Arquivo

julho 2017
S T Q Q S S D
« abr    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

IML de Maceió terá sala especial para atendimento de crianças vítimas de violência

N0 dia 16/05, a direção Geral da Perícia Oficial e a Direção do Instituto Médico Legal Estácio de Lima  inauguraram o “Núcleo de Apoio Psicossocial – NAPS” da unidade Maceió. O local será um espaço exclusivo destinado ao atendimento prioritário e ao tratamento humanizado para crianças vítimas de violência no Estado.

O espaço funcionará com plantão presencial de médico legista para o exame de corpo de delito e por duas psicólogas que serão responsáveis pela consulta antes do exame, garantindo as crianças de 0 a 12 anos um atendimento totalmente humanizado. Para isso, toda a área do núcleo recebeu uma decoração infantil, e contará com uma brinquedoteca equipada com livros, jogos, e brinquedos.

O diretor do IML Luiz Mansur explica que a abertura do Núcleo na unidade de Maceió foi idealizada pelos próprios funcionários do órgão, que se sensibilizaram com alto registro de casos e decidiram por conta própria montar o espaço. Na visão do médico o núcleo, que contou com o patrocínio da ONG Parceiros da Vida, trará muitos benefícios para às crianças dos 50 municípios atendidos pelo órgão.

Em 2013, o IML de Maceió registrou 511 atendimentos para crianças de zero a 12 anos, desse total, 217 exames foram em vítimas de lesão corporal, 242 exames em vítimas de estupro com conjunção carnal, e 52 exames de estupro por ato libidinoso. Este ano, só nos três primeiros meses (janeiro a março), o IML já contabilizou 149 atendimentos a mesma faixa etária de crianças, sendo 76 por lesão corporal, 64 por estupros com conjunção carnal e 9 estupros por ato libidinoso.

Segundo a psicóloga Rita Carla Sales, apesar dos esforços dos funcionários em médicos do IML, todas essas crianças eram atendidas de forma precária, e isso terminava atrapalhando o atendimento e o resultado do exame, já que as crianças não se sentiam a vontade. “Antes do núcleo, as crianças eram atendidas como um paciente comum. Agora com esse novo espaço será possível oferecer uma melhor qualidade na assistência e proporcionar um maior aconchego para essas crianças”, destacou a psicóloga.

Para a abertura oficial do núcleo foi marcado uma visita de uma comissão formada por integrantes da segurança pública, justiça e de órgãos que lutam contra os crimes que vitimizam crianças. A visitação acontecerá às 10h00, na sede do IML de Maceió.

Original em: http://www.alagoas24horas.com.br

GD Star Rating
loading...

Divulgada concorrência para concurso da Perícia Oficial de Alagoas

O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CESPE/UnB) divulgou nesta quarta-feira, 30/10, a concorrência para as vagas oferecidas no concurso da Perícia Oficial do Estado de Alagoas. Mais de 2.800 inscritos disputarão no próximo domingo, dia 03, os 37 cargos disponibilizados no edital.

Entre as demandas de candidatos por vaga, a que obteve maior número de inscritos foi o cargo de papiloscopistas, com uma disputa de 153,4 candidatos para uma vaga. Em segundo lugar ficou a função de técnico forense que teve 122,5 inscritos concorrendo por uma vaga.

Para o cargo de perito criminal, a concorrência também será acirrada. Na especialidade de biomedicina/ciência biológicas serão 117 concorrentes por uma das 3 vagas. Para quem se inscreveu na especialidade de farmácia terá que disputar a vaga com 106 concorrentes e na especialidade de medicina veterinária será 100 por uma vaga. 

Entre as funções que obtiveram a menor disputa estão os cargos perito médico legista com 20,5 por vaga e peritos criminais com especialidade em mecânica/mecatrônica e geologia/mineralogia, respectivamente com 20 e 19 concorrentes por vaga.

No site oficial da Cespe, www.cespe.unb.br, o candidato ainda tem acesso as locais das provas, e a emissão do cartão de inscrição. Também foi divulgada na mesma página da web, a relação com os nomes dos candidatos que tiveram o pedido de atendimento especial deferido e outra relação com os candidatos deferidos como pessoa com deficiência.

Original em: http://www.jaenoticia.com.br/

GD Star Rating
loading...

IML interdita área de cemitério para realizar exumação

Na manhã de hoje, 14, uma equipe do Instituto Médico Legal Estácio de Lima precisou interditar uma área do cemitério São José no bairro do Trapiche para realizar uma nova exumação. A iniciativa foi necessária para evitar curiosos e não atrapalhar o funcionamento do local durante o exame de alta complexidade.
A exumação foi realizada no corpo de Benedito José dos Santos, 34, assassinado a facadas no dia 08 de julho do ano passado. O crime aconteceu na Rua Sírio Medeiros, nas proximidades do terminal de ônibus do Vergel do Lago em Maceió, onde a vitima também morava, mas por conta da greve dos médicos legistas seu corpo foi liberado para sepultamente sem o atestado de óbito.
Um cunhado e duas irmãs de Benedito acompanharam o exame. Além da liberação do atestado de óbito que será entregue após a exumação, eles anseiam que o resultado do laudo cadavérico ajude a esclarecer o assassinato do autônomo, que está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital.
Auxiliado pelos técnicos forenses Avelar de Araujo e Junilton Chaves durante o exame, o médico legista Antonio Carlos de Lima Xisto explicou que mesmo sendo uma vítima de arma branca a exumação é de extrema importante para o inquérito policial. Ele utilizou a ficha cadavérica, fotos da época do crime e a declaração de óbito para cruzar as informações, realizar o exame e concluir o laudo cadavérico.
“Fazemos uma varredura em todo o corpo da vítima. No exame de hoje, conseguimos confirmar três ferimentos externos através de fraturas seccionais nos ossos da vítima, uma delas bem visível próximo a uma articulação. Dois três exames realizados, um laudo já foi concluído e remetido para autoridades policiais. O segundo está em fase final de acabamento, e o de hoje em breve concluiremos,” afirmou o médico.
Presente também ao exame, o diretor do IML de Maceió, Luiz Mansur explicou que o levantamento das vítimas que precisarão passar pela exumação continua sendo realizado pelo Ministério Público Estadual. “Como houve um mutirão realizado pelo MPE e a Defensoria pública, alguns famílias conseguiram a supressão do exame, sendo liberado o atestado de óbito pela justiça sem a necessidade da exumação, por isso solicitou uma nova relação ao MPE”, explicou Mansur.
Os trabalhos da equipe foram finalizados no final da manhã, os restos mortais da vítima foram devolvidos para seu jazigo. A direção do IML confirmou para próxima semana uma nova exumação. Desta vez o exame será realizado no interior do estado.

Original em: http://www.alagoas24horas.com.br

GD Star Rating
loading...

Mais um corpo é exumado pelo Instituto Médico Legal em Maceió

Cronograma prevê a exumação de 11 corpos por decisão judicial.
180 corpos foram enterrados sem atestado de óbito durante greve no IML

Exumação é a segunda desde a retomada dos procedimentos. (Foto: Divulgação/IML)Mais uma exumação foi realizada por servidores do Instituto Médico Legal Estácio de Lima no cemitério São José, no bairro do Trapiche, em Maceió, durante a manhã desta sexta-feira (07). O exame dá sequência às exumações dos corpos que foram enterrados sem atestado de óbito, durante o período em que os servidores do IML estavam em greve. Esse foi o segundo procedimento no total de 11 previstos por determinação judicial desde a retomada dos procedimentos.

O exame foi realizado no corpo de Ricardo Campos de Oliveira, de 33 anos. Ele foi assassinado no dia 29 de junho de 2012, juntamente com a sua namorada Lícia Gardênia Lima de Almirante, 23 anos, na rua Ângelo Martins, no conjunto Santo Eduardo, bairro da Jatiúca.

Na semana passada o corpo de Lícia foi exumado, e hoje a mesma equipe formada pelo médico legista Antonio Carlos de Lima Xisto e os técnicos forenses Avelar de Araujo e Saulo Barros realizou a exumação. Familiares da vítima e uma delegada do departamento de homicídios acompanharam todo o tramite do exame para garantir a sua legalidade.
O diretor geral da Perícia Oficial João Alfredo, e do IML de Maceió Luz Mansur acompanharam a montagem da estrutura e a realização da exumação. “Montamos uma estrutura móvel com tenda e materiais utilizados para a realização do exame no próprio cemitério para facilitar os trabalhos, com isso esperamos concluir o cronograma conforme prevemos”, afirmou Mansur.

Além das exumações, outros 26 exames serão feitos de forma indireta com a elaboração do laudo cadavérico com o cruzamento de informações dos prontuários médicos dos hospitais, laudo do Instituto de Criminalística, fotos retiradas no local onde corpo foi encontrado e antes de ser liberado para sepultamento. Mansur confirmou que para a próxima semana, mais um exame será realizado.

Arapiraca


De acordo com a assessoria de comunicação do IML, em Arapiraca o processo de exumação dos 40 corpos já está sendo concluído. No último levantamento foi constatado que cerca de 33 corpos já haviam passado pelo exame cadavérico.

Ainda segundo a assessoria, a agilidade do processo na cidade é devido à baixa demanda de outros tipos de exames e quantidade de médicos disponíveis se comparado com Maceió.

Original em: http://g1.globo.com

GD Star Rating
loading...

Poal confirma sete assassinatos e ‘mortes a esclarecer’

O relatório da Perícia Oficial de Alagoas (Poal) emitido na manhã desta segunda-feira (3) confirma a entrada de sete corpos vítimas de violência nos Institutos Médico Legal de Maceió e Arapiraca. Outros três cadáveres são listados como morte a esclarecer. Segundo a assessoria da Poal, apenas a necropsia irá determinar a causa da morte nesses casos.

Entre as vítimas de violência confirmadas pela Poal estão Leonardo Ferreira dos Santos, 18, que morreu no Minipronto-socorro do Tabuleiro após ser alvejado com vários disparos, um corpo não identificado, vítima de vários golpes de arma branca no Trapiche da Barra.

Também foram confirmadas a entrada dos corpos de Everton Oliveira da Silva, 17, morto a tiros no Complexo Benedito Bentes, Emersoncley Andrade da Silva, 26, assassinado a tiros no campo de futebol Gameleira, em Passo de Camaragibe, Augusto Ferreira da Silva Junior, 19, executado a tiros no bairro Antares e Flávio Valentin, 33, morto por arma de fogo na zona rural de Cajueiro. Esses os corpos que deram entrada no IML de Maceió.

No Instituto Edvaldo Castro Alves, em Arapiraca, deu entrada os corpos de Jogerferson Mandu da Silva, 26, um cadáver não identificado, carbonizado, no Povoado Folha Miúda, em Craíbas, José Manoel Agostinho da Silva, idade não divulgada, e Gilmar Ferreira da Silva, 26, que constam como morte a esclarecer.

O relatório da Poal não confirma a entrada do corpo do jovem Charles Emanoel Oliveira da Silveira, 17 anos, assassinado na madrugada desta segunda, 3, na Avenida Bráulio Montenegro, no bairro Vila Maria, em Palmeira dos Índios.

Os corpos serão submetidos à necropsia e posteriormente serão liberados para sepultamento.

Original em: http://www.alagoas24horas.com.br

GD Star Rating
loading...

Jovem é morto em feira livre; IML registra mais 4 crimes

Um jovem de 20 anos de idade faleceu nesta terça-feira, dia 21, vítima de atentado à bala na cidade de São Miguel dos Campos. A Perícia Oficial de Alagoas registrou outros quatros crimes de homicídios em Maceió.

José Medson de Lima Duarte estava na feira livre da cidade quando, segundo testemunhas, foi surpreendido por dois homens, que efetuaram vários tiros pelas costas.

 A vítima chegou a ser socorrida, foi submetida à intervenção cirúrgica num hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

 A polícia não ainda informações sobre os autores dos disparos. O crime será investigado pela 6ª Delegacia Regional.

 Os Institutos Médico Legal de Maceió e Arapiraca registraram ainda outros quatro crimes de homicídio: um homem ainda não identificado foi encontrado morto boiando próximo a uma região de mangue no Pontal da Barra. A vítima foi assassinada com disparos de arma de fogo; José Cícero Rodrigues de Oliveira, 32, foi morto a tiros na Rua Ulisses Pereira de Oliveira, em Arapiraca; José Carlos Lins Nascimento, 30, foi assassinado na Grota do Andraújo, na Garça Torta; e Cristiano Ferreira de Araújo, 27, vítima de arma de fogo no bairro do Farol.

Original em: http://www.alagoas24horas.com.br

GD Star Rating
loading...

ABML apoia Médicos Legistas dos IMLs de Maceió e Arapiraca

A Associação Brasileira de Medicina Legal – ABML, vem a público manifestar todo apoio e solidariedade aos médicos-legistas do Instituto Médico Legal de Maceió e de Arapiraca que, em virtude das péssimas condições de trabalho e da total falta de respeito da parte do Governo do Estado de Alagoas, foram forçados a adotar a greve como último recurso, na tentativa de sensibilizar as autoridades para a real situação da categoria.

Repudia, ainda, a tentativa governamental de intimidação da categoria, com ameaças de prisão aos profissionais em greve, tentativa esta há muito banida nos regimes democráticos, posto que o instrumento da greve é um direito constitucional de todo trabalhador.

Tal medida visa tão somente encobrir a realidade trágica dos institutos médicos legais de Alagoas, que sabidamente vêm funcionando sem as mínimas condições, num completo desrespeito aos cidadãos daquele estado e aos profissionais que ali trabalham.

Conclama, por fim, o Governador Teotônio Vilela Filho a entender a importância e o caráter estratégico dos serviços prestados pelo órgão pericial do Estado e a reabrir as negociações coma categoria.

Brasília, 24 de setembro de 2012

ANTÔNIO BATISTA DE QUEIROZ
Presidente

Recebido por email

GD Star Rating
loading...

Alagoas desenvolve projeto para Complexo de Perícias Forenses

Instituto Médico Legal, primeiro edifício do conjunto a ser construído, terá blocos independentes com uso de cobogós e jardins internos

Edifício terá somente dois acessos: um público e um para funcionários

O Instituto Médico Legal de Alagoas (IML-AL) já tem projeto para sua nova sede. O edifício fará parte do Complexo de Perícias Forenses (CPFor), juntamente com o Instituto de Criminalística e o novo Instituto de Identificação, que serão instalados em terreno de 31 mil m² na região do Tabuleiro do Martins, próximo ao Distrito Industrial de Maceió. O conjunto terá 4,3 mil m² de área construída.

O projeto já foi encaminhado à Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) e agora aguarda o processo licitatório que, segundo a Secretaria de Estado da Defesa Social de Alagoas, deve acontecer em cerca de dois meses. A estimativa é que a obra custe R$ 4 milhões.

De acordo com o arquiteto Roberto Canavarro, do Serviço de Engenharia do Estado de Alagoas (Serveal), o edifício do IML terá uma característica mais “brasileira”, com o uso de grandes beirais e cobogós na fachada.

O edifício do IML contará somente com dois acessos: um público e outro para funcionários. As atividades serão distribuídas em blocos independentes, que abrigarão biblioteca, um pavilhão formado por cinco laboratórios, sala jurídica, templo ecumênico, sala de imprensa, cartório e um auditório de 60 lugares, além de um espaço exclusivo para o ministério público.

Blocos independentes formam complexo do IML

Como o projeto também requer a construção de uma área sigilosa, sem que seja possível a visualização externa do que acontece no edifício, grandes pátios e jardins internos deverão compensar a sensação de desconforto causada pelo fechamento do edifício.

O prédio será construído em concreto armado, com cobertura de telhas sanduíche. Segundo Canavarro, ainda são necessários estudos para decidir quais materiais serão utilizados em algumas áreas de laboratórios e de conservação de evidências, como, por exemplo, a central de custódia, que será construída no subsolo do edifício.

A construção vai substituir o IML-AL, que já está obsoleto em relação aos IMLs do resto do país. Segundo Canavarro, antes de ser feito o projeto do complexo foram visitados os IMLs de Recife, Fortaleza e do Rio de Janeiro. Também foram realizadas coletas de informações em Macapá e Goiânia. Ainda deverá ser realizado um estudo de impacto ambiental, levando em conta a questão da exaustão de gases e a destinação dos dejetos.

 

Original em: http://www.piniweb.com.br

GD Star Rating
loading...

Complexo de Perícias Forenses terá estrutura mais moderna do país

O novo complexo terá estrutura funcional, abrigando todos os órgãos voltados à perícia forense

O projeto arquitetônico do novo Complexo de Perícias Forenses (CPFor) foi apresentado na manhã desta quinta-feira (27), durante coletiva de imprensa na Secretaria da Defesa Social.

O complexo vai abrigar o Instituto Médico Legal (IML) de Maceió, o Instituto de Criminalística e o novo Instituto de Identificação, numa área de 4.300 m² na região do Tabuleiro do Martins, próximo ao Distrito Industrial.

O prédio será dotado de ampla estrutura funcional, contando com estacionamento para servidores e usuários, biblioteca, pavilhão formado por cinco laboratórios, sala jurídica, ecumênica, de imprensa, cartório e auditório de 60 lugares.

No subsolo haverá também uma central de custódia onde vão ser armazenados vestígios. De acordo com a diretora do CPFor, Ana Márcia, mais de 80% dos procedimentos do IML serão destinados a pessoas vivas, dando prioridade a exames de corpo de delito.

O secretário da Defesa Social, coronel Dário Cesar, afirmou que é preciso transformar a história do IML e há meios para isso. “Já temos uma área destinada para este fim, temos o projeto arquitetônico e a determinação do governador do Estado para a construção. Quando for concluído, o complexo será o mais moderno do Brasil.

Segundo o arquiteto do Serviço de Engenharia do Estado de Alagoas (Serveal), Roberto Canavarro, antes de ser feito o projeto do complexo foram visitados os IML’s de Recife, Fortaleza e do Rio de Janeiro para servirem como parâmetro, mas foi projetado um que atendesse a necessidade local. Também foram realizadas coletas de informações em Macapá e Goiânia.

Canavarro disse ainda que será feito todo um estudo de impacto ambiental, levando em conta a questão da exaustão de gases e a destinação dos dejetos.

Há a previsão de que o investimento gire em torno de R$ 4 milhões, mas de acordo com o arquiteto o custo final ainda não está definido.

Questionado sobre a ação do Ministério Público para transferência do local do IML, Dário Cesar disse que soube dessa informação pela imprensa e que ainda não recebeu nenhuma notificação a esse respeito. Mas informou que vai ser melhorado o que puder até que o Instituto seja instalado num local definitivo.

O projeto encaminhado à Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) aguarda agora o processo licitatório que deve acontecer em cerca de dois meses.

Participaram da apresentação o secretário adjunto da Defesa Social, José Edson, o diretor adjunto do CPFor, Severino Lira e o diretor do IML de Maceió, Gerson Odilon.

Assessoria Defesa Social

Original em: http://www.ojornalweb.com

GD Star Rating
loading...

Defesa Social implanta benefício para servidores do CPFor

A Secretaria da Defesa Social está implantando um benefício pioneiro no âmbito da administração direta destinado aos servidores do CPFor (Centro de Perícia Forense). A partir de agora, os funcionários dos órgãos vinculados receberão um cartão refeição, garantindo a alimentação (almoço e jantar) nos dias de serviço.

“Essa é uma grande conquista para os funcionários do Instituto de Criminalística e do IML de Maceió e Arapiraca, que terão direito à alimentação em qualquer parte do Estado”, comemora a diretora do CPFor, Ana Márcia. Segundo ela, antes, o próprio servidor custeava sua alimentação, por não receber diária, principalmente, quando viajavam a serviço para o interior.

Para garantir a alimentação dos servidores efetivos e plantonistas da área de perícia, a Defesa Social realizou licitação para escolher a empresa responsável pelo convênio com os estabelecimentos comerciais localizados em todo o Estado. A Green Card foi a empresa vencedora e que ficará responsável pela confecção do cartão refeição, cuja distribuição será feita até o final deste mês.

De acordo com Ana Márcia, uma das vantagens do cartão alimentação é que o servidor irá escolher o restaurante em que irá almoçar ou jantar e também o cardápio. A empresa já cadastrou vários estabelecimentos da capital e do interior, para que os funcionários tenham opção de
escolha.

“Pelo sistema antigo de distribuição de quentinhas, o funcionário não tinha opção de cardápio e, muitas vezes, quando a equipe plantonista viajava ao interior, perdia o horário de almoço e até do jantar, tendo que bancar sua alimentação”, comenta a diretora do CPFor. “Mas graças ao empenho da Defesa Social, conseguimos mais uma conquista para a nossa categoria”, acrescentou.

Adicional

Os servidores do CPFor também ganharam outra conquista. A partir deste mês, eles voltam a receber o adicional noturno, que foi suspenso na administração anterior. O projeto que garante o pagamento já foi aprovado pela Assembleia Legislativa e será implantado no salário de janeiro.

Ana Márcia informou ainda que está em análise pela Defesa Social o processo referente ao pagamento de hora-extra ao pessoal da área de perícia “Em virtude do nosso efetivo reduzido, muitos profissionais precisam ter a carga horária de serviço prorrogada; por isso, é preciso que eles tenha direito à hora-extra”, explicou.

Original em: http://www.aquiacontece.com.br

GD Star Rating
loading...