Arquivo

setembro 2017
S T Q Q S S D
« abr    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

Laboratório de Ufal desiste de convênio e Perícia Oficial fecha nova parceria

Ufal desistiu de convêndio

A direção da Perícia Oficial esclareceu, nesta segunda-feira, 19, que foi Laboratório de DNA Forense da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) quem rompeu o convênio que mantinha com a Perícia, e não o contrário. Segundo o comando da Perícia, o convênio vigorou de 2010 a 2012 e visava a identificação de pessoas desaparecidas, alimentando o banco de dados existente no laboratório da Universidade.

A partir de 2012 até 2014, passou a valer um contrato, assinado em 3 de novembro de 2012, com validade de um ano, renovado em 2013 mas, com a aproximação do término da vigência, teve o pedido de renovação feito pela Perícia negado pelo coordenador do laboratório.

Por meio de ofício pelo enviado à Perícia Oficial em novembro de 2014, o coordenador do Programa de Identificação Humana e Diagnóstico Molecular da Ufal, professor Luiz Antônio, diz: “Informo que o Laboratório de DNA Forense da Universidade Federal de Alagoas, devido à grande demanda de estudos de paternidade, não tem interesse em renovar o convênio firmado com a Secretária de Defesa Social para a realização de estudos do DNA em casos criminais e identificação humana”.

A decisão obrigou a Perícia Oficial a procurar novas alternativas para garantir a realização dos exames de DNA forense.

O referido contrato tinha como propósito a realização de exames laboratoriais para identificação humana, por meio de análise e estudos comparativos de DNA de corpos não identificados, de vestígios coletados em locais de crime e de vestígios de crimes sexuais, perfazendo o valor total R$ 438.100,00.

“O mesmo convênio ainda previu e concretizou o treinamento específico de 33 peritos médicos-legistas, cinco peritos odontolegistas, 37 peritos criminais e 12 técnicos forenses para a padronização de procedimento de coleta, acondicionamento e encaminhamento de amostras biológicas para os referidos exames, os quais foram realizados pelo próprio professor Luiz Antônio. Nesse sentido, nunca houve resistência da Secretaria da Segurança Pública, nem da Perícia Oficial para firmar convênio com o Laboratório de DNA Forense da Ufal, o que houve foi uma negativa de demanda do coordenador do programa”, afirma o perito geral da Poal, Manoel Melo.

Tendo em vista a necessidade desses exames para a Perícia Oficial, dentro do contexto da segurança pública, várias tentativas de renovação do contrato foram realizadas, porém, as condições impostas pelo professor Luiz Antônio, como a aquisição pela Perícia Oficial de um sequenciador de DNA no valor de R$ 600.000,00 tornou o pleito inviável.

Diante dos entraves e tendo ciência de que este laboratório não é o único deste tipo na Ufal, a Perícia Oficial entrou em contato com outro laboratório da mesma instituição, o Laboratório de Genética Molecular, Genômica e Proteônica (Gempro) que vem realizando exames de confronto genético forense em parceria com Instituto de Criminalística, uma vez que este ainda não possui laboratório de Genética Forense.

A perita criminal Rosana Coutinho, chefe de perícias de laboratórios do IC, especialista em DNA Forense e doutoranda em biotecnologia em saúde, cujo projeto de tese é na área de genética forense, vem ao longo destes últimos meses realizando exames de DNA no Gempro. Os frutos desta experiência, credenciaram o laboratório, coordenado pelo geneticista molecular professor  Eduardo Ramalho, Ph.D/PD, para firmar convênio com a Perícia, processo este que já foi aberto e referendado pelo reitor da Ufal e pelo secretário da Segurança Pública Alfredo Gaspar de Mendonça Neto que desde o início da gestão tem como meta solucionar esta demanda.

Além disso, existe uma determinação do Governo Federal, por meio da Lei nº 12.654, de 28 de maio de 2012, que todas as unidades de Perícia do País tenham seus próprios laboratórios de genética forense para a coleta de perfil genético como forma de identificação criminal, cujos resultados farão parte do Banco de Dados Nacional, gerenciado pela Polícia Federal e vinculado ao Codis – Combined DNA Index System (Sistema de Índices Combinados de DNA) vinculado ao FBI – Federal Bureau of Investigation (Agência Federal de Investigação), motivo este que levou a direção da Perícia Oficial a pleitear junto ao Ministério da Justiça a aquisição de equipamentos para montagem de um laboratório próprio de DNA no Instituto de Criminalística, negociação esta que também já está bem avançada.

GD Star Rating
loading...

Perícia Oficial de Alagoas investe 250 mil reais em modernização dos Institutos

A Perícia Oficial recebeu no dia 07/05 novas unidades de trabalho de última geração. Os equipamentos fazem parte do processo de modernização dos Institutos de Criminalística, Identificação e Médico Legal de Alagoas

A aquisição dos 55 computadores completos, incluindo a mesma quantidade de estabilizadores foi realizada através de pregão eletrônico em uma licitação pública realizada na Secretaria de Defesa Social. E serão distribuídos de acordo com as necessidades de cada órgão que compõem a estrutura da perícia alagoana, sendo 05 para a Perícia Oficial, 15 para o Instituto de Criminalística, 15 para o Instituto Médico Legal e o restante para o Instituto de Identificação.

Segundo José Cavalcante, diretor do IC, os computadores serão utilizadas para implementar os trabalhos dos peritos e irão equipar também o novo laboratório do IC. “Setores como protocolo e das equipes plantonista receberão um reforço tecnológico com essas novas unidades de trabalho. Outros deles serão destinados ao laboratório de toxicologia que está sendo construído, e que quando estiver pronto, já estará completamente equipado”, afirmou Cavalcante.

A gestora do convênio, perita criminal Rosana Coutinho, explicou que a aquisição faz parte de um grande convênio firmado com o Governo Federal para a modernização de toda a Perícia Oficial e que novas licitações serão realizadas para investir na reestruturação tecnológica dos órgãos. A gestora ainda destacou que nesse processo licitatório especifico, houve uma grande economia para os cofres públicos.

“Tínhamos 201 mil reais para realizar essa compra, mas por meio da licitação, respeitando o termo de referência técnico, conseguimos adquirir os mesmos equipamentos por R$ 166.348,60, o que gerou uma economia de R$34.651,40. Como se trata de um convênio federal, iremos solicitar oficialmente a ampliação do objeto do convênio, para que essa sobra seja reutilizada na aquisição de novos equipamentos para dá continuidade a reestruturação da perícia alagoana”, explicou a perita.

Paralelamente a esta aquisição, a Perícia Oficial adquiriu também duas novas viaturas, avaliadas em 83 mil reais, e que são frutos do mesmo convênio. Os novos veículos foram destinados para o Instituto de Criminalística e para a Perícia Oficial. 

Original em: http://aquiacontece.com.br

GD Star Rating
loading...

Governo de Alagoas deve nomear mais de 3 mil servidores até o fim da gestão

Concursos públicos contemplaram setores da Segurança Pública e Educação do Estado

Foram homologadas as 1.040 vagas de soldado e oficial de combate da PM

Foram homologadas as 1.040 vagas de soldado e oficial de combate da PM

Desde 2011, o Estado de Alagoas contratou 1.440 novos servidores por concurso público, e esse número tende a aumentar. Com a realização de concursos públicos voltados para as áreas de segurança, perícia médica e educação, a gestão do governador Teotonio Vilela pretende alcançar 3.215 servidores contratados. Um dos concursos em andamento é o da Secretaria da Educação, cujo processo está no Gabinete Civil e as nomeações devem ser publicadas a partir da próxima semana no Diário Oficial do Estado.

A soldado Grazielly Nunes, 21, faz parte desse número. Ela passou no concurso da Polícia Militar realizado em junho de 2012, foi nomeada e aguarda a formatura da sua turma da PM. “Fico feliz de participar porque, ao contrário de um trabalho comum, em que você apresenta seu currículo e faz uma entrevista, no concurso você faz a prova e descobre se realmente está apta para a função, além de ser preparada no curso de formação, garantindo um bom serviço à população”, aponta a soldada Grazielly.

De acordo com a assessora Especial de Relações Sindicais, integrante da Comissão de Concurso da Secretaria de Estado da Gestão Pública (Segesp), Ana Raphaella Novaes, ao todo, foram homologadas as 1.040 vagas de soldado e oficial de combate. “Já estão sendo nomeados candidatos do cadastro da reserva do concurso”, afirma a assessora. Em 2012, também foram ofertadas 400 vagas para o concurso da Polícia Civil. Dentro do número de vagas ofertadas, os candidatos que estavam regulares já foram nomeados. Ao todo, a Polícia Civil recebeu 240 novos agentes de polícia, 120 escrivães e 40 delegados.

O Estado ainda possui mais dois concursos em andamento, como o da Perícia Oficial – PO e o da Educação. A PO está na sua última fase para conclusão e são mais de 70 candidatos fazendo o curso de formação da Perícia Oficial. São 37 vagas distribuídas para as áreas de perito oficial, perito médico legista, papiloscopista e auxiliar de necropsia. A data prevista para conclusão do concurso da perícia é no mês de junho deste ano.

A Educação de Alagoas vai ganhar 1.723 novos professores e 15 secretários escolares com o concurso realizado em 2013. O Estado pretende contratar os professores para atender as demandas de todas as disciplinas da Educação. Ana Raphaella afirma que o processo está no Gabinete Civil do Estado. “O resultado foi homologado, e as nomeações serão publicadas no Diário Oficial do Estado a partir da próxima semana”, explica.

Original em: http://www.tribunahoje.com

GD Star Rating
loading...

Procedimento agiliza exames e emissão de laudos em documentos

Procedimento agiliza exames e emissão de laudos em documentosO Núcleo de Perícias Residuais do Instituto de Criminalística de Alagoas desenvolveu procedimento padrão que vai agilizar a realização de exames e a emissão de laudos sobre documentos. Chamado documentoscopia, o exame é realizado pelas peritas criminais Milena Testa, Andrya Amorim e Márcia Yanara. Além desse tipo de exame, o setor ainda responde pelos exames audiovisuais, constatação, grafoscopia e papiloscopia.
Segundo as peritas, o exame é realizado para comprovar a autenticidade de documentos apreendidos ou peças de inquéritos policiais. Ultimamente, houve crescimento do número de solicitações para exames em Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV), cartões de benefícios, cartões bancários e documentos pessoais, como carteira de identificação expedida por diversos órgãos.
A perita Milena Testa explicou que o trabalho é especializado, e que toda a equipe passou por treinamentos e cursos na área para realizar determinados tipos de exame. Ela destacou que a grande demanda de trabalho das perícias internas realizada pelo trio ainda tem que ter o tempo dividido com as perícias externas, já que o grupo também entra na escala das equipes de locais de crime.
“Antes éramos apenas eu e a perita Márcia Yanara para realizar a documentoscopia, mas devido à grande demanda e ao acúmulo de funções, a perita Andrya Amorim, que realizava outros tipos de exames residuais passou também a realizá-lo. Além disso, desenvolvemos a simplificação do procedimento padrão, com a divisão da análise, tudo isso para garantir a maior agilidade na emissão dos laudos,” disse à perita.
Mesmo sendo um exame detalhado, que demanda concentração para analisar cada uma das peças, as peritas destacaram que a demanda é alta. “Por isso, criamos padrões que possibilitam a simplificação do procedimento. Passamos a fazer a análise em conjunto, o que garante maior eficiência, segurança e agilidade no exame e na emissão dos laudos”, afirma a perita.
Investimento
Para ampliar as atividades desenvolvidas pelo laboratório do núcleo de exames residuais, o Instituto de Criminalística recebeu nesta terça (17) um equipamento de última geração chamado Vídeo Comparador Espectral (VSC). O aparelho, que custou R$ 540 mil, foi adquirido através de convênio firmado entre o Instituto de Criminalística e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).
O VSC é um comparador espectral de imagem e vídeo de última geração, que possibilita a verificação de autenticidade de documentos e de papel-moeda. Quando o equipamento estiver devidamente instalado, não só o IC e a perícia alagoana serão beneficiados, mas principalmente a sociedade, que poderá contar com a excelência e celeridade dos resultados realizados através desse tipo de trabalho pericial.

Original em: http://www.alagoas24horas.com.br

GD Star Rating
loading...

Instituto de Criminalística recebe pela primeira vez reagente para identificação de explosivos


Instituto de Criminalística de Alagoas

Os peritos do Instituto de Criminalística de Alagoas receberam na manhã do dia 10 de Dezembro, novos instrumentos para o combate a criminalidade. O órgão adquiriu uma remessa de reagentes para locais de crime, entre eles uma novidade, um produto exclusivo para detecção de explosivos.

Este kit permite a identificação de todos os tipos explosivos criados desde a segunda guerra mundial até hoje, podendo detectar ainda o explosivo mesmo após sua detonação. Através desse novo produto, os peritos criminais poderão testar explosivos, suas matérias-primas e a resultante de sua detonação, como por exemplo, nos fragmentos gerados por explosões em bancos e caixas eletrônicos.

Na entrega dos reagentes, o instrutor Osvaldo Redig, da empresa fornecedora dos produtos, realizou um treinamento, ensinando a forma correta do emprego de cada um dos aerossóis e as suas especificidades. Isso porque, além do reagente para explosivos, o IC ainda recebeu reagentes para detecção de cocaína, crack, maconha, afins e derivados, reagente para visualização de impressão digital em superfícies diversas, porosas, e escuras e o famoso reagente para visualização de pegadas.

Para José Cavalcante, diretor do Instituto de Criminalística, este tipo de investimento, estimado em mais de 23 mil reais, é necessário e muito importante para os trabalhos diários do órgão. Isso porque cada um dos produtos apresentados, explicou o diretor, permite um resultado imediato tanto nas perícias externas como nas internas.

“Com o emprego desses reagentes iremos melhorar significativamente as atividades de levantamento em locais de crime. Poderemos fazer, por exemplo, a constatação de drogas sem a necessidade de exame laboratorial e iremos também retomar a realização de testes residuográficos já que recebemos kits para detecção de resíduos provenientes de disparo de arma de fogo”, explicou Cavalcante.

Após a entrega e o treinamento, todos os reagentes químicos foram colocados a disposição das equipes plantonista e dos laboratórios responsáveis pelos exames no Instituto de Criminalística.

Original em: http://primeiraedicao.com.br

GD Star Rating
loading...

Perícia Oficial de Alagoas lança edital para concurso público

Estão disponíveis vagas para peritos, papiloscopistas e técnicos forenses.
Inscrições serão abertas no dia 19 de julho e irão até 12 de agosto.

Já está disponível no portal do Centro de Seleção de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CESPE/UnB) o edital do concurso público da Perícia Oficial do Estado de Alagoas. No total, estão sendo disponibilizadas 37 vagas, nas áreas de perito criminal, perito médico-legista, papiloscopista e técnico forense. As inscrições começam no dia 19 de julho, e irão até o dia 12 de agosto.

Dentro da área de perito criminal, existem diversas especialidades, como análise de sistemas, engenharia agronômica, engenharia química, medicina veterinária, engenharia, entre outras. Os interessados em concorrer a uma destas vagas, ou às vagas de perito médico-legista ou papiloscopista devem ter nível Superior. Já para as vagas de técnico forense, os candidatos devem ter nível Médio e um curso de auxiliar ou técnico de enfermagem.

Confira o edital do concurso aqui.

Os salários variam entre R$ 2.704 para técnicos e papiloscopistas, e R$ 6.320 para peritos e médico-legistas. Os interessados podem se inscrever através da página da CESPE/UnB na internet. A taxa de inscrição é de R$ 120, para o nível superior, e R$ 90 para o médio. A data provável para a realização do concurso é dia 6 de outubro.

Original em: http://g1.globo.com

GD Star Rating
loading...

Edital para concurso da Perícia Oficial será lançado nos próximos dias

 Serão vagas para médico-legista, perito criminal, odontolegista e auxiliar de necropsiaO concurso da Perícia Oficial de Alagoas, um dos concursos mais esperados para este ano, está com o edital prestes a ser divulgado, é o que garante o secretário de Defesa Social, Dário Cesar.

A principal barreira para o lançamento do concurso está sendo o número de vagas a serem oferecidas, que é considerado insuficiente para a carência de profissionais nos institutos Médico Legal e de Criminalística.

O certame vai oferecer vagas para os cargos de médico-legista, perito criminal, odontolegista e auxiliar de necropsia. O número de vagas para perito criminal ainda está sendo fechado, já que a nova lei da Perícia Oficial prevê que serão abertas vagas de peritos especializados para cada ciência.

Nova estrutura

Em julho do ano passado, uma lei publicada no Diário Oficial reestruturou toda a carreira da Perícia Oficial no Estado e criou várias funções para o IML e o Instituto de Criminalística.

Segundo a nova estrutura, a perícia alagoana vai contar com 40 médicos legistas, 60 peritos criminais, 5 odontolegistas, 10 papiloscopistas, além de 18 técnicos forenses, o único cargo que exige apenas Nível Médio.

Original em: http://aquiacontece.com.br

GD Star Rating
loading...

IML de Arapiraca ganha reforço em sua frota de veículos

A Perícia Oficial do Estado de Alagoas entregou na tarde de hoje, 07, um novo veículo, tipo motocicleta para o Instituto Médico Legal de Arapiraca. O veículo adquirido com recursos próprios da POAL será utilizado para os serviços administrativos do órgão.

Segundo Weider Medeiros, chefe do núcleo de transporte, a moto, por ser um veículo de fácil circulação em trânsitos congestionados, terá papel fundamental para oferecer maior agilidade aos serviços burocráticos da unidade. Além disso, ele destacou que a aquisição faz parte da reestruturação de toda a frota da POAL que ganhou autonomia financeira e com isso pode realizar estudos financeiros e adquirir novos veículos.

“Fizemos uma experiência com o IML da capital que deu muito certo. Constatamos que aquisição da moto foi muito positiva, dando celeridade, por exemplo, a entrega de laudos. Isso porque o motorista conseguiu fazer um trajeto maior em menos tempo do que ele levaria para fazer de carro. Assim, economizamos tempo, combustível e ganhamos em eficiência”, explicou.

Com a moto, o IML de Arapiraca passa a contar com oito veículos em sua frota, sendo cinco viaturas operacionais (três veículos modelo montana, uma van ducato, e uma ranger) para transportar corpos vítimas de violência de 52 municípios. E três veículos na parte administrativa, uma caminhonete, uma parati e agora a moto.

Original em: http://www.alagoas24horas.com.br

GD Star Rating
loading...

Mais um corpo é exumado pelo Instituto Médico Legal em Maceió

Cronograma prevê a exumação de 11 corpos por decisão judicial.
180 corpos foram enterrados sem atestado de óbito durante greve no IML

Exumação é a segunda desde a retomada dos procedimentos. (Foto: Divulgação/IML)Mais uma exumação foi realizada por servidores do Instituto Médico Legal Estácio de Lima no cemitério São José, no bairro do Trapiche, em Maceió, durante a manhã desta sexta-feira (07). O exame dá sequência às exumações dos corpos que foram enterrados sem atestado de óbito, durante o período em que os servidores do IML estavam em greve. Esse foi o segundo procedimento no total de 11 previstos por determinação judicial desde a retomada dos procedimentos.

O exame foi realizado no corpo de Ricardo Campos de Oliveira, de 33 anos. Ele foi assassinado no dia 29 de junho de 2012, juntamente com a sua namorada Lícia Gardênia Lima de Almirante, 23 anos, na rua Ângelo Martins, no conjunto Santo Eduardo, bairro da Jatiúca.

Na semana passada o corpo de Lícia foi exumado, e hoje a mesma equipe formada pelo médico legista Antonio Carlos de Lima Xisto e os técnicos forenses Avelar de Araujo e Saulo Barros realizou a exumação. Familiares da vítima e uma delegada do departamento de homicídios acompanharam todo o tramite do exame para garantir a sua legalidade.
O diretor geral da Perícia Oficial João Alfredo, e do IML de Maceió Luz Mansur acompanharam a montagem da estrutura e a realização da exumação. “Montamos uma estrutura móvel com tenda e materiais utilizados para a realização do exame no próprio cemitério para facilitar os trabalhos, com isso esperamos concluir o cronograma conforme prevemos”, afirmou Mansur.

Além das exumações, outros 26 exames serão feitos de forma indireta com a elaboração do laudo cadavérico com o cruzamento de informações dos prontuários médicos dos hospitais, laudo do Instituto de Criminalística, fotos retiradas no local onde corpo foi encontrado e antes de ser liberado para sepultamento. Mansur confirmou que para a próxima semana, mais um exame será realizado.

Arapiraca


De acordo com a assessoria de comunicação do IML, em Arapiraca o processo de exumação dos 40 corpos já está sendo concluído. No último levantamento foi constatado que cerca de 33 corpos já haviam passado pelo exame cadavérico.

Ainda segundo a assessoria, a agilidade do processo na cidade é devido à baixa demanda de outros tipos de exames e quantidade de médicos disponíveis se comparado com Maceió.

Original em: http://g1.globo.com

GD Star Rating
loading...

Jovem é morto em feira livre; IML registra mais 4 crimes

Um jovem de 20 anos de idade faleceu nesta terça-feira, dia 21, vítima de atentado à bala na cidade de São Miguel dos Campos. A Perícia Oficial de Alagoas registrou outros quatros crimes de homicídios em Maceió.

José Medson de Lima Duarte estava na feira livre da cidade quando, segundo testemunhas, foi surpreendido por dois homens, que efetuaram vários tiros pelas costas.

 A vítima chegou a ser socorrida, foi submetida à intervenção cirúrgica num hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

 A polícia não ainda informações sobre os autores dos disparos. O crime será investigado pela 6ª Delegacia Regional.

 Os Institutos Médico Legal de Maceió e Arapiraca registraram ainda outros quatro crimes de homicídio: um homem ainda não identificado foi encontrado morto boiando próximo a uma região de mangue no Pontal da Barra. A vítima foi assassinada com disparos de arma de fogo; José Cícero Rodrigues de Oliveira, 32, foi morto a tiros na Rua Ulisses Pereira de Oliveira, em Arapiraca; José Carlos Lins Nascimento, 30, foi assassinado na Grota do Andraújo, na Garça Torta; e Cristiano Ferreira de Araújo, 27, vítima de arma de fogo no bairro do Farol.

Original em: http://www.alagoas24horas.com.br

GD Star Rating
loading...