vai dizer são os técnicos do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas).” O órgão ligado ao governo do Estado foi contratado por R$ 567 mil para elaborar um laudo. “Na minha opinião, não existe qualquer possibilidade de erro de projeto nessa obra.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Original em: http://www.estadao.com.br

GD Star Rating
loading...

Delegado vai ouvir as vítimas

Depoimento das pessoas envolvidas vai ajudar na conclusão do inquérito policial

As vítimas envolvidas no acidente entre um ônibus e uma carreta, no bairro Nereu Ramos, em Jaraguá do Sul, na sexta-feira, serão ouvidas a partir de hoje, segundo o delegado Adriano Spolaor. O inquérito para apurar se houve responsabilidade do motorista do ônibus, Alcindo Zamberlan, no acidente foi instaurado ainda na sexta-feira.

Um perito criminal vai fazer uma vistoria no veículo para verificar se houve falha mecânica, mas a data da perícia ainda não foi definida.

Joãozinho Antônio Kiatkosky, motorista do caminhão estacionado na rua Júlio Tissi e que foi atingido pelo ônibus, falou sobre o fato de sua carreta ocupar metade da pista na hora da batida. Para ele, como não há placa indicando que não pode estacionar, sua atitude foi correta. “Quando colocarem uma placa aqui que indique que não pode estacionar, é lógico que não vou estacionar.”

Há 30 anos Joãozinho trabalha para a empresa JZ Transportes que fica perto da casa dele. Sempre que chega ou sai para uma viagem deixa o caminhão na frente de casa para carregar os pertences pessoais. “Nunca deixei a carreta aqui o dia ou a noite inteira porque a empresa fica perto de casa”, explica.

No dia do acidente, o caminhoneiro havia chegado de Brusque há meia-hora e se preparava para sair logo em seguida para guardar o caminhão na empresa. “Quando escutei o barulho, corri para a janela e vi que a carreta não estava mais onde eu havia deixado. Levei um choque. Até me arrepia lembrar da cena”, detalha.

Dos funcionários da empresa Seara Alimentos que estavam no ônibus que atingiu a carreta de Joãozinho, três permanecem internados (veja quadro). Maristela Tilmann, que morreu no local, foi enterrada no sábado.

O motorista do ônibus, Alcindo Zamberlan, avisa que um Gol vinha no sentido contrário e, para não bater de frente, tentou desviar e acabou batendo na carreta.

O supervisor da empresa Rainha, Alexandre Dalcastagne, informa que Zamberlan está afastado para tratamento médico e, se for preciso, tratamento psicológico. Dalcatagne acredita que o motorista deve voltar ao trabalho dentro de um mês.

Original em: http://www.clicrbs.com.br

GD Star Rating
loading...

BHTrans descarta intervenção

Na tarde de quinta, caminhão atingiu 17 veículos e deixou 30 pessoas feridas

A instalação de um radar no declive da avenida Senhora do Carmo, no trecho onde um caminhão desgovernado atingiu anteontem 17 veículos e deixou 30 pessoas feridas, é uma das ações apontadas pela Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) para diminuir o risco de acidentes. Colisões com veículos de carga no local costumam ser trágicas, pois geralmente ocorrem em trechos congestionados – 85 mil veículos circulam na via por dia. O radar, previsto para entrar em operação em janeiro, inibiria os caminhoneiros mais apressados.

Uma medida mais drástica é a proibição da carga e descarga nos horários de pico, que entra em vigor na Senhora do Carmo somente em 2011. Pressionado para dar uma resposta imediata ao problema, o diretor de ação regional e operação da BHTrans, Edson Amorim, alegou que as mudanças são gradativas e que elas estavam previstas antes do acidente. “Não é porque aconteceu um acidente que tem-se que mudar tudo de uma vez. O acidente poderia ter sido evitado com uma cautela maior do motorista”, afirmou Amorim.

O processo de aquisição do radar (dentro de um pacote de licitação de outros 52 equipamentos) está em fase de análise das propostas das empresas interessadas em gerenciar os aparelhos. Já a restrição de circulação dos caminhões visa a melhoria do fluxo de veículos nos horários de pico. A medida já está em vigor em áreas do hipercentro.

Segundo Amorim, a Senhora do Carmo conta com uma boa sinalização. “A população também tem que se conscientizar e entender que precisa respeitar a sinalização”, diz.

Velocidade

A Polícia Civil investiga se o caminhão que arrastou motos, ônibus e carros anteontem na avenida estava acima da velocidade permitida (60 km/h). Na perícia realizada ontem pelo Instituto de Criminalística, foram analisados o tacógrafo – que registra o histórico da velocidade – e a parte mecânica. Se houver alguma irregularidade, o caminhoneiro, que alegou ter perdido os freios, pode perder a carteira de habilitação e responder por lesão corporal culposa, ou seja, sem intenção (desde que alguma vítima o acione na Justiça).

A polícia também quer saber se o veículo tinha excesso de carga e se alguma outra irregularidade pode ter contribuído com o acidente. De acordo com a delegada Cláudia Nacif, da Delegacia de Acidente de Veículos, o depoimento do caminhoneiro, que estava internado no Pronto-Socorro João XXIII ontem, só será colhido quando ele receber alta. “Ele poderá ser enquadrado por lesão corporal culposa e punido de seis meses a dois anos de detenção”, explica a delegada.

Sobrecarga pode levar à falha nos freios

Segundo especialistas, veículos de carga sobrecarregados forçam o sistema de freios do veículo, e a falta de revisão e manutenção potencializam o risco de acidentes. A fadiga térmica do sistema de freios pode levar à perda da aderência das lonas de freios, quando estas atingem temperaturas entre 350ºC e 400ºC. Em consequência disso, as rodas podem também travar e levar a uma frenagem brusca.

Velocidade

O uso do tacógrafo é determinado pelo Código de Trânsito Brasileiro. O equipamento é obrigatório em veículos de transporte e de condução escolar, os de transporte de passageiros com mais de dez lugares e os de carga com peso bruto total superior a 4.536 kg. No entanto, conforme a Polícia Civil, o código não determina que este seja vistoriado periodicamente.

O projeto que regulamenta a inspeção está parada no Congresso desde 2001. A vistoria contemplaria a análise das reais condições dos itens de segurança, do controle das emissões de gases poluentes e do ruído da frota de carros, ônibus, motos e caminhões.

Ocorrência

Por causa do número de vítimas, o boletim de ocorrência da PM sobre o acidente na Senhora do Carmo tem 42 páginas. (RR)

Original em: http://www.otempo.com.br

GD Star Rating
loading...

Acidente deixa motociclista morto na Via Expressa

Trânsito é lento na região

Motocicleta ficou totalmente destruída após acidente

Um acidente entre uma motocicleta e um ônibus desencadeou na morte do motociclista, na manhã desta sexta-feira (23), em frente ao campo do Corinthians, na Via Expressa. O trânsito ficou interrompido e o Instituto de Criminalística foi acionado para realizar as primeiras diligências.

Motorista do ônibus fugiu do local

A vítima foi identificada como Bartolomeu Nunes da Silva e conduzia uma Wuyong 150 cilindradas, placa NMSF 1805, que ficou totalmente destruída, após colidir de frente com um ônibus de um empreiteira de placa JNW 5955. O motorista do ônibus evadiu do local. 

A Polícia Rodoviária Federal também no local para orientar os motoristas a desviarem a rota e tentar descongestionar o trânsito. O Instituto Médico Legal também já foi acionado para recolhimento do corpo.

Original em: http://gazetaweb.globo.com

GD Star Rating
loading...