Arquivo

novembro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Polícia Civil/DF prorroga inscrições para perito

O concurso público da Polícia Civil do Distrito Federal (PC/DF) vai selecionar profissionais de nível superior (em diversas áreas) para oportunidades com salário de R$ 16,8 mil.

A Polícia Civil do Distrito Federal (PC/DF) prorrogou, até as 22h do dia 16 de maio, o prazo das inscrições do concurso público que oferece 100 vagas, sendo 20 imediatas e 80 para formação de cadastro reserva (CR), no cargo de perito criminal.
A carreira requer nível superior nos seguintes cursos: ciências biológicas (2 + 9 CR), ciências contábeis (2 + 5 CR), ciência da computação/informática (2 + 10 CR), engenharia (7 + 32 CR), farmácia/bioquímica (1 + 4 CR), física (2 + 10 CR), geologia (1 + 3 CR), odontologia (1 + 1 CR) e química (2 + 6 CR).
O salário inicial é de R$ 16.830,35 para jornada de trabalho de 40 horas por semana.

Como participar do concurso
As inscrições do concurso da Polícia Civil serão recebidas pelo endereço eletrônico do Instituto Americano de Desenvolvimento – IADES (www.iades.com.br), organizador do processo seletivo.
O valor da taxa de participação é de R$ 210 e poderá ser pago até 11 de maio.

Etapas do concurso
O concurso da Polícia Civil envolverá prova objetiva de conhecimentos gerais e específicos, de caráter eliminatório e classificatório; prova discursiva de conhecimentos gerais e específicos, de caráter eliminatório e classificatório; sindicância de vida pregressa e investigação social, de caráter unicamente eliminatório; exames biométricos e avaliação médica, de caráter unicamente eliminatório; prova de capacidade física, de caráter unicamente eliminatório; avaliação psicológica, de caráter unicamente eliminatório; prova de títulos, de caráter meramente classificatório; e curso de formação profissional, de caráter eliminatório e classificatório, a ser realizado na Academia de Polícia Civil do Distrito Federal (APCDF).

Com cinco horas de duração, as avaliações objetiva e discursiva serão aplicadas em data, locais e horários a serem divulgados no dia 8 de junho no site das inscrições.

Original em: http://www.onortao.com.br/

GD Star Rating
loading...

Governo realiza curso de investigação de homicídios em parceria com Ministério da Justiça e embaixada dos EUA

A Academia de Polícia Civil da Paraíba (Acadepol) realiza, a partir de segunda-feira (28) até o dia 1º de abril, a 7ª edição do curso de Investigação de Homicídios, promovido pela Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (Senasp/MJ), em parceria com a embaixada dos Estados Unidos (EUA). Participam do curso, 24 policiais civis paraibanos e ainda representantes da Polícia Civil de 13 estados brasileiros. As aulas, divididas entre teóricas e práticas, serão ministradas por policiais norte-americanos do Departamento de Homicídios de Miami (EUA) e terão tradução simultânea.

A abertura do curso foi realizada pelo secretário de Segurança e Defesa Social, Cláudio Lima, que explicou a importância da troca de informações, que servirão para um aperfeiçoamento dos policiais civis paraibanos. “Esse tipo de curso proporciona um trabalho ainda mais complexo das equipes de investigação de homicídios que atuam no Estado da Paraíba. Quanto mais conhecimento mais isso será aplicado no enfrentamento aos crimes violentos. O objetivo é investir em Segurança Pública”, frisou Cláudio Lima.

De acordo com o diretor da Acadepol, delegado Severiano Pedro, o curso é uma oportunidade de conhecer formas de investigação administradas por policiais de outro país. “O intuito é o aperfeiçoamento de técnicas que possam contribuir com o trabalho desenvolvido pelos policiais civis quando chegam a um local de crime. Essa capacitação é muito importante e mostra o comprometimento da Secretaria da Segurança Pública da Paraíba. O conhecimento é necessário para a realização de um trabalho policial bem feito e que está diretamente relacionado à elucidação de crimes”, disse.

O objetivo do curso é contribuir para o fortalecimento de uma investigação efetiva de homicídios e acontece em várias cidades brasileiras. Durante as aulas, os alunos aprenderão desde coleta de indícios no local de crime até técnicas de abordagens aos suspeitos, orientações de procedimento de interrogatório e dicas para a preservação do local onde o assassinato aconteceu.

O delegado geral da Polícia Civil da Paraíba, João Alves de Albuquerque, ressaltou que esse tipo de investimento é essencial para o aperfeiçoamento das equipes que trabalham diretamente com a investigação de homicídios. “Tivemos a preocupação de proporcionar o acréscimo de conhecimento específico a esses policiais para que eles sejam multiplicadores do conteúdo que foi aprendido no curso. O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Segurança e Defesa Social (Seds), organizou todo um esquema para que esses alunos pudessem ser recebidos e acolhidos na Acadepol, e isso só demonstra o investimento na área de Segurança Pública e traz benefícios para a Polícia Civil”, finalizou João Alves.

Iniciativa do Governo Federal – A ação que está sendo realizada em João Pessoa faz parte do Programa Brasil Mais Seguro, o Governo Federal. O objetivo é que detetives da polícia investigativa dos Estados Unidos treinem agentes, escrivães e delegados da Polícia Civil durante o curso Técnicas para Elucidação de Homicídios, realizado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (Senasp/MJ) em parceria com a Secretaria da Segurança Pública do Estado e a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil.

Por: Secom PB

Original em: http://www.paraiba.com.br

GD Star Rating
loading...

Foz do Iguaçu: Imagem de vela ‘aparece’ em local de crime com morte

A cena chamou a atenção. O desenho de uma vela se formou em um monitor de televisão, dentro de um quarto, onde um rapaz foi executado a tiros, na noite deste último sábado (12), em Foz do Iguaçu.

A imagem da vela se formou depois que o aparelho foi atingido por um dos tiros. Já a vítima, caiu bem ao lado da cama e não teve a menor chance de se defender.

O crime aconteceu em uma casa, na rua Arapiraca, no Bairro Parque Presidente. Equipes do Siate chegaram a ser acionadas, mas apenas constataram a morte do rapaz.

Leandro Nogueira, 21 anos, foi executado com pelo menos seis tiros, um acertou a nuca do rapaz, os outros, acertaram o braço e o tórax.

Equipes da Polícia Militar e Civil também foram chamadas para apurar o caso. A Criminalística foi chamada e segundo o perito, há indícios de que o rapaz foi morto enquanto estava ajoelhado.

Testemunhas contaram aos policiais que três homens armados chegaram ao endereço. Dois deles estavam encapuzados.

O trio executou Leandro. Pelos levantamentos iniciais, os investigadores não descartam que o crime pode ter sido cometido por vingança.

O caso segue em investigação. O corpo foi levado ao IML de Foz do Iguaçu.

Por: MassaNews
GD Star Rating
loading...

Polícia Civil-DF tem concurso aberto para Perito Criminal em 2016

Com edital lançado, Polícia Civil do Distrito Federal abre um novo concurso público para selecionar 100 candidatos de nível superior no cargo de Perito Criminal que tem salário de R$ 16.830,85. As inscrições começam no dia 30 de março.

Saiu edital do novo concurso da PC-DF. Estão abertas 100 novas oportunidades de ingresso na Polícia Civil do Distrito Federal para o cargo de Perito Criminal de 3ª Classe. O documento publicado pelo órgão conta com 20 vagas abertas para provimento imediato e 80 para formação de cadastro reserva no cargo que tem exigência de nível superior de escolaridade em diversos cursos. Os salários oferecidos para a função são de R$ 16.830,85 mensais, por jornada de trabalho de 40 horas semanais. Veja o edital.

As vagas são destinadas a candidatos que possuam diploma de graduação nas especialidades de Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Ciência da Computação/ Informática, Engenharia, Farmácia/ Bioquímica, Física, Geologia, Odontologia e Química. De acordo com o edital publicado pelo Instituto Americano de Desenvolvimento – IADES, que é responsável pela organização do concurso, 5% das vagas abertas serão destinadas aos candidatos portadores de deficiência.

O período de inscrições estará aberto entre os dias 30 de março e 5 de maio de 2016 no endereço eletrônico do IADES – www.iades.com.br, onde os candidatos devem efetuar o seu cadastro, que só será validado após o pagamento da taxa de participação que está fixada em R$ 210,00.

Para conquistar uma vaga os candidatos passarão por diversas etapas de avaliação, como:

– Prova objetiva de conhecimentos gerais e específicos, de caráter eliminatório e classificatório;

– Prova discursiva de conhecimentos gerais e específicos, de caráter eliminatório e classificatório;

– Sindicância de vida pregressa e investigação social, de caráter unicamente eliminatório;

– Exames biométricos e avaliação médica, de caráter unicamente eliminatório;

– Prova de capacidade física, de caráter unicamente eliminatório;

– Avaliação psicológica, de caráter unicamente eliminatório;

– Prova de títulos, de caráter meramente classificatório;

– Curso de formação profissional, de caráter eliminatório e classificatório, a ser realizado na Academia de Polícia Civil do Distrito Federal.

As provas objetivas e discursivas, que serão as primeiras a serem aplicadas, acontecerão no dia 19 de junho de 2016 e terão a duração de 05 horas, tendo os seus gabaritos divulgados 24 horas após a sua realização.

O prazo de validade do concurso público será de um ano, contado a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período.

Por: Adrien Carlos Duarte

Original em: https://www.acheconcursos.com.br

GD Star Rating
loading...

Polícia suspende enterro no PI após suspeita de que vítima foi assassinada

Proprietário de funerária denunciou que vítima apresentava várias lesões.
Família chegou a informar que homem tinha cometido suícidio.

O corpo de um homem foi removido pela Polícia Civil de dentro do caixão na manhã desta quinta-feira (7) quando era levado ao cemitério na cidade de Gilbués, a 797 km de Teresina. O fato aconteceu após a denúncia de que a vítima teria sido assassinada, e não cometido suicídio, como havia informado a família.

Segundo o delegado Moisés Aragão, da Delegacia de Corrente, a primeira informação que chegou à polícia foi de que um homem de 40 anos havia sido achado morto em um matagal na quarta-feira (6) e que teria atentado contra a própria vida. No entanto, ao ajeitar o corpo para o velório os funcionários da funerária identificaram marcas de quatro facadas no pescoço da vítima e uma pancada forte na cabeça.

“O proprietário da funerária suspeitou do caso e fez a denúncia. Deslocamos uma equipe até o local para apurar o que realmente aconteceu. Acho estranho ser suicídio. Uma pessoa não seria capaz de fazer várias perfurações no próprio pescoço e ainda aplicar uma machadada na cabeça sozinho”, avaliou o delegado.

O comandante do Grupamento da Polícia Militar de Gilbués, tenente Getúlio Salviano, informou que a família procurava a vítima há dois dias e devido ao estado avançado de decomposição do corpo não foi feito perícia.

“O homem foi levado diretamente para a funerária e o caixão estava de saída para o cemitério, quando o delegado deu ordem para interromper a cerimônia. Estamos aguardando a perícia chegar para analisar o corpo e o local onde ele foi encontrado”, falou o comandante.

Um inquérito policial foi aberto para apurar as causas da morte.

Caso semelhante

Um caso bem parecido com o que ocorreu em Gilbués aconteceu na última semana de dezembro do ano passado em Cocal, Norte do estado. O corpo de uma senhora de 69 anos foi retirado de dentro caixão enquanto era velado pelos familiares. Um irmão da vítima denunciou à Polícia Civil que uma filha da idosa a agredia constantemente e que os maus-tratos poderiam ter causado a morte.

O corpo foi enviado para a realização de exames periciais em Parnaíba, no litoral, mas não foi identificada a causa morte do pescoço para baixo e como o Instituto de Medicina Legal (IML) de Parnaíba não realiza exames na cabeça, o corpo foi enviado para o IML de Teresina. O laudo ainda está sendo aguardado.

Por: Catarina Costa Do G1 PI

Original em: http://g1.globo.com

GD Star Rating
loading...

Exames contradizem PMs e indicam que jovens fuzilados não atiraram; para polícia, arma foi “plantada”

Segundo o IML, não foi encontrada pólvora nas mãos dos 5 jovens

Segundo o Instituto de Criminalística, o carro onde estavam os cinco jovens tem 81 impactos de projétil. Severino Silva/Ag. O Dia

A Polícia Civil concluiu que os cinco jovens mortos fuzilados dentro de um carro no dia 28 de novembro em Costa Barros, zona norte do Rio, não dispararam contra os quatro PMs suspeitos de fuzilá-los. A conclusão foi informada nesta terça-feira (8) a partir da divulgação dos resultados de exames periciais no carro e nos corpos das vítimas.

Exame residuográfico nas cinco vítimas descartou a presença de pólvora em suas mãos, o que indica que nenhum deles disparou contra os PMs, diferentemente da versão dos acusados. Segundo o diretor do ICCE (Instituto de Criminalística Carlos Éboli), Sérgio William, nenhum disparo partiu do Palio branco onde estavam os jovens.

Não foram encontrados vestígios, nada que indique que houve disparo de dentro para fora do veículo [em que estavam os jovens].

Segundo ele, as perfurações no carro provocadas por balas — foram verificados 81 impactos de projéctil no veículo — se concentram na parte traseira e do lado direito. William e o delegado da 39ª DP (Pavuna) também afirmaram que não foram encontrados indícios de que os PMs entraram em confronto com supostos traficantes, também segundo versão dos policiais. Eles disseram à polícia que reagiram a suposto ataque de um dos rapazes mortos e que também foram alvo de criminosos da região após a ocorrência de saque a um caminhão da Ambev.

O delegado citou depoimento de testemunha que relatou que os rapazes não saíram do carro, o que corrobora que não houve confronto. Segundo Rui Barbosa, os PMs “plantaram” uma arma no veículo dos rapazes. Ele ainda citou que o motorista do caminhão contou que o carro envolvido no roubo era um Fiat azul, modelo e cor diferentes do veículo em que estavam os rapazes.

Essas contradições nos fazem acreditar que a coisa não foi do jeito que os policiais relataram.

Rui Barbosa vai solicitar agora, a partir do encaminhamento de ao menos dez projéteis retirados dos corpos dos rapazes ao ICCE, que seja realizado exame de confronto balístico com as armas apreendidas dos PMs.

Do R7

Original em: http://noticias.r7.com

GD Star Rating
loading...

Concurso para Polícia Civil do RN é autorizado pelo Governador

Rio Grande do Norte – O Governador em exercício Ezequiel Ferreira de Souza assinou, na tarde desta última quarta-feira (18), a autorização para abertura de concurso público para preenchimento de 40 vagas para os cargos de perito criminal, médico-legista, psiquiatra auxiliar e auxiliar de perícia no Instituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP).

São 9 vagas para perito criminal, 15 vagas para médico-legista, 3 vagas para psiquiatra e 13 para auxiliar de perícia. Os autos serão encaminhados para a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social na manhã desta quinta-feira (19) para adoção das medidas subsequentes. As vagas são decorrentes de aposentadoria, exoneração e falecimento.

O concurso público considera, por exemplo, a carência de pessoal no ITEP, a natureza pública e essencial do serviço prestado pelo órgão e a indispensabilidade do exame de corpo de delito, conforme art. 158 do Código Penal.

O certame é respaldado pelo art.22, da Lei Complementar nº 191, que veda o provimento de cargo público, admissão ou contratação de pessoal, mas ressalva a reposição decorrente de aposentadoria ou falecimento de servidores das áreas de educação, saúde e segurança.

Fonte: Visor Político

Original em: http://folhanobre.com.br

GD Star Rating
loading...

Confirmado para o dia 26 início das aulas para 146 aprovados no concurso da Polícia Civil

A aula inaugural que marca o início da formação técnica profissional de 146 convocados do concurso da Polícia Civil de Rondônia está marcada para o próximo dia 26, no auditório do Tribunal de Contas do Estado, em Porto Velho. O evento deve reunir professores, alunos e autoridades envolvidas na Segurança Pública do estado.

Antônio Carlos dos Reis, secretário da Sesdec
Secretário de Segurança Pública, Antônio Carlos dos Reis
O curso de formação corresponde a mais uma etapa do certame para os candidatos aprovados no concurso público conforme o Edital nº 0001/2.014 -Sesdec/PC/Consupol, e terá duração de seis meses, com 120 dias de aulas teóricas e 60 dias de estágio supervisionado. Quando estiverem aptos, os servidores serão nomeados para os municípios aos quais foram classificados.

Promovido pela Secretaria de Estado da Segurança Defesa e Cidadania (Sesdec) e a Academia de Polícia Civil (Acadepol), o curso será dividido em 896 horas aulas, das quais 506h são comuns a todos os candidatos, 70h para palestras, 120h específico para cada curso e 320h para estágio supervisionado.

As avaliações de cada disciplina ficam a cargo de cada instrutor. No curso de formação, os 11 candidatos classificados para o cargo de delegado, 8 para perito criminal, 40 para agentes de polícia, 71 escrivão de polícia, 5 datiloscopista, 7 técnico em necropsia, 2 agente de criminalística e 2 técnico de laboratório serão submetidos a provas escritas, práticas, seminários, conforme a natureza de cada disciplina. Todos passarão também por exames médicos, psicológicos e investigação social.

Segundo o diretor da Acadepol, delegado Túlio Anderson, a grade curricular do curso inclui módulos de direitos humanos, polícia comunitária, organização e regime jurídico da Polícia Civil, procedimentos disciplinares, armamento e tiro, condicionamento físico, noções de informática, cadeia de custódia da prova pericial, preservação de local de crime, redação textual e policial, documentos técnicos, entre outras.

“A expectativa é que o curso de formação seja proveitoso, considerando que será promovida uma formação de qualidade. Que esses alunos já devidamente preparados cheguem à instituição motivados e com vontade de somar à Polícia Civil”, disse o delegado

De acordo com o secretário de Segurança, Antônio Carlos dos Reis, a academia capacita os alunos ingressantes para o bom desempenho de suas atividades e os conscientiza sobre a responsabilidade com a segurança pública e o respeito e proteção ao cidadão.

“A Segurança Pública é um desafio permanente, por isso é importante que todos busquem o conhecimento e a qualificação profissional para que possamos melhorar ainda mais a prestação de serviço da Polícia Civil”, orientou Reis.

Fonte: Rondoniagora

Original em: http://www.rondoniagora.com

GD Star Rating
loading...

Concurso Polícia Civil-PE 2015/2016 terá 966 vagas pelo Cespe

Com organizadora definida, edital de abertura do concurso da Polícia Civil de Pernambuco terá edital até fim do ano para quase 1.000 vagas em oito cargos de nível superior. Destas, 500 oportunidades no órgão serão para ingresso no cargo de Agente de Polícia.

A Polícia Civil do Estado do Pernambuco definiu a banca organizadora do seu próximo concurso público a ser realizado entre 2015 e 2016. Através de Dispensa de Licitação publicada no Diário Oficial do Estado de 5 de novembro, o Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (CEBRASPE), realizará o concurso público para preencher 966 vagas no órgão.

As quase mil vagas estão distribuídas entre os cargos de Delegado de Polícia (100 vagas), Agente de Polícia (500), Escrivão de Polícia (50 vagas), Médico Legista (40), Perito Criminal (56), Auxiliar de Legista (73), Auxiliar de Perito (96) e Perito Papiloscopista (51). Todos os cargos exigirão formação de nível superior e os salários partem de R$ 3.550,00, chegando a R$ 9.069,81.

A expectativa é de que o edital de abertura do concurso seja divulgado ainda este mês ou no início de dezembro. Veja a contratação do Cespe/UnB.

O último concurso da Polícia Civil de Pernambuco foi realizado em abril/2015 para o cargo de Delegado de Polícia e teve seu edital anulado (veja mais). O concurso buscava preencher 100 vagas no cargo que exigia diploma de bacharel em Direito e tinha vencimentos iniciais de R$ 9.069,81 por jornada de trabalho de 40 horas semanais.

A seleção teria etapas de Prova objetiva, Prova discursiva, Prova de aptidão psicológica, Prova de aptidão física, Investigação social e Curso de Formação Profissional, coordenadas pela Universidade de Pernambuco.

O último concurso realizado para auxiliar de legista e auxiliar de perito ocorreu em 2007, com 61 vagas abertas e contou com etapas de provas objetivas, avaliação psicológica, investigação social e curso de formação.

Original em: https://www.acheconcursos.com.br

GD Star Rating
loading...

Polícia Civil – DF retifica Concurso para Papiloscopista e mantém os demais inalterados

Nova retificação foi publicada para o Concurso Público de Papiloscopista, da Polícia Civil do Distrito Federal (PC – DF). Os detalhes podem ser conferidos no documento disponível em nosso site.

Ao todos estão em andamento três certames para a PC – DF, com o objetivo de preencher 170 vagas e constituir cadastro reserva com 247 oportunidades, incluindo as destinadas a pessoas com deficiência.

Em ocasiões anteriores, os prazos de inscrição de todos os certames foram prorrogados até 10 de abril de 2015. O candidato interessado teve que acessar o site da organizadora, www.universa.org.br, preencher o formulário disponível na página e recolher as taxas nos valores de R$ 168,00 ou R$ 192,00. Além disso, também foi corrigido o conteúdo programático.

O certame que destina-se à nomeação e credenciamento de Delegados (100 + 100 CR), exige dos interessados nível superior em Direito e três anos de prática jurídica e/ou atividade policial, comprovados no ato da posse. A remuneração devida ao cargo é de R$ 15.370,64.

O Concurso Público cujo objetivo é a seleção e classificação de Peritos Médico-Legista, no entanto, tem salário de R$ 15.370,64, 20 oportunidades imediatas e 40 de cadastro reserva, sendo que para concorrência é necessário formação superior em Medicina e registro no conselho da classe.

Por fim, serão preenchidas 50 vagas e credenciados 107 candidatos na função de Papiloscopista, que pagará R$ 8.284,55, aos profissionais que apresentem ensino superior obtido em qualquer área. Todas as funções serão exercidas em jornadas de 40 horas semanais.

Os inscritos serão submetidos às Provas Objetiva, Discursiva, Oral, de Capacidade Física e de Títulos, conforme o método adotado por cada concurso, além de Perícia (para os candidatos com necessidades especiais), Exames Biométricos e Avaliação Médica, Sindicância da Vida Pregressa e Investigação Social, e por fim, à Avaliação Psicológica.

As respectivas classificações finais serão válidas por um ano, podendo ser prorrogadas por igual período.

Original em: https://www.pciconcursos.com.br

GD Star Rating
loading...