Arquivo

maio 2017
STQQSSD
« abr  
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031 

Seminário debate técnicas e avanços na Perícia Criminal

Locais de explosão e de acidentes serão tema de palestras

Como a perícia ocorre em um local de crime onde houve uma explosão? Por onde iniciar a coleta de vestígios de um acidente de trânsito fatal? Como é possível comprovar, por meio da perícia, a prática de crimes financeiros?

Todas essas questões serão debatidas no I Seminário Alagoano de Perícias Criminais, que ocorre nos dias 3 e 4 deste mês, no Auditório da Unit, em Cruz das Almas, sempre a partir das 8h (programação em anexo).

O evento, organizado pela Associação Alagoana de Peritos em Criminalística (AAPC) e Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais, traz a Maceió especialistas em diversos segmentos como a contabilidade, a engenharia civil, computação forense, meio ambiente, odontologia forense e medicina legal.

Por: assessoria

Original em: http://www.tribunahoje.com

GD Star Rating
loading...

Perícia criminal como ferramenta de justiça é tema de seminário em Campo Grande

Serão abordados temas como a utilização de veículos aéreos não tripulados para monitoramento ambiental, bancos de perfis genéticos, utilização da tecnologia computacional contra a criminalidade.

Pesquisas científicas e perícia criminal como ferramentas de justiça são temas do XVI Seminário Regional dos Peritos Oficiais de Mato Grosso do Sul e III Seminário Regional dos Peritos Criminais Federais que aconteceu nessa última sexta-feira (27), no Complexo Multiuso da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

Palestrantes gabaritados palestram no evento e abordam temas como a utilização de veículos aéreos não tripulados para monitoramento ambiental, bancos de perfis genéticos, utilização da tecnologia computacional contra a criminalidade, técnicas para ajudar no esclarecimento de crimes a partir de perícias criminais em cadáveres e o aprimoramento das investigações de acidentes de trânsito.

Entre os participantes estão peritos em engenharias, biologia, farmácia, medicina, psicologia e ciências da computação, que durante o evento trocam informações sobre a importância da perícia para a elucidação dos  crimes, já que as provas materiais são fundamentais para que o inquérito policial forneça os subsídios necessários para que o Poder Judiciário decrete prisões e os culpados sejam condenados.

O avanço tecnológico e os novos equipamentos elevam a qualidade das investigações e proporcionam maior profundidade na análise das cenas de crime, com coletas de materiais genéticos que vão de sangue a fios de cabelo e chegam à projéteis e perícias em armas de fogo. Quando o assunto é perícia criminal, Mato Grosso do Sul possui os mais modernos e sofisticados equipamentos existentes no país, capazes de realizar praticamente todos os exames periciais necessários para a elucidação de um crime.

A programação completa do seminário que conta com mais de 300 peritos inscritos, pode ser acessada no site www.seminario.apoms.org.br

Fonte:  Assessoria de Imprensa da APOMS

Original em: http://www.acritica.net

GD Star Rating
loading...

Procurador-geral de justiça do Acre prestigia solenidade de abertura da I Conferência de Perícia Criminal

O procurador-geral de justiça do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto, prestigiou nesta quinta-feira (4) a solenidade de abertura da I Conferência de Perícia Criminal, promovida pela Associação dos Peritos Criminais do Acre (ASPEC/AC). O evento, comemorado em todo o Brasil, é alusivo ao Dia Nacional do Perito Criminal, instituído pela Lei nº 11.654, de 15 de abril de 2008.

Procurador-geral de justiça do Acre prestigia solenidade de abertura da I Conferência de Perícia Criminal

O procurador-geral de justiça do MPAC fez parte da mesa de honra que abriu a conferência, ao lado de autoridades estaduais e municipais, além do presidente da ASPEC, Bruno Lustosa. Participaram do evento policiais civis, militares e federais, bombeiros militares, acadêmicos, dentre outros profissionais. A perita criminal Rosana Monteiro, que atuou no Caso Nardoni, também participou da conferência.

O presidente da ASPEC agradeceu a presença das autoridades e fez um breve relato da atuação do perito criminal no estado. Ele enfatizou que o dia 4 de dezembro é um dia especial para a perícia criminal.

Em seu discurso, o procurador-geral de justiça agradeceu o convite para participar da conferência e afirmou saber do esforço do Governo do Estado para dotar o sistema de segurança de condições humana e material para a realização de seu trabalho. Ele deu boas vindas a Rosana Monteiro, a quem fez elogios pelo seu trabalho.

“Queremos reconhecer o grande trabalho realizado pelos peritos criminais acreanos, que hoje comemoram esse dia especial, profissionais que estão sempre engajados na luta pela busca de justiça”, salientou, acrescentando que em 2015 a instituição ministerial vai intensificar o trabalho conjunto com o Sistema Integrado de Segurança Pública.

DSC_1134Homenagem

A escolha do dia 4 de dezembro como o Dia Nacional do Perito Criminal foi uma homenagem ao patrono dos peritos criminais, Otacílio de Souza Filho, que nasceu nesse dia e morreu tragicamente, em 1976, após sofrer uma queda de um precipício, quando periciava duas mortes ocorridas em local de difícil acesso, no interior do Estado de Minas Gerais. A data foi aprovada pelos membros da Associação Brasileira de Criminalística durante o IV Congresso Nacional de Criminalística, e passou a fazer parte do Estatuto da organização.

A importância da perícia criminal cresce dia a dia dentro do sistema moderno de investigação e de busca da justiça. Cabe ao perito criminal a localização das provas, o estudo do corpo do objeto, a realização de exames laboratoriais específicos, a análise de todas as informações das quais se dispõe e reconstituir a cena do crime, na tentativa de desvendar os autores, as armas utilizadas, o modo como foi realizado e até as vítimas. As provas técnicas possuem tamanha importância em um processo, que não são descartadas nem mesmo quando o réu é confesso.

Por: Agência de Notícias – MP/AC – Assessoria de Comunicação Social – ASCOM

Original em: http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=293539&codDep=35

GD Star Rating
loading...

Inclua seu evento na Agenda do PeríciaCriminal.com

Prezados amigos do PeríciaCriminal.com,

incluaVisando atualizar a agenda de eventos na área, solicitamos a todos que nos enviem as informações sobre os eventos, palestras, seminários, congressos e cursos relacionados com a perícia criminal.

Para incluir seu evento em nossa agenda é muito simples, basta acessar a Agenda de Eventos do PeríciaCriminal.com e utilizar o”Formulário para inclusão de evento“. Sua informação será analisada e, sempre que compatível com nossa Política, incluída na Agenda e divulgada nas redes sociais como Facebook, Twitter, Pinterest, Blogger, entre outras.

Participe, colabore e contribua para o crescimento da comunidade!

Administrador do PeríciaCriminal.com

GD Star Rating
loading...

Fantástico – Situação da perícia criminal no Brasil é precária

Reportagem sobre a situação da perícia criminal no Brasil
O Fantástico realiza uma visão sobre a situação da perícia criminal no Brasil, argumenta a falta de equipamentos para a realização das investigações e a dificuldade dos peritos criminais, que realizam seu trabalho na maioria das vezes sem nem um suporte. Nesse sentido, ocasiona um acúmulo de inquéritos e muitos crimes ficam sem solução, assim quem acaba sofrendo é a própria sociedade. A reportagem foi feita em 2011, só que é verídico que a situação ainda não mudou.

Fantástico – Situação da perícia criminal no Brasil é precár
[KGVID width=”432″ height=”360″]http://periciacriminal.com/novosite/wp-content/uploads/2014/05/Fantástico-Situação-da-perícia-criminal-no-Brasil-é-precár.mp4[/KGVID]

GD Star Rating
loading...

Câmara cria comissão especial para analisar desvinculação da perícia criminal

O presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves, criou, na quarta-feira dia 09/04, comissão especial para analisar a Proposta de Emenda à Constituição 325/09, que desvincula a perícia criminal das polícias, tornando-a uma instituição independente, como a Advocacia Pública e a Defensoria Pública.

A proposta determina que o cargo de perito seja desempenhado por servidor público concursado e que sua função seja reconhecida como típica de estado.

Agora, os partidos devem indicar os integrantes da comissão para que ela seja instalada. O ato de criação da comissão foi acompanhado por peritos criminais e pelo deputado Otoniel Lima (PRB-SP).

Original em: http://www.cenariomt.com.br

GD Star Rating
loading...

Ministério da Justiça dará R$ 53,6 milhões para perícias

O Ministério da Justiça abriu, no último dia 17, prazo para que os estados e o Distrito Federal apresentem propostas de fortalecimento das atividades de perícia criminal. Ao todo, até R$ 53,6 milhões serão distribuídos pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). A portaria foi publicada no Diário Oficial da União do dia 17.

As propostas devem ser apresentadas por meio do Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse (Siconv) até o dia 21 de outubro e precisam tratar de perícias essenciais à elucidação de crimes violentos nas seguintes áreas técnicas: perícia em local de crimes violentos; medicina legal; balística forense; genética forense; informática forense; química forense; e papiloscopia.

A iniciativa faz parte do Programa Brasil Mais Seguro, do Ministério da Justiça, voltado à redução da criminalidade violenta por meio da qualificação da investigação criminal e fomento à integração entre os componentes do Sistema de Segurança Pública e Justiça Criminal.

O Programa Mulher Viver Sem Violência também está contemplado na portaria, que prevê que a proposta necessariamente contenha em uma de suas metas a criação de ambientes humanizados nas unidades de medicina legal para atendimento de mulheres, crianças e adolescentes vítimas de violência sexual nos termos do Decreto 7.958, de 13 de março de 2013. Com informações da Assessoria de Imprensa do Ministério da Justiça.

Original em: http://www.conjur.com.br

GD Star Rating
loading...

Com equipamentos parados há dois anos, perícia vive idade da pedra em MS

Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado Investigação dos peritos depende de equipamentos da PF; material vindo de Brasília está embalado háA perícia criminal de Mato Grosso do Sul agoniza. Aproximadamente R$ 2 milhões em equipamentos estão encaixotados ou não podem ser usados pois não há material de reposição. O serviço é um marco na história criminal pois eleva o índice de resolução de casos simples a complexos, e hoje, dispõe de tecnologia avançada. Mas no Estado, a perícia está na “idade da pedra”, define o promotor de Justiça, Sérgio Harfouche.

O Correio do Estado entrevistou profissionais que lidam e precisam do trabalho da perícia, como delegados de polícia, promotores, associações de policiais e Ministério Público, os próprios peritos mas, poucos concordaram em ser identificados na reportagem. A questão da perícia criminal passou da esfera técnica para a política.

A manutenção de fontes em off deve-se ao temor destes profissionais em não se comprometer com críticas ao serviço – temendo represálias – mesmo convivendo com as deficiências dele.

Os equipamentos encaixotados estão no chão de uma das poucas salas do prédio da Coordenadoria Geral de Perícias, com sede em Campo Grande. São dois cromatógrafos, um gasoso e um líquido, enviados em 2010 pelo Ministério da Justiça ao Estado. À época, o Governo Federal mandou os equipamentos para vários estados do Brasil, entre eles, MS.

Para se ter uma ideia da importância do cromatógrafo gasoso para uma investigação criminal, todas as amostras de substâncias consideradas entorpecentes apreendidas no Estado precisam ter laudo emitido confirmando seu conteúdo, caso contrário, aquelas pessoas presas por tráfico de drogas podem ser soltas alegando falta de provas para manutenção da prisão.

Original em: http://www.correiodoestado.com.br

GD Star Rating
loading...

Explosões nos Correios podem ter sido causadas por cosméticos

O esquadrão anti-bombas e a perícia criminal da Polícia Federal (PF) não acreditam que as explosões registradas esta manhã na Central de Distribuição dos Correios, na avenida Abdias de Carvalho, no Bongi tenham sido causadas por uma bomba. Até o momento, a hipótese mais provável é que as quatro caixas que entraram em combustão estivessem transportando produtos cosméticos que possuem elementos inflamáveis como por exemplo materias à base de petróleo e explodido após a soma de fatores como atrito, impacto e alta temperatura.

A perícia preliminar apontou que as caixas de cerca de 90 cm 2 continham livros e pequenas latas cujo o conteúdo ainda é ignorado. Peritos especialistas em explosivos vão identificar que tipo de material causou a combustão.

Testemunhas disseram que o acidente aconteceu por volta das 7h40 da manhã de hoje, no galpão do despacho de correspondências. As caixas haviam sido jogadas por um funcionário em uma máquina chamada de unistisador, responsável por separar os destinatários, quando foram ouvidas quatro explosões.

Funcionários controlaram o incêndio de pequena proporção com os extintores do local. O incidente provocou um princípio de tumulto e muita fumaça foi vista no galpão. Ninguém ficou ferido.

Ainda não se sabe para onde a encomenda seguiria nem os nomes do destinatário ou do remetente. A Polícia Federal vai fazer a identificação por eliminação, de acordo com registro de entrada nas agências dos Correios e até amanhã deve divulgar o resultado da investigação. Além da correspondência que causou a combustão, de oito a 10 outras caixas foram queimadas.

Com informações do repórter Ed Wanderley

Original em: http://www.pernambuco.com

GD Star Rating
loading...

Motor de ônibus envolvido em acidente será reconstruído, afirma perito do IC

Perícia específica no sistema de freios começou por volta das 14h

Uma equipe do Instituto de Criminalistica (IC) de Americana realiza uma perícia específica no sistema de freios do ônibus que causou um grave acidente em Santa Bárbara D’Oeste. Os peritos começaram a análise por volta das 14h desta quinta-feira (17).

Segundo o perito chefe Edvaldo Messias Barros, a perícia não tem hora para terminar. “Vamos precisar reconstruir parte do motor para entender o que aconteceu”, afirma Barros. O resultado está previsto para sair em 30 dias.

Original em: http://eptv.globo.com

GD Star Rating
loading...